Laudo Natel, uma das figuras mais importantes da história administrativa do São Paulo Futebol Clube, completa 99 anos neste sábado (14).

Ex-presidente do Tricolor, Laudo Natel coordenou as obras de construção do Morumbi, estádio inaugurado em 2 de outubro de 1960.

Formado em Economia, Laudo Natel utilizou sua larga experiência como diretor financeiro do Bradesco na empreitada que levantou o estádio, que foi batizado de Cícero Pompeu de Toledo, cujas obras foram iniciadas em 4 de agosto de 1952.

Natural da cidade paulista de São Manoel, também militou na política, sendo governador de São Paulo por duas ocasiões.

História

Político, empresário e dirigente esportivo, Laudo Natel nasceu na paulista São Manuel em 14 de setembro de 1920. Durante quase 30 anos, trabalhou no setor bancário mas foi como cartola que ficou conhecido. Associou-se ao São Paulo Futebol Clube em 1946 e, seis anos depois, já trabalhava como diretor de Finanças. Em 1958 assumiu a presidência do Tricolor, que só deixou em 1971. Laudo Natel também foi governador do Estado de São Paulo em duas ocasiões. Patrono são-paulino, reside em São Paulo e está aposentado.
Sua participação na construção do estádio do Morumbi foi marcante. Foi um dos homens que coordenou não apenas as obras como também os gastos, aproveitando-se da experiência que tinha como diretor financeiro do Bradesco. Para homenageá-lo, a diretoria do São Paulo deu ao centro de formação de atletas que o clube construiu em Cotia o nome de Laudo Natel. Politicamente, Laudo foi um personagem relevante. Formado em Economia e Administração de Empresas, foi vice-governador de São Paulo em 1962 e, com a destituição de Adhemar de Barros, em 1966, cumpriu o restante do mandato. Eleito indiretamente, reassumiu o cargo em 1971, permanecendo até 1975.

Confira a seção de fotos abaixo:

https://terceirotempo.uol.com.br/que-fim-levou/laudo-natel-2605

Anúncios