Para pagar Daniel Alves, Tricolor monta plano especial

Daniel Alves se tornou a grande contratação do São Paulo na temporada e talvez do futebol brasileiro. No entanto, despertou uma dúvida: como pagar os salários de um jogador multicampeão e que veio de sucesso na Copa América.

Segundo o Uol Esporte, o Tricolor já tem um plano traçado para pagar os vencimentos do lateral. Um colegiado de pessoas ligadas a marketing e futebol ajudou o clube a criar uma estratégia para que o jogador, cujo salário está estimado em R$ 500 mil além de parcelas semestrais quanto ao uso da imagem do jogador, a serem pagas a partir de 2020, seja pago.

O São Paulo espera encontrar parceiros para ajudar o clube a arcar com os salários de Daniel Alves. Até cinco parcerias o Tricolor espera fechar para pagar os custos de ter o jogador. O contrato seria nos moldes do feito por Ronaldo quando jogou pelo Corinthians, no qual parte da arrecadação ficaria com o clube se ultrapassar algum patamar estabelecido. E o restante com o lateral.

O retorno de marketing que o Tricolor teve com a chegada do lateral é usado pelo clube como fator para manter a operação para tentar Daniel Alves. O clube alega ter aumentado sua visibilidade internacional com a contratação do lateral e as vendas de camisa tiveram aumento de 450%.

Uma parceria com uma empresa inglesa estaria perto de ser acertada pelo São Paulo para começar a explorar o potencial da exposição com a chegada do jogador.

Torcedores.com

5 comentários

  1. Inevitável falar, por inadequado que seja, mas vamos lá :

    – Pela bagatela de 18 milhões / ano, seria pedir muito que Daniel Alves comece a jogar um pouquinho de bola ?????

    Em tempo, parece que o SPFC deve ficar com a maior parte das despesas, se contar apenas com o desempenho esportivo para o aporte da grana.

    Com a palavra o marketing tricolor, que até então quase nulo ou inexistente.

  2. É uma situação complicada porque, embora todos saibam o quanto ele rende na lateral/ala direita, a sua atuação no meio parece não justificar esse custo, e parece que ele chegou com uma certa arrogância de achar que no meio ele ajudaria mais o time pois a bola passaria mais pelos pés dele. Ou seja, estamos tendo que nos esforçar o máximo financeiramente para ter um jogador que não quer render o seu máximo.

  3. É conhecida a história do SPFC de apostar e se dar bem com veteranos. Foi assim com Leônidas, Sastre, Zizinho, Gerson, Cerezzo, Junior e outros em tempos passados.

    Raí também voltou do PSG para ser campeão. Muller foi e voltou incontáveis vezes…

    Mas ultimamente o SPFC não tem dado sorte com os veteranos: Lucio chegou cheio de banca e desmontou uma defesa que tinha se acertado; LF09 voltou é rendeu menos do que se esperava até todo mundo dar graças a Deus pelo contrato ter acabado.

    Alguns ficaram no meio termo, como Kaká. Hernanes nos livrou de um rebaixamento, mas na atual passagem ainda está devendo.

    Daniel Alves não tem que provar nada em termos de futebol mundial, mas precisa refletir sobre o que quer em termos de SPFC.

    Ainda é cedo, acabou de chegar e pode fazer história no clube. Mas, por enquanto, me bateu aquele medo de que ele vire outro Jucilei.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!