“Diniz não pode ser refém de Juanfran e Hernanes” diz Menon

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

OS PROBLEMAS

O São Paulo utiliza pouco as laterais do campo.

O São Paulo tem uma transição muito lenta, pelo meio.

AS CAUSAS

Primeiro, falemos da ausência de amplitude. Há falta de  jogadores adequados para a função. Antony, por exemplo, prefere derivar pelo meio. Usa a faixa lateral praticamente apenas para ajudar o lateral. O lance contra o Fortaleza, quando cruzou para a chegada de Igor Gomes é pouco usual. Vitor Bueno também. Tchê Tchê não vai ao fundo.

As contusões atrapalham. Everton é a ausência mais sentida. Toró e Rojas também. Helinho empacou. Pato pode ser a solução, mas, como Pablo, está contundido, ele não atua aberto e, sim, pelo meio.

E a transição lenta? Luan, Tchê Tchê, Daniel Alves e Hernanes não fazem constantemente.

A SOLUÇÃO?

Alguém falou Igor Vinícius, Liziero ou Igor Gomes?

O ENTRAVE

Fernando Diniz utiliza primordialmente Juanfran e Hernanes. Juanfran é bom. Hernanes é grande. E não estão jogando mal. Mas, no esquema atual, são os elos mais fracos. Não têm velocidade.

O treinador não é obrigado a escalá-los sempre. Não deve escalá-los sempre nesse esquema. Pode tentar Igor Vinícius na segunda linha, com Antony na esquerda. Ou, pelo meio. Pode ter três zagueiros (os dois e Juanfran) e liberar Igor Vinícius e Reinaldo… Para a entrada de Igor Gomes ou Liziero, pode sacrificar Tchê Tchê e manter Hernanes. Ou recuar Hernanes. Ou sacar Hernanes, por quê não?

CONCLUSÃO

Antes de se tornar autoral, um treinador tem uma missão mais simples: detectar e resolver problemas. E não adianta repetir sempre as mesmas soluções, os mesmos remédios.

UOL

https://blogdomenon.blogosfera.uol.com.br/2019/10/18/diniz-nao-pode-ser-refem-de-juanfran-e-hernanes/

Anúncios

11 comentários

  1. O saopaulino Menon alguma vez substituem o jornalista pelo torcedor. Igor Vinicius está no São Paulo desde o início do ano e todo mundo pedia um lateral direito. Só jogou contra o Corinthians. Quanto ao Hernanes concordo, pois mais está atrapalhando que ajudando.

    • Igor Vinícius teve uma boa sequência, estava bem, até o Cuca inventar o fraquíssimo Hudson, perdeu espaço a toa, depois foi muito bem contra o Santos, anulando o Solteldo e apoiando muito no ataque, é jovem e oscila como todos, em breve será um dos melhores da posição.
      Diniz não pode ser refém dos dois citados e do Daniel Alves que até agora não jogou nada. O time precisa de transição rápida e com eles em campo isso não existe, eu penso na seguinte formação.

      Volpi
      Igor Vinícius
      B. Alves
      Arboleda
      Reinaldo
      Luan
      Tchê tchê
      Igor Gomes
      Pato
      Antony
      Pablo
      Mas sei que isso não vai acontecer ainda mais com o Daniel Alves recebendo milhões

  2. Hoje o problema são jogadores como Hernanes, Juanfran, Pato e Daniel Alves, até tempo atrás eram jogadores como Jucilei, Hudson, Bruno Peres, Nenê, Diego Souza e etc.

    Daí coloca no time jogadores meia bocas que não rendem e reclamam que não tem jogador para fazer “ a diferença”!

      • Tem razão Márcio, mas é o peso de se jogar em time gigante, e com o agravante de 7 anos de fila. Margem de erro é absolutamente zero. Se o jogador não entende essa parte, que nem entre em campo. Os últimos jogadores do SPFC que fizeram mesmo a tal da “diferença” foram o Lucas Moura, e o Hernanes de 2 anos atrás (esse atual, esquece). Enquanto não tivermos outro jogador nesses “moldes” (Daniel Alves tá longe de ser esse), esquece (de novo).

  3. É simples de resolver , colocar o Dani na ponta pela direita e pato pela esquerda com Raniel de atacante e Igor Vinicius de lateral o meio com Tchê Tchê Liziero e Igor Gomes .Antony , Hernanes , junfran e Luan na reserva isso mesmo e na zaga Bruno Alves e walse com arboleda no banco

  4. Cara eu fico impressionado como o Menon ainda não desistiu, em 2010 eu lembro bem dele dizer que o Milan não queria mais o Casemiro e ele achava que jogava mais do que joga de verdade, ta aí o resultado.

    No jogo com o Corinhtians o Hernanes morto em campo fez a jogada que deu origem ao penalty, é o único sopro de criatividade no meio campo do São Paulo. Se for pra sair, tem que sair Liziero e Tchê tchê. Tirar o melhor meio campo do time é muita falta de visão!

  5. Hoje, mantendo o 4-1-4-1, iria assim:

    Volpi

    I Vinicius
    B Alves
    Arbolenda
    Liziero

    Tchê tchê

    Antony
    Dani Alves
    Vitor Bueno
    Pato

    Raniel

    Laterais ofensivos, meio campo leve e centro avante. O Avaí deve vir bem fechado, será preciso paciência para furar a retranca.

  6. A gente nota quando o técnico e bom mesmo quando trabalha com meritocracia. Se está bem joga, se está mal vai para o banco. Na Europa jogador não tem cadeira cativa, aqui jogador não pode sair do time de jeito nenhum, mesmo não jogando nd. Diniz até o momento se mostrou um técnico igual aos outros. Mexendo pouco nas peças se mantendo fiel ao jogadores q o contratou.
    Igor Gomes merece a titularidade desde o paulista pq é o único meio campista q tem feito bem a transição em velocidade, no entanto não tem grife. Em um time Sem criatividade e q embola muito pelo meio e essencial jogar mais pelas pontas e laterais com velocidade e mais ofensivo faz td a diferença. Com td respeito ao Juanfran q não costuma comprometer, o Igor Vinicius se encaixa melhor no esquema do q ele. Daniel Alves se não quer ser lateral deveria jogar de ponta no lugar do antony. Resolveria a ponta direita e daria espaço para alguém no meio campo. Esse alguém poderia ser o Vitor Bueno. O fato é q hj o antony e um a menos e o banco talvez daria um choque de realidade no garoto q parou de j pagar desde q a fama chegou com força ganhando carro importado do Diniz e etc. outro q não convence e o tchê tchê. Esse é o coringa q joga em tds e não convence em nenhuma. Muito esforço pra contratar e ao menos pra mim não convenceu.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!