Conselheiros pedem nova Reunião Extraordinária para que Leco, o fujão, e seus gestores fujões expliquem caos no São Paulo sem fugir

Veja o documento abaixo, obtido pelo Blog do São Paulo, com Requerimento de Conselheiros solicitando Reunião Extraordinária sem fuga de Leco e Diretores de sua Gestão para explicação da dívida, caos no futebol, renovação de Antony, venda de vaga em futsal, caso Cimerman, falta de entrega de documentos já decretadas pela Justiça, Caso Ricardinho, Contrato FENG, Departamento Médico vergonhoso entre outros. Veja o documento:

Anúncios

30 comentários

  1. A turma da separação / empresa segue em frente.

    Este é o único, real e verdadeiro objetivo, o controle total do futebol tricolor , mesmo que isso resulte na destruição do SPFC.

    #Triste SPFC.

    • Esse Diniz não serve nem para animador de torcida! Dizimou o Patético e o Flu! Vê se alguém tem saudades dele nesses clubes! Só o “jênio” Leco para trazer esse cara! Aliás, só trouxe porque era barato e tinha o aval do Dani Alves! Projeto Lusa a todo vapor! Estamos f……

  2. No Diniz vai sumir de vez quando o time cair para sétimo colocado na tabela. O Leco não se sabe quando vai sumir – provavelmente quando for declarada a falência do clube.

  3. Esses conselheiros, a grande maioria é tudo bundão, só faz as coisas que o bosta do Leco quer, pq ganham dinheiro também , se amasse e respeitasse o São Paulo de verdade, já tinham dado um jeito de derrubar esse Leco vagabundo daí, esse time do São Paulo é a cara dele, vagabundo, sem respeito pelo clube…
    O Diniz ontem no início do segundo tempo, estava rindo, feliz da vida….
    Tem que fazer igual o Presidente do curintia, manda tudo embora, Rai, Pássaro, Diniz , Dep médico, tudo e grande parte dos jogadores, esse tchê tchê é a pior contratação, o cara só sisca de um lado pro outro, o que adianta ter posse de bola, e não chuta a gol, não faz gol…ontem coloquei fogo na minha camisa do São Paulo…time medíocre…. Seus jogadores e técnico de merda….. E com os próximos jogos pela frente, não vai nem classificar pra pré libertadores… Isso e fato..

  4. Essa coisa do futebol empresa vai dar fumo, não só para o SPFC como para os demais.

    Basta ver o que acontece na Romênia: lembram do Steaua Bucareste? Chegou até a ser campeão da Champions nos anos 80, um dos principais clubes do leste europeu.

    Foi comprado por um milionário e virou clube empresa há alguns anos.
    Depois disso, algumas filigranas jurídicas fizeram com que pessoas ligadas ao “antigo” Steaua contestassem a compra na justiça.

    A justiça romena deu ganho de causa ao exército romeno (antigo detentor do clube) e este retomou o nome Steaua Bucareste FC, o escudo e demais símbolos.

    Já o Steaua Bucareste empresa teve de mudar e escudo e o nome: virou FC Steaua Bucareste (com o “FC” antes) e passou a ser conhecido como FCSB, mas ficou com o lugar na primeira divisão.

    Já o Steaua original teve que recomeçar nas divisões inferiores (hoje está na 4ª divisão romena).

    A torcida se dividiu: 55% (principalmente os mais jovens) acompanham o clube empresa; os 45 % restantes estão lotando estádios na 4ª divisão.

    Ainda permanece a disputa na justiça entre ambos para saber qual deles herdará o legado de glórias do passado.

    Para os adversários, é um sarro só: quando jogam contra o FCSB, gritam “4ª divisão” nas arquibancadas.

    Há ainda outros três clubes tradicionais “duplicados” na Romênia.

    Aqui no Brasil aconteceu situação parecida com o tradicional Operário de Várzea Grande-MT. Chegou a haver três times com o mesmo nome, dois deles tendo inclusive jogado o mesmo campeonato matogrossense, jogando um contra o outro.

    Conhecendo a incompetência habitual da gestão do SPFC, a adoção do clube empresa pode trazer no futuro uma outra opção com o mesmo escudo e o resgate da sigla CASP… Que tal?

    • Nos países desenvolvidos da Europa, o futebol empresa vingou, é vencedor e faz cada vez mais sucesso. Ocorre que a incompetência política, econômica e administrativa está presente em todos os países – então quem sofre são os incompetentes. Talvez você tenha razão se houver alguma reserva caseira para manter na empresa São Paulo de Futebol os incompetentes de hoje. Acho difícil, porque se o clube virar empresa o prejuízo teria de sair do bolso do empresário – nessa expertise os pseudos-empresários da situação são bem escolados. A única chance de mudar para melhor é o futebol empresa. Depois, se não der certo, a gente muda em definitivo para o Barcelona ou outro etc.. No status em que está, não é apenas o São Paulo que não aguenta – todos os grandes clubes brasileiros estão na bancarrota. Tem que mudar!

