Parece que de sábado, dia da entrevista de Raí para esta 3a feira, ficou complicado para o Diretor.

Alegando redução de dívida e boa gestão, Raí justificou que não era apenas resultados em campo que deveriam ser analisados. Que a torcida estaria “pouco se ferrando” para gestão porque queria taças.

Mas, além de não termos taças, não temos reforços, não temos gestão e a dívida não desaparece, só aumenta mesmo com vendas incessantes. Só na Era Leco, são quase R$ 400 milhões em vendas.

Apenas neste ano, o planejamento era chegar às 4as de Libertadores e Copa do Brasil e nada disso aconteceu.

O resultado é desmanche, R$ 37 milhões em empréstimos e o time sem competições a disputar, sem dinheiro de reforços, devendo a jogador e crise.

Que coisa, não, Raí?

Blog do São Paulo

Anúncios