O São Paulo vem fazendo algumas mudanças em seu elenco neste início de temporada. Embora não tenha contratado novas peças, o clube decidiu abrir mão de alguns atletas, emprestando-os a outros times, e tem de lidar com a ausência de outros nomes devido ao torneio pré-olímpico de seleções que será disputado na Colômbia. Um caso destes é Walce que além de estar fora em preparação, agora ficará 8 meses fora no mínimo.

Desta forma, Diego, jovem revelado pelas categorias de base do Tricolor, pode se tornar uma importante opção para Fernando Diniz.

A relevância de Diego neste início de temporada se deve ao fato de o elenco estar mais enxuto para os primeiros compromissos no ano e ao clube não ter dinheiro para repor com contratações.

Capitão do time campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2019, o volante, que também pode atuar como zagueiro, oferece a versatilidade que Fernando Diniz certamente precisará em casos de emergência. Essa necessidade deve ser vista agora no plantel ao menos no Paulistão.

Sem Hudson, emprestado ao Fluminense, Luan e Jucilei são as únicas opções para exercer a função de primeiro volante. O segundo, em baixa com a torcida depois de não conseguir apresentar um bom futebol desde que foi reintegrado, pode passar a ser até mesmo a terceira alternativa.

Já na zaga a situação não é muito diferente. Bruno Alves e Arboleda deverão ser os titulares. Anderson Martins, por sua vez, é o reserva imediato. Agora, sem Walce, Diego poderia ser recuado para atuar como zagueiro, como se acostumou a fazer em algumas oportunidades nos seus tempos de base.

Aos 20 anos, Diego passou a treinar com o elenco profissional no fim do ano passado. Na última rodada do Campeonato Brasileiro, contra o CSA, em Maceió, ele entrou no segundo tempo na vaga de Juan, atacante, para dar mais consistência defensiva à equipe.

O São Paulo estreia oficialmente na temporada de 2020 no próximo dia 22 de janeiro, às 21h30 (de Brasília), no estádio do Morumbi, contra o Água Santa.

Gazeta Esportiva

Anúncios