      • Não credito o sucesso do futebol europeu exclusivamente ao futebol empresa.

        O que passa despercebido por muitos é que lá o cara pode montar uma verdadeira seleção multinacional devido à lei Bosman.

        Junte-se boa administração + grana + lei Bosman e temos clubes espanhóis, ingleses ou alemães com apenas 3 ou 4 nativos no elenco. Já vi o Chelsea jogar sem ter nenhum inglês no time titular e nem no banco de reservas.

        Se eles tivessem que montar os times com as mesmas restrições que nós temos (limite de 5 estrangeiros), a América do Sul estaria ganhando Mundiais interclubes até hoje, mesmo com o atraso administrativo que reina por aqui.

  5. É loucura vc achar que alguém administrando o dinheiro que não é dele e que não sofre nenhuma consequência dos seus atos irá fazer uma boa gestão.

  6. Quanto ao jogo de ontem vejo o resultado infelizmente como normal. O São Paulo não é um time pronto , estabilizado , e que vai ganhar a maior parte dos seus jogos , pelo contrário , o time é instável e por isso vai oscilar bons jogos com péssimos jogos como foi o de ontem.

    O São Paulo é um clube com muitos problemas dentro e fora de campo. Esse ano devido ao mal planejamento inicial temos um time que já trocou de técnico quatro vezes , além de jogadores chegando durante toda a temporada , alguns jogadores importantes do elenco mal completaram dez jogos.

    Tudo isso reflete negativamente dentro de campo e faz com que o time não tenha uma identidade formada , uma forma segura de jogo. Na partida de ontem antes de levar o gol o time dominava a partida e dava pinta que iria ganhar o jogo até facilmente. Porém depois de levar o gol , em um lance bizarro que começou com o Arboleda não conseguindo afastar uma bola e depois uma falta desnecessária do Daniel Alves, o time se perdeu e acabou tomando outro em um contra ataque rápido , fruto de um passe errado do Tchê Tchê. Daí pra frente o time se perdeu totalmente e as substituições do Diniz não melhoraram o time , pelo contrário.

    Alguns pontos pra mim são bem claros em relação ao time , o Tchê Tchê não pode jogar na segunda linha de meio campo pois não possui qualidade pra isso , é um festival de passes errados , bolas mal dominadas e perdidas facilmente , no máximo pode ser o primeiro volante aonde tem bastante disposição física para a função. Arboleda é uma no cravo e outra na ferradura , ontem fez uma partida péssima. Não podemos continuar a insistir com tantos veteranos no time , no futebol atual dinâmico e veloz não cabem mais tantos jogadores sem mobilidade e disposição física.

    • “Esse ano” devido ao mau planejamento?

      Não tem como ter bom planejamento se os caras estão perdidos, o mau planejamento começou a pelo menos 10 anos… o ano que vem será o mesmo caos… precisamos de competência na presidência, se não tiver na presidência, precisamos ao menos na diretoria de futebol com um presidente rainha da Inglaterra… contratar um técnico com gabarito para encarar essa camisa pesadíssima…

      O time “dominava” o jogo e dava pinta que iria ganhar o jogo facilmente?

      Não concordo… Fenando Diniz entrega um jogo enganador aos torcedores… só toque de bola jamais ganhou qualquer coisa… excluindo o Barcelona… não existe agressividade nesse time, o que tem de sobra no Athlético PR por exemplo com o Thiago Nunes e no Fluminense que vimos com um técnico interino…

      • Respeito sua opinião Fernando mais discordo. Ter posse de bola , conseguir fazer uma saída limpa de bola não é ruim , muitos times saem jogando a base de chutão e isso dificulta em muito o jogo.

        Penso que o Fernando Diniz não está aplicando seus métodos de jogo no São Paulo por medo e por segurança de tentar fazer algo mais simples devido a falta de tempo para implantar seu sistema real. No São Paulo atual ele vem utilizando o esquema 4-1-4-1 , que é um esquema mais conservador do que ele usa habitualmente , nesse esquema seria para o time ter mais segurança defensiva e realmente temos levado menos gol , porém ofensivamente o time perde. Para a execução perfeita desse sistema seria importante termos dois bons jogadores no box to box a frente do primeiro volante , e também dois jogadores de lado que além de irem ao fundo fossem goleadores , e não temos nada disso. Nossos jogadores de lado além de não fazerem gols na maior parte das vezes cortam pra dentro e não temos laterais que chegam bem ao fundo também. Daniel Alves inventou a posição de falso lateral e no momento ofensivo insiste em virar meia , o que deixa nosso lado direito inofensivo. Tem o problema de centroavante também que agora que o Pablo voltou e nitidamente está sem ritmo de jogo a sete jogos para o final da temporada. Uma soma de fatores que prejudicou e muito nosso ano.

