Raí passará alguns dias na Europa para ampliar ‘network’ do São Paulo

Tricampeão mundial e da Copa Libertadores, o São Paulo é um dos clubes brasileiros mais conhecidos no planeta, porém quer buscar mais notoriedade lá fora por meio de parcerias e encontros com dirigentes e agremiações do Velho Continente. Para isso, Raí, diretor executivo de futebol, está de malas prontas, mais uma vez para estreitar os laços tricolores com os europeus.

A exemplo do que já fez no início deste ano, Raí embarca nesta sexta-feira rumo à Europa, para uma série de visitas e reuniões com pessoas ligadas a grandes agremiações de futebol na comunidade europeia. O objetivo é ampliar o “network” (rede de contatos em português) do São Paulo e “plantar sementes” para possíveis parcerias e intercâmbios futuros.

– já fiz algumas viagens para a Europa, não para negociação, mas para essa coisa de network, de conhecer, de estar próximo de outros clubes, isso acaba facilitando a integração e pensar melhor em possibilidades que podem surgir – disse Raí em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Durante a pequena excursão que vai até terça-feira da próxima semana, não há previsão de negócios com jogadores ou contratações para 2020. A viagem, de acordo com o clube, é institucional e tende também a explorar o patrocínio da Adidas, que permite ao Tricolor uma troca de informações com outros gigantes do futebol mundial patrocinados pela mesma marca de material esportivo.

Um dos temas que devem ser abordos durante os encontros de Raí é a busca por novas receitas, que possam evitar que o São Paulo precise, obrigatoriamente, vender jogadores para bater metas orçamentárias, algo que não será atingido nesta temporada. Dos R$ 120 milhões previstos, arrecadou R$ 70 milhões, ou seja, terá de achar uma solução para esse “buraco”.

– Às vezes existe na parte orçamentária dos clubes uma obrigação de negociação, mas existem as janelas e existem esses contatos. A gente tem que ficar sempre de olho nessa questão orçamentária, para manter esse equilíbrio, e pensar em soluções futuras para que a gente não dependa da venda de jogadores. Isso é um objetivo da atual gestão, o que por enquanto não é a realidade, mas acredito que a gente tenha material e potencial de sobra para que a gente atinja esse objetivo –  concluiu Raí.

Lance!

Anúncios

18 comentários

    • A diferença é que lá quando dizem que o cara está curado, ele fica curado mesmo. Não quebra uma semana depois, nem descobrem outra coisa depois e deixam o cara parado por mais tempo.

      Isso sem falar que esse tipo de coisa acontece com que frequência no Real Madrid? E no SPFC?

      Parte da torcida (não a histérica), pode até ser leiga, mas percebe certas situações e gostaria de explicações, porque não dá para aceitar ver o clube gastar o que gasta (ex: salário do Pato) e ainda ficar quieto com o DM não conseguindo recuperar jogadores.

      Carteirada intelectual, não vai funcionar.Alguém lá vai ter que sair do pedestal e terá que explicar ou vai aguentar a reclamação e vamos ver onde isso vai acabar.

      • Torcedor precisa é entender que determinados assuntos que ele não conhece e nem tem certeza de nada, deve abster-se de acusar… É até compreensível apontar o que ele entende por falha, questionar etc mas acusar sem a noção exata dos fatos, é lamentável.

    • Discordo totalmente.

      Primeiro, eu não preciso ser especialista no assunto para opinar.

      Vc não precisa ser chef de cozinha para saber se uma comida é gostosa. Támbem não precisa ser diplomado para saber se uma oficina mecânica é boa. É só comparar com a performance de estabelecimentos semelhantes.

      Nem o CSA tem tantos desfalques por lesão. E quando o SPFC contrata jogadores bichados que foram recusados por DMs de outros clubes como Daniel e Maicosuel?

