Nos primeiros oito meses de 2019, o São Paulo faturou apenas R$ 6,5 milhões com sócios-torcedores, valor este que é R$ 1,5 milhão a menos que o projetado inicialmente. Pois o clube, segundo informação do Globoesporte.com, planeja dar um “up” considerável neste índice e, para tanto, mira o exemplo do Flamengo, que estimou, no mês de junho, um ganho entre R$ 50 milhões e R$ 60 milhões para a temporada.

Nos bastidores, dirigentes avaliam como “medíocre” o total embolsado. Já nas redes sociais os tricolores reclamam da falta de vantagens para se vincular à instituição. A ideia, assim, é revitalizá-lo, fazendo com o que o faturamento pule para, no mínimo, R$ 2 milhões mensais, o que daria R$ 24 milhões por ano (o triplo da quantia atual).

Existe um plano de se contratar a Feng – Fan Engagement Marketing e Inteligência Ltda, que gere os programas de Flamengo, Vasco da Gama e Santos e seria responsável por captar novos associados, montar estratégias de vendas, implantar tecnologia e atuar na manutenção do quadro. Ela ficaria com 15% do faturamento mensal relativo ao que foi arrecadado a mais que os planos atuais. No entanto, o acordo foi barrado pelo Conselho Deliberativo, que não aprovou uma cláusula de multa de R$ 1,5 milhão (que é decrescente e aplicada em razão imotivada). Agora, a minuta será refeita, devendo voltar para o Legislativo tricolor em dezembro, quando ocorre a próxima reunião.

90min