O São Paulo hoje é um resort!

Para Raí, o trabalho tem sido bem feito.

Para a torcida, o time é “amarelão”.

E para grande parte da mídia, esse São Paulo é frio e sem alma.

Quem está com a razão?

Fico com a torcida e a mídia.

Leco hoje é uma unanimidade entre os torcedores tricolores, afinal, todos querem a sua saída. Seu mandato termina no final de 2020, e considero praticamente impossível que ele renuncie como muitos assim desejam. Mas, se Carlos Augusto Barros e Silva pretende ter sucesso ao menos no seu último ano como presidente, muitas coisas precisam ser mudadas!

A começar pelo departamento de futebol. Raí é ídolo e um grande cara, mas infelizmente não deu certo.

A demissão do Aguirre cinco rodadas antes do término do campeonato  no ano passado, a escolha do André Jardine no começo do ano, a contratação do Cuca onde ele só assumiria o time dois meses depois, a entrevista onde ele banca Vagner Mancini como técnico interino e horas mais tarde anuncia o Fernando Diniz, as contratações sem critério e com o objetivo apenas de acalmar a arquibancada, ou seja, uma sucessão de erros e mais erros que levaram o torcedor ao desespero!

Sim, é preciso mudar tudo!

O São Paulo não pode ser eliminado da Libertadores em casa pelo Talleres.

O São Paulo não pode ter jogadores que se ganham ou perdem tanto faz!

O São Paulo não pode ter quatro treinadores em um ano.

O São Paulo não pode perder para o Fluminense, que briga para não cair, em pleno Morumbi.

O São Paulo não pode ter jogadores com salários milionários e que não jogam.

O  São Paulo não pode permitir que jogadores escolham quem será o técnico.

O São Paulo não pode ficar 1000 dias sem vencer um clássico fora de casa!

Enfim, o São Paulo precisa voltar a ser São Paulo, porque esse que estamos vendo aí está longe, mas muito longe de ser o Soberano.

https://blogdobenja.blogosfera.uol.com.br/2019/11/12/o-sao-paulo-hoje-e-um-resort/

Anúncios

17 comentários

  1. Não é só o presidente do clube, mas os todos dirigentes e conselheiros que ocupam cargo e de alguma maneira fazem parte da nata dirigente são responsáveis pelo fracasso dessa gestão. Ficarão todos eles registrados na memória do São Paulo como símbolos do fracasso nos campos e nos bancos. E, para piorar, não vejo dentro do clube quem possa concorrer e derrubar o status quo para efetivamente renovar a administração. Parece que nos próximos anos vamos viver a perpetuação do fracasso se não houver um movimento de peso para virar a mesa. São-paulinos, tomem suas posições, mostrem com inteligência toda sua indignação.

  2. Uma liderança frouxa. Presidente frouxo, diretor frouxo, técnico sem bagagem imposto por jogadores. Eu nunca vi uma combinação dessas dar certo.

  3. Esse presidente continuar no comando vamos ter que vender cotia para pagar dívidas desse velho safado esta acabando com spfc esse pilantra deve ser palmeirense

  4. Escalação para o jogo contra o Santos no globoesporte: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei, Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Pablo e Vitor Bueno. Esperar velocidade com esse time? Infelizmente o SPFC de hoje, já teve diversos treinadores diferentes, com estilos diferentes, mas não existe um modelo de jogo, assim como era o grande time da década de 90, que tinha o próprio expressinho, espelhando o time principal.

    • As contratações tem que ser baseado em modelo de jogo, e de preferência jogadores com intensidade física aliados a qualidade técnica. Os diretores tem que deixar de ser torcedor, e analisar o mercado, sem cair em apelo sentimental de torcedores, que ainda não se descolou de jogadores que passaram pelo clube.

  5. Vai tomar uns 3 x 0 do Santos porque um time ter coragem de perder para os reservas da Atlético Paranaense e o Fluminense em casa é vergonhoso não vai vencer o Santos fora de casa. Se acontecer vai ser uma grande zebra.

  6. É tao improvaveo o Sao Paulo vencer, que ganhara do Santos, para nos iludir mais um pouco, depois voltara a ser o time do Diniz e do leco!

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!