      Segundo, o Real está em crise, bem como o nosso tricolor. A diferença que lá o parâmetro ainda é alto e pode apostar que depois da mudança de técnico vai ter barca de jogadores e mudança em vários departamentos.

      Aqui temos que engolir técnicos ultrapassados, contratações de medalhões que nunca foram vencedores como o DS e Nenê, jogadores pernetas como o Edimar que era reserva do craque Egídio, médicos que estão há décadas no clube como o Sanches.

      Faz anos que vivemos de amor e de esperança. Tirando uma centelha de alegria que as cortinas de fumaça trazem, o resto é só decepção.

      Já estou cansado de só ficar alegre quando um DA volta, quando um Kaká volta, quando um Hernanes volta, só pra depois tomar uma paulada do Vasco. É uma hora de alegria pra uma semana depois comprarem um Calazans, um Everton Felipe, pra renovarem com o Reinaldo, pra venderem um Morato.

      • Depois que vc compara comida e mecânica automotiva com medicina esportiva, fica difícil debater, apenas reforça o meu pensamento.

        E o assunto tbm não é sobre contratação de jogador mediano… É sobre recuperação de jogador lesionado.

        • Se for pela sua lógica nem devia ter seção de comentário no fórum. Afinal, ninguém aqui tem diploma de técnico da CBF ou UEFA, nem foi jogador de futebol.

          O fato de sermos leigos tira liberdade de expressão?

          • Cara, entenda o que eu disse, quem sabe vc fala menos coisas nada a ver… Não tirei o direito de ninguém… Vc veio em cima do meu comentário, não concordou e colocou coisas nada a ver… Eu só respondi o que eu penso, não tirei direito seu em nada.
            Depois vem me dizer sobre direitos, diplomas etc…
            Quer dizer, quer discordar do comentário alheio e não quer ser replicado…

            Deixa pra lá… Tenho mais o que fazer…

            • Vc que não gostou de ser replicado.

              Já vi varios comentários seus desdenhando críticas feitas por usuários aqui sobre o DM do SP. Vc sempre bate na tecla de que eles não podem criticar por não entenderem do assunto.

              Ok, existem casos em que as críticas não exageradas e outras não.

              Não é necessário ser um especialista pata ver o lamaçal que o time se encontra.

              O desdém em relação ao DM não é de uma outra outra lesão. Vem de fato de uma série de erros da comissão técnica.

              Há anos vemos erros crassos que até um leigo consegue ver. Jogadores rejeitados por DMs de outros clubes que vem pro SP e nunca jogam. Daniel foi rejeitado pelo palmeiras e veio. Maicosuel idem. Biro Biro chegou a desmaiar em jogo na China e veio. O DM do Botafogo em um mês descobriu que o cara não estava apto a jogar.

              Não é necessário um doutorado em medicina esportiva para detectar esses problemas.

              Dizer que só porque existem jogadores lesionados no Real pra aliviar a barra do DM do SP eu acho um argumento fraco.

              No mais, essa é a minha opinião e tentei expó-la de um jeito educado. Se não consegui peço desculpas.

              • penso exatamente igual a vc! e tem mais, medico nao é deus, nem tem complexidade maior que qq carreira profissional! este tempo ja passou faz anos!

  1. A recuperação dos nossos jogadores demora o mesmo tempo ou mais que se a lesão fosse em mim ou um de vocês, como se a condição física e atlética deles não influísse no tempo de recuperação.
    Trabalho em uma cidade pequena da grande SP, lá trato o público em geral e jogadores do time local, é impressionante como jogadores se recuperam mais rapidamente de lesões que a população em geral.
    No SP não se vê isso, pelo contrário, o DM é um cabidão de emprego, parece não haver especialistas (alguns realmente não o são que eu sei).

    • Parabens! um especialista explicando o que vemos, mesmo sem que nos saibamos medicina! um leigo enxerga o que acontece, mas geralmente nao sabe pq acontece! Para isto existem especialistas!

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!