        Penso que para o próximo ano precisaremos de um treinador grande , de nome , tipo o Jesus , que mande o Daniel Alves jogar de lateral , que tenha moral pra colocar o Hernanes , o Pato , e quem for no banco se estiverem mal. O Diniz os colocou no banco mas na adversidade tem meio que “obrigação ” de coloca los no jogo.

        Penso que os quatro times que estão na frente do São Paulo na tabela são realmente melhores que nós e o que nos resta é torcer para o Flamengo ser campeão da libertadores e abrir uma quinta vaga direta para a libertadores. Porque esse time desestruturado como está se pegar uma pré libertadores vai ser uma verdadeira armadilha como foi nesse ano de 2019.

    • “Na partida de ontem antes de levar o gol o time dominava a partida e dava pinta que iria ganhar o jogo até facilmente”

      Mas em todos os jogos o time fica tocando bola de um lado para outro como se fosse ganhar facilmente… Contra o Palmeiras também foi assim.

      A única dúvida é saber em quanto tempo levaremos o gol…

  7. |No jogo de domingo, a torcida que for ao estadio deve entrar todos em silencio, e na hora do jogo permanecerem em silencio e ficarem de costas para o gramado.

  8. Pra melhorar o Raí e o Pássaro deveriam sair imediatamente. Logo após deveriam demitir Fernando Diniz, comissão técnica e o departamento médico todo. O próximo passo é a rescisão do contrato desses jogadores veteranos e que ganham milhões pra jogar apenas com o nome. A partir daí dá pra pensar em ganhar alguma coisa.

  9. Pra ver como ninguém vai mexer com o Leco falaram de um pedido de conselheiros pra demitir Raí e Pássaro, dois incompetentes, mas que nesse momento são os menores dos problemas. O maior problema é a cabeça disso tudo que ninguém tem coragem de peitar.

  10. Depois de tantos anos levando na cara, vendo o elenco com o mesmo perfil de frouxo e fralda cheia, achar que o problema são os jogadores e o treinador é querer fazer papel de bobo.

    Ao invés de ficar xingando de amarelão ou chamando de time sem vergonha deveriam concentrar os esforços xingando o Leco.

    • Mas aí a dita “torcida organizada” não vai criar problemas com quem financia o Carnaval e paga o aluguel milionário da mansão no Morumbi…

  11. O futebol jogado pelos grandes da Europa não é apenas de atletas bem dotados física e tecnicamente, mas de jogadores rápidos, com domínio perfeito de bola, passes verticais certeiros e de primeira, que sejam perigosos e façam gols nos adversários. O grande diferencial moderno é chegar com velocidade ao gol, finalizar bem e fazer o gol. Isso quase não se tem visto no São Paulo de Diniz.

    A nossa realidade é de jogadores que erram passes à pouca distância, estão acostumados a passes laterais para errarem menos, quebram a bola na frente ao menor aperto, muito são lentos, os pontas não vão à linha de fundo, os atacantes não penetram para receber a bola na corrida, cruzam mal, finalizam pior ainda, não respondem fisicamente com vigor ao futebol rápido e intenso os 90 minutos – fazer gol para eles é um tormento.

    Daniel Alves que conhece o sistema de Guardiola e de outros de ponta poderia ajudar nesse trabalho. Mas se o técnico insistir com jogadores limitados para sair jogado (os dois beques de área e o volante de cobertura que são facilmente vencidos pelos atacantes na saída de jogo) será um tiro no pé. A repetição de outros times que Diniz treinou começa a se desenhar no São Paulo.

    Não há por agora trabalho tático suficiente para superar as imperfeições nem a falta jogadores capacitados para executar as funções que o técnico exige no seu sistema. Assim o futuro já pode ser previsto pela tendência: quando o time cair para sétimo colocado na tabela, adeus Diniz! Aí a história será mera repetição, já bem conhecida de todos. Só a competência administrativa da presidência e sua capacidade para ganhar muito e investir em bons jogadores poderia mudar o status atual, mas cadê isso? Tá difícil!

  12. O São Paulo se tornou, nos últimos anos, um clube pequeno. Sem títulos, só resta o ostracismo. Só tem servido para “queimar” jogadores. Recentemente, queimaram Rodrigo Caio, agoram querem “queimar” Daniel Alves. Será se o problema está no jogador? Um cara que foi campeão por onde passou e, como lateral, não tem igual e ainda assim está sendo “queimado”. Penso que o momento é de cobrar do Presidente “Jaleco” e dos diretores, mas apoiar os Jogadores. Continuando assim, nenhum bom jogador optará por vir jogar no SPFC. A culpa disso tudo é e sempre foi da diretoria. Ha tempos que o time é esquecido pela Diretoria. O São Paulo não é mais pensado como um clube que tem um time, mas como um clube que gera empregos para os Diretores. Só isso!

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!