Igor Vinícius foi a solução de Fernando Diniz para a ausência de Juanfran. Com desgaste muscular, o espanhol foi poupado pela comissão técnica do São Paulo no último domingo, na vitória por 1 a 0 no clássico contra o Corinthians, graças ao gol de Reinaldo, de pênalti, no segundo tempo.

Nesta quarta-feira, contra o Cruzeiro, no Mineirão, Juanfran deve voltar a ficar à disposição, mas Igor Vinícius pode seguir na equipe titular, uma vez que foi um dos atletas mais elogiados por boa parte da torcida e também da imprensa, fator que pode pesar na decisão de Fernando Diniz às vésperas do confronto com a Raposa em Belo Horizonte.

“O caminho para percorrer sempre é longo, ele nunca termina. Sempre temos que fazer o melhor que podemos, e os jogadores estão tentando atingir seu limite. Contra o Flamengo, no Maracanã, praticamente não treinamos, e eles mostraram que têm muito recurso, uma capacidade de enfrentar desafios muito grande’, disse Fernando Diniz, não se limitando a analisar um atleta especificamente.

Esse foi o segundo clássico em que Igor Vinícius se destacou. No triunfo sobre o Santos, por 3 a 2, no Morumbi, o lateral-direito já havia colecionado uma atuação exemplar, neutralizando o venezuelano Soteldo, à época o principal destaque do Santos, então líder do Campeonato Brasileiro.Juanfran, por sua vez, voltou a treinar nesta segunda-feira, mas não disputou o jogo-treino contra o time sub-17 do São Paulo, trabalhando à parte acompanhado dos preparadores físicos. Aparentando estar recuperado do desgaste muscular que o tirou da última rodada, o espanhol pode pintar como novidade, mas não seria surpresa sua presença no banco de reservas para uma continuidade de Igor Vinícius no time titular.

“Trabalhando juntos a tendência é sempre melhorar. O futebol se confunde com a minha própria vida, então temos que fazer o melhor possível, todos os dias que treinamentos têm que ser dias sagrados”, concluiu o treinador do São Paulo.

Gazeta Esportiva