São Paulo tem excesso de empates em casa e já iguala números de 2018

O empate em 1 a 1 com o CSA, no último domingo, no Morumbi, foi muito lamentado pelo São Paulo, já que o resultado atrapalha na briga pelas primeiras posições na tabela. Mas esses tropeços em casa não são exclusividade desta temporada. Pelo menos de 2016 para cá, o excesso de empates tem minado o aproveitamento são-paulino em seus domínios.

Com o placar contra o time alagoano, o Tricolor passou a ser o clube de Série A com o pior aproveitamento como mandante em 2019, mas não é só, já que também ostenta o maior número de empates em casa nesta temporada em jogos oficiais. O número de derrotas (3) não assusta, já que está entre os menores do ranking, mas o de igualdades (11) já ultrapassa o de vitórias (7).

No Brasileirão, esse disparate se repete. Ao mesmo tempo em que está invicto em casa, o São Paulo venceu apenas quatro vezes (Botafogo, Chapecoense, Santos e Ceará) e empatou seis (Flamengo, Bahia, Cruzeiro, Palmeiras, Grêmio e CSA) no Morumbi, ou seja, pontos perdidos que influenciam diretamente na disputa pelo título.

O número de empates neste ano já é maior do que o de 2016, igual ao de 2018 e está a um de igualar 2017. A comparação é com temporadas inteiras, que já não foram bem sucedidas em termos de mando de campo. Assim, é possível observar que esses tropeços não são exclusivos de 2019 e já persistem há algum tempo.

Números do São Paulo como mandante nas últimas temporadas:

São Paulo – 2019 – 50,79% (20º no ranking da Série A)
21 jogos
7 vitórias
11 empates
3 derrotas

São Paulo – 2018 – 66,67% (9º no ranking da Série A)
31 jogos
17 vitórias
11 empates
3 derrotas

São Paulo – 2017 – 60% (10º no ranking da Série A)
30 jogos
14 vitórias
12 empates
4 derrotas

São Paulo – 2016 – 61,90% (14º no ranking da Série A)
35 jogos
20 vitórias
10 empates
5 derrotas

A verdade é que o São Paulo perde pouco em seus domínios, mas tem empatado muito e vencido bem menos do que poderia diante da força que seu fator casa já teve em outras ocasiões. Nesses últimos quatro anos, os jogos como mandante tiveram quase 50% de vitórias são-paulinas, 37% de empates e 13% de derrotas. Isso representa 62,1% de aproveitamento dos pontos disputados.

Embora a 20ª rodada seja fora de casa, contra o Botafogo, o Tricolor sabe que precisa melhorar seu desempenho como mandante para poder brigar por algo maior no Campeonato Brasileiro. O empate com o CSA foi apenas mais uma lição para equipe, que volta a campo neste domingo, às 11h, no Nilton Santos.

Lance!

Anúncios

9 comentários

  1. Na verdade, estamos sem poder de fogo no ataque, mesmo com as revelações de Cotia e as contratações, e isso vem desde o ano passado e isso reflete nós resultados em casa, que não são o que deveriam e prejudicam nosso desempenho no campeonato!!!

  2. Pela quantidade de empates e das poucas vitórias, dá pra concluir que, com esses pernas de pau do elenco, o Morumbi virou um estádio neutro.

    • Gibagol melhor do que Pablo? Nem dá para comparar, Pablo levou o patético ao título da sul -americana, gibagol é apenas mediano

  3. Ano já está perdido, continuando com Cuca a classificação para a libertadores já era também. Eu faria uma jogada arriscada, alguns podem achar loucura, mas eu traria Fernando Diniz. O Athlético joga bem por causa dele, Tiago Nunes só fez algumas correções. O Fluminense está jogando bem também, e o maior problema nas laranjeiras foram os vários salários atrasados. Aqui no São Paulo a casa está mais em ordem, ele vai encontrar um excelente material humano, na pior das hipóteses se ele sair ele pelo menos deixa um legado. Rebaixado nosso time não será mesmo esse ano, então assumindo nesse ano logo, Fernando Diniz já deixaria esse time pronto para o início de 2020.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!