O São Paulo agiu no mercado da bola e sondou o atacante Nahuel Bustos, do Talleres, da Argentina. O jogador de 21 anos foi indicado pelo técnico Fernando Diniz e aprovado pelo departamento de futebol do Tricolor. Os valores exigidos pelo clube argentino, entretanto, foram considerados distantes da realidade são-paulina de readequação financeira após uma temporada com déficit de R$ 180 milhões.

Bustos está em alta. Fez oito gols em 17 partidas na primeira metade da Superliga, o Campeonato Argentino, foi apontado como uma das revelações do torneio e disputará o Pré-Olímpico com a seleção sub-23 de seu país, em janeiro, na Colômbia. Na primeira consulta feita pelo São Paulo, o Talleres falava em abrir negociações a partir de 4 milhões de dólares (R$ 16 milhões), mas esse valor já disparou.

A entrada do River Plate na concorrência mudou o cenário. O empresário do jogador tem concedido entrevistas na Argentina falando também sobre clubes europeus interessados e o Talleres já coloca a multa rescisória de Bustos como referência para abrir tratativas. Assim, o São Paulo não fez nenhuma proposta e, por enquanto, interrompeu as conversas com o Talleres.

No início de 2019, quando os times se enfrentaram na segunda fase da Copa Libertadores da América, Bustos não estava no elenco do Talleres que eliminou o São Paulo. O garoto havia sido emprestado por uma temporada ao Pachuca, do México, onde fez um gol em oito partidas. Ao todo, pelo Talleres, são 13 gols em 28 jogos.

Até o momento, o São Paulo só fez três negócios na janela de transferências, todos envolvendo compras de jogadores que já estavam no clube, mas por empréstimo: o goleiro Tiago Volpi, o lateral-direito Igor Vinícius e o atacante Vitor Bueno.

UOL

Anúncios