Se perguntados sobre o ponto alto da temporada, é provável que nove entre dez torcedores do São Paulo apontem o sistema defensivo, especialmente o miolo de zaga, como grande destaque da equipe. Com apenas 30 gols sofridos em 38 rodadas, o clube paulista terminou o Brasileirão com status de ​melhor defesa da competição. E se não se mexe em time que está ganhando, o lema no Morumbi é continuidade.

Como destaca o â€‹Globoesporte, uma das receitas para o sucesso do setor passa pelo grande entrosamento da dupla de zaga titular, formada por Arboleda e Bruno Alves. Os dois chegaram ao Morumbi em 2017, mas atuam juntos, efetivamente, desde a temporada passada. Na ausência de um deles, o substituto imediato é Anderson Martins, que sempre corresponde bem quando exigido e é bastante valorizado no clube por trabalhar forte no dia a dia.

Como os três ainda têm contratos longos por cumprir e não estão na lista de ‘negociáveis’ do ​Tricolor Paulista, a tendência é que Fernando Diniz inicie a temporada 2020 com os mesmos pilares de seu sistema defensivo. O zagueiro equatoriano chegou a ser tratado como ativo no elenco e ‘flertou’ com uma transferência para fora do país, mas nenhuma sondagem se transformou em proposta oficial.

Enquanto a experiente trinca de zagueiros tem situação definida para 2020, o mesmo não pode se dizer do garoto Walce, de 20 anos. Quarta opção para o setor, o jovem revelado em Cotia tem proposta oficial do ​RB Bragantino, mas a diretoria são-paulina vem fazendo ‘jogo duro’ nas negociações com o clube de Bragança Paulista.

90min