Vetou! Conselho de Administração do São Paulo veta proposta orçamentária apresentada por Leco e sabatina Raí e Pássaro sobre o Futebol; entenda

Em reunião realizada hoje (2) à noite, no Morumbi, o Conselho de Administração do São Paulo vetou a previsão orçamentária apresentada para 2020. Integrantes do órgão fizeram ponderações de detalhes que precisam ser alterados e apresentaram algumas propostas de mudanças. Até o fim desta semana, uma nova peça deve ser produzida já com as devidas trocas para que seja enviada ao Conselho Deliberativo, que vai discutir o assunto na próxima reunião.

Essa é mais uma questão da política interna que o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, precisa resolver. O dirigente também tem sido bastante pressionado para promover uma reformulação no departamento de futebol. Há uma movimentação interna para que o executivo, Raí, seja substituído por um conselheiro neste processo.

Aliás, o campeão mundial de 1992 e seu braço direito, o gerente executivo Alexandre Pássaro, também estiveram presentes na reunião desta noite. Em alto nível, a dupla foi questionada sobre contratações e processos do departamento.

O Tricolor ainda prevê para o futebol profissional uma diminuição do custo de salários, encargos e direito de imagem, e contratados para o exercício de R$ 26,8 milhões em 2020. Já para 2021, a meta é de obter 25,6 milhões de euros (R$ 117,76 milhões) com a saída de jogadores. Vale ressaltar que a partir de 2021 Leco não será mais o presidente. Afinal, no fim no ano que vem será realizado o pleito e, de acordo com o estatuto, não é permitida a reeleição.

Internamente, o vazamento de documentos do São Paulo tem chamado a atenção. Recentemente, um suposto hacker chegou a entrar em contato com conselheiros para tentar um acordo para não liberar arquivos que teria em posse. O clube incluiu estes e-mails em inquérito policial aberto em 2017.

UOL

Anúncios

13 comentários

  1. Autuori + Sampaoli seria a mudança radical que precisaríamos no departamento de futebol, duas pessoas que entendem futebol, Autuori com história tbm no clube.

    A ultima dupla que saiu do clube vimos no que deu….Gabigol e BH…enfim é muito sonho meu, mas um plano de troca ousado para o departamento de futebol seria este….pronto acordei!!!!

  2. Autuori = Raí
    Diretor no atual momento não pode ser muito bonzinho q jogador monta em cima. Eu apostaria no leão. Certamente colocaria muito jogador q não respeita hierarquia e regras no seu devido lugar.

    O problema é q o leão teria q ter carta branca pra afastar qualquer jogador para mudar o quadro de spa e fazer uma cartilha q os jogadores deveriam seguir para ser mais atleta e menos festeiro. Jogador precisa se comprometer mais com o clube, mas com diretor de futebol banana jogador faz oq quer, escolhe até técnico.

  3. Todos os grandes do Brasil passaram a ter um diretor remunerado (especialista) no futebol. O São Paulo que num passado recente era a referência do futebol brasileiro, quer voltar para os anos 90 e colocar um conselheiro como diretor de futebol. Que lástima.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!