As vitórias do São Paulo trazem alívio e nunca euforia. São acompanhadas de Ufas e não de Obas. Os minutos finais são tensos, mesmo quando o adversário não ataca. Foi assim contra o Avaí, quase rebaixado e com dez jogadores durante 70 minutos. Expulsão exagerada de Brenner.

Os números mostram facilidade, com 71% de posse de bola, 19 finalizações e 12 escanteios. E apenas um gol. Um mísero gol. Vinte e sete em 27 rodadas. Poderia ser 2 x 0, mas Pato errou com o gol aberto.

É um time que tem muita dificuldade para utilizar as laterais. Antony deriva pelo meio. Contra o Avaí, foi diferente, chegou ao fundo. Uma boa notícia. Do outro lado, Vitor Bueno não consegue chegar ao fundo. E como Reinaldo não jogou, ficou mais difícil ainda.

A transição é lenta, pelo meio. E melhora com Igor Gomes. Precisa e merece jogar mais. Foi uma rodada perfeita para o São Paulo, com as derrotas de Inter, Grêmio e, principalmente Corinthians, que era o quarto colocado.

São dois pontos de vantagem. Faltam onze rodadas. Ou o time começa a jogar bem e fazer gols ou a angústia será companheira constante até o fim.

UOL – Menon

https://blogdomenon.blogosfera.uol.com.br/2019/10/20/sao-paulo-no-g-4-so-falta-jogar-bem/

Anúncios