Se o ataque do São Paulo tem menos gols do que jogos nesta temporada (47 bolas na rede em 51 partidas) e acumula marcas negativas, a defesa vive bom momento e se consolidou como a melhor do Campeonato Brasileiro nas últimas rodadas: em 27 jogos, são apenas 17 gols sofridos, três a menos que o Corinthians, dono da segunda defesa menos vazada da competição.

Os números defensivos do Tricolor já eram bons com Cuca. Quando ele deixou o clube, após a 21ª rodada, o time estava atrás apenas do Corinthians neste quesito: eram 15 gols sofridos contra 13 do rival alvinegro. A média, que era de 0,7 gol sofrido por rodada, ficou ainda melhor com Fernando Diniz: só dois gols sofridos em seis rodadas (0,3).

O Fernando Diniz, sempre bate na tecla de que a gente tem que atacar marcando. A gente procura atacar já encaixando a marcação. Ele se preocupa muito com o sistema defensivo, fala que a prioridade é não tomar gol e depois criar na frente. Do mesmo jeito que a gente tem ajudado a sair lá de trás com a jogada trabalhada, o ataque tem ajudado a gente a se defender. Isso é importante, é uma evolução em conjunto, e a gente fica feliz por estar colhendo os frutos – explica Bruno Alves.

– Cada treinador que passa deixa alguma coisa. Não é só de agora, a gente já vinha mantendo esse bom rendimento na defesa. O primeiro objetivo é não tomar gol, porque a gente confia nos companheiros da frente. A qualquer momento eles vão acertar uma bola – declarou Arboleda, que foi até o ataque para garantir a vitória por 1 a 0 sobre o Avaí, no domingo.

Só o Fortaleza, em um pênalti cobrado por Wellington Paulista, e o Cruzeiro, em um cabeceio de Thiago Neves após cruzamento da direita, conseguiram vazar o São Paulo de Diniz.

РEle ̩ um t̩cnico bastante equilibrado, se preocupa com a parte ofensiva e defensiva. E um pouco mais com a parte defensiva, porque ele fala que nosso time tem muita qualidade. Trabalhando, fazendo as movimenta̵̤es que ele pede, temos grandes chances de fazer o gol. Enṭo ele pede aten̤̣o na marca̤̣o, para todo mundo se ajudar Рemendou Bruno Alves.

Bruno Alves e Arboleda foram os zagueiros titulares durante quase todo o campeonato. Houve um breve hiato no fim da passagem de Cuca, que optou por Anderson Martins no lugar de Bruno em três rodadas. A outra opção é o garoto Walce, que não vem sendo aproveitado, embora fique no banco.

Considerando toda a temporada, o São Paulo tem a terceira melhor média defensiva: 0,69 gol por partida (34 gols em 49 jogos), atrás de Grêmio (0,67 – 41 gols em 61 jogos) e Palmeiras (0,58 – 33 gols em 57 jogos).

Lance!