O atacante Murilo, agora conhecido como Murilo Oliveira, de 22 anos, tem formação no São Paulo, era xodó de Osório em 2015 com 17 anos.

“Depois que subi para o profissional, aos 17 anos, voltei para a base para disputar a Copinha. Joguei a Libertadores sub-20 e fomos campeões. Aí, machuquei o joelho direito, quando estava subindo para o profissional. Rompi ligamento e fiquei um ano parado, Quando voltei, joguei uns dois meses. Como estava forçando um lado do corpo, machuquei o púbis e fiquei mais cinco meses parado. Isso me atrapalhou, Fui emprestado para o Cianorte [do Paraná], comecei bem, mas senti o joelho”.

“Desde quando operei o joelho, nunca joguei como antes. Sempre tive dor no joelho, o que atrapalhou muito. Ainda fui emprestado para o Atlético-GO. Depois, fui para o Fernandópolis, porque era a minha cidade natal. Estava pensando em parar de jogar, não aguentava mais. Hoje em dia, não sinto dor. Só desconforto”.

“Eu terminei 2018 sendo campeão do sub-23 pelo São Paulo, sem jogar muito. Vim para o Fernandópolis, e não esperava ser artilheiro.”

Ele rodou por vários times emprestado pelo São Paulo mas só se destacou em 2019 ano no Fernandópolis, onde fez 15 gols e deu 15 assistências em 23 jogos na Segundona do Paulista.

Como seu contrato terminou no fim de 2019, ele está livre e já assinou com o Botafogo -SP a pedido de Wagner Lopes para o Paulistão.

Blog do São Paulo