CAMPEÃS! Meninas do vôlei e Zé Roberto levantam a taça pelo São Paulo/Barueri!

O São Paulo/Barueri ganhou novamente do Osasco-Audax em um duelo bastante equilibrado por 3 a 2 (22/25, 20/25, 26/24, 25/22 e 15/11) e conquistou o título do Campeonato Paulista feminino de vôlei. O time do técnico José Roberto Guimarães levou seu time a ganhar de uma equipe que já foi 14 vezes campeã estadual e com investimento bem maior.

“Fico feliz pela escolha que fiz, por estar em um time tão jovem, mas fomos a todo vapor. Agradeço a essas meninas, é um sentimento muito bom de satisfação por essa virada”, disse Lorenne ao SporTV, chorando bastante de emoção. Ela relembrou que ficou dois anos no Osasco, mas teve poucas chances para jogar naquele período.

No primeiro set, o duelo começou equilibrado com as duas equipes se alternando na frente do marcador. Até que o Osasco abriu dois pontos de vantagem no momento que Jaqueline cresceu na partida. A jogadora fez pontos importantes e levou a equipe à vitória na parcial por 25 a 22, graças ao ponto decisivo da cubana Casanova.

No set seguinte, o Barueri não se encontrou, errou muitos ataques (ou ficou no bloqueio) e deixou as donas da casa tranquilas para aumentar a diferença. Com um ace de Jaqueline, o Osasco fez 13 a 6. Depois, aumentou para 17 a 7, abrindo dez pontos de diferença. O time do técnico José Roberto Guimarães até reagiu, diminuiu a vantagem, mas o Osasco fechou em 25 a 20.

O Barueri conseguiu reagir no terceiro set com Juma no saque e abriu uma vantagem inicial de 13 a 6. Mas aos poucos o Osasco foi equilibrando, empatou em 16 a 16 e no ponto da sérvia Bjelica virou para 20 a 19. Mas o tricolor manteve a calma e conseguiu fechar a parcial em 26 a 24, diminuindo a vantagem das adversárias.

Embalado com a vitória no terceiro, o Barueri começou o quarto set muito bem e no saque da Maira fez 10 a 6, abrindo uma pequena distância para o adversário. A diferença foi mantida durante alguns saques para ambos os lados até Bjelica diminuir para 21 a 19. Mas o Barueri manteve a calma e fechou em 25 a 22, levando o duelo para o tie break.

No quinto set, o Barueri iniciou um pouco melhor, mas o Osasco equilibrou e o confronto ficou parelho. Só que com bons bloqueios e erros das rivias, o tricolor abriu 12 a 9 para delírio de sua torcida no ginásio. Com ótima atuação, coube a Lorenne fechar a partida em 15 a 11 e garantir o primeiro título estadual da equipe.

Terra

Anúncios

10 comentários

  1. Parabéns meninas !

    São Paulo com bons exemplos de projetos no futebol feminino, Basquete masculino e agora Vôlei feminino.

    Enquanto nosso futebol se afunda com Leco, Rai, Passáro e companhia ltda …

    Dentro do próprio Tricolor temos bons projetos a serem seguidos, deiem o Leco longe desses projetos por favor!

  2. Que os vagabundos do futebol aprendam com o pessoal do volei e do basquete, esses sim estão dando alegrias para nós torcedores e tenho certeza que não têm metade da receita do futebol..

  3. Pergunto algo aos colegas :
    O Diniz é uma aposta, tem boas ideias , mas será que vai concretizar ? As vezes fico com medo dele ficar refém dos medalhões que nem o Jardine. Toda vez que precisa fazer alterações recorre aos medalhões , ao invés de analisar o jogo.
    Igor Vinicius mesmo jogando bem, fica no banco . Então é um pensamento , e podem me chamar de corneta. Mas o Diniz está me deixando receoso , será outro Jardine ?

  4. Parabéns para as meninas ( em especial a fera Lorenne e a bela Juma) e ao gênio do vôlei José Roberto Guimarães!!!!
    Tomara que esse seja um projeto a longo prazo que gere ótimos frutos!!!!
    E que não seja contaminado pela zona atual do futebol!!!!

  5. Colocaram o dedo podre ali, daqui a pouco vira balcão de negócios e roubalheira. Igual ao clube de futebol que é cabide de emprego, balcão de negócios espúrios e de impunidade dos “notáveis” de SP.

  6. Parabéns Meninas e ao mestre José Roberto! Como um colega escreveu antes, Tricolor raiz!
    Precisamos de um técnico como o José Roberto no futebol! Assim como tivemos Mestre Telê, Cilinho, Muricy, Carlos Alberto Silva,

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!