O São Paulo tinha tudo para dar uma goleada no Avaí, equipe fraca e candidata ao rebaixamento. No entanto, ficou mesmo no 1 a 0 (Arboleda, de cabeça), nesse domingo à tarde, no Morumbi. Gol saiu de uma cobrança de escanteio de Daniel Alves, aliás, atuando pela lateral-direita e mostrando aquela categoria de sempre. Resultado colocou a equipe no G4 do Brasileirão, passando o Corinthians.

O Tricolor começou o primeiro tempo como se fosse um “furacão”. Com Daniel Alves na lateral-direita (onde ele rende muito mais), os jogadores do Avai sofreram um bombardeio, com ataque formado por Pato, Antony e Vitor Bueno. O domínio no meio-campo também era evidente. Fernando Diniz usou três volantes no setor com Luan, Tchê Tchê e Liziero. No entanto, faltaram jogadas de profundidade e o domínio passou a ser sem efeito.

O único lance polêmico ficou por conta da expulsão de Brenner, do Avaí. Ele entrou por trás do zagueiro Bruno Alves e o VAR entendeu o lance como agressão, o que fugiu do protocolo da arbitragem eletrônica. Para a etapa final, Diniz sacou Bruno Alves e veio Igor Gomes. Um escanteio pela direita, Daniel Alves colocou na cabeça de Arboleda e gol são-paulino, 1 a 0.

Diniz, então, sacou um volante (Liziero) para colocar Hernanes, mais ofensivo. A mudança gerou a expectativa de o São Paulo fosse atacar e até conseguir um placar mais dilatado. Porém, nada disso aconteceu, Principalmente porque o time insistiu bastante com triangulações na entrada da área, onde o adversário estava bem armado. Pato foi substituído por Raniel. Fim de jogo. Resultado merecido, mas poderia ter sido maior.

E tenho dito!

Chico Lang