Segundo matéria do Globo Esporte, um dos maiores objetivos do São Paulo em 2020 é reduzir o altíssimo número de lesões do clube de 2019: 48 problemas médicos. Veja os motivos listados pelo site:

Veja abaixo:

  • Descuido de atletas: jogadores que estão com dores e não avisam o problema ou não detectam a real região na qual estão sentindo;
  • Mudanças na comissão técnica: Fernando Diniz foi o quarto treinador do São Paulo em 2019. André Jardine, Vagner Mancini (interinamente) e Cuca dirigiram a equipe antes. Cada um deles tem uma comissão com metodologias de treinos, cargas de trabalho e processos diferentes. O preparador físico Carlinhos Neves, por exemplo, deixou o clube em junho, após ser contratado em dezembro de 2018.
  • Jogadores que chegam de outros times: o São Paulo contratou 14 atletas para 2019, entre os quais sete de times estrangeiros. Pato e Hernanes, por exemplo, estavam na China, onde o calendário é mais ameno.
  • Diagnóstico: o caso de Pablo ficou marcado, pois o atacante inicialmente sentia dores nas panturrilhas e depois foi descoberto um cisto na região lombar. O jogador foi submetido a uma cirurgia.
Departamento médico do São Paulo em 2019 — Foto: Infoesporte

Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/sao-paulo-prioriza-diminuir-lesoes-em-2020-time-teve-48-problemas-medicos-na-temporada-passada.ghtml

Com a mudança de comando com a tríade de Dr. Sanchez, Dr. Tadeu e Luís Barros, manutenção do técnico, do grupo e nova filosofia, a esperança de um ano com menos baixas é alta.

Será que agora vai?

Blog do São Paulo