Muricy detona gestão do São Paulo: “Os caras estão acabando com o clube. Pararam no tempo. Não pode mais ter amadores perto do futebol”

Um dos principais ídolos da história do São Paulo, principalmente por tudo o que fez como técnico do clube, como a conquista do tricampeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008), o agora comentarista Muricy Ramalho sempre é lembrado pela torcida são-paulina e talvez por isso tenha tanta propriedade para falar quando o assunto é o time do Morumbi.

Em entrevista ao UOL Esporte, Muricy Ramalho não poupou críticas os dirigentes do clube. “A gente vê os caras acabando com o clube. Só porque ganhou muito no passado, ainda estão presos. Isso já acabou. Outros clubes estão passando por cima. [Os dirigentes do São Paulo] Pararam no tempo. O futebol está cada vez mais profissional. Não pode mais ter amadores perto do futebol“, disse o ex-técnico.

O São Paulo comete um erro atrás do outro. Por quê? Porque o cara fala: ‘não sou eu’. Quem é?. ‘Ah, tira o técnico’. Faz dez anos que estão tirando o técnico e não acontece nada. Parece que tá tudo certo. Eu não sei se as pessoas [os dirigentes] não saem na rua, não conversam com o torcedor, que está bravo, porra! Tá incomodado, tá sendo gozado. Será que os caras não percebem que tá errado? Eles têm que, primeiro, reconhecer que tá errado, porque senão vai continuar no erro“, acrescentou.

Muricy relembrou o episódio envolvendo o meia-atacante Nenê no final do ano passado, quando o jogador não escondeu sua insatisfação de ter ido para o banco de reservas por uma opção técnica do então técnico Diego Aguirre. Para o ex-treinador, o clube “protegeu” o camisa 10 e acabou expondo Aguirre – foi foi demitido faltando cinco rodadas para o término do Brasileirão.

Nessa época, mesmo, do Aguirre, jogadores que não estavam jogando bem faziam toda hora carinha feia contra o treinador. Tem que tirar esse jogador e falar: ‘meu filho, vem aqui, você está fora’. Ficar chutando copinho, ficar fazendo biquinho? ‘Você é profissional aqui. Você não é pago para ser titular. Você vai ganhar no campo’. Tinha que dar força para o treinador, não para o jogador. Mas ficaram do lado do jogador, pô. O jogador se sente cômodo. O jogador se sente o dono do time. O jogador fala: ‘se eu jogar mal aqui, o cara manda o técnico embora’“, explicou.

Às vezes, parece que o jogador é maior que o time, que o São Paulo. Pelo amor de Deus. Esse cara aqui não está jogando nada e acha que é melhor que o time, não sabe o que é a história do São Paulo, não tem ‘semancol’“, disparou o comentarista.

CRÍTICAS AO RAÍ:

Quem também não escapou das críticas de Muricy foi o ex-jogador e agora diretor executivo do São Paulo, Raí, um dos maiores ídolos da história do clube. “O que eu acho é que o Raí se perdeu um pouco no final porque ele começou a tomar decisões sozinho. A gente ouve o Ricardo Rocha falar que não foi consultado, por exemplo, no negócio do Aguirre. Para você tomar decisões desse nível, de mandar um técnico embora, tem que ser muito estudado, cara. Faltando cinco jogos“, disse o ex-treinador.

Eu pensava: Raí, um cara jovem, um cara que trabalhou na Europa, com ideias muito boas, família ótima, um irmão sensacional, de ideais fenomenais. Aí o que aconteceu no final do campeonato com o Aguirre? Voltou a ser que nem os outros. A gente esperava mais do Raí“, completou.

SOBRE VOLTAR AO CLUBE:

— É difícil [falar em voltar]. Agora acho que não voltaria. Mais na frente, tudo bem. Gostaria, inclusive, mas desse jeito aí não volto. Estou feliz agora. Estou no meio do futebol, com a minha família e com a minha netinha. Eu fui muito intenso no que eu fiz e eu fiquei doente por causa disso. Eu me conheço. Se eu voltar em qualquer cargo, eu vou ser intenso de novo. Não dá para falar: ‘Ah, Muricy, vai lá mais ou menos’. Eu não sei ser mais ou menos.

— Se um dia acontecer, eu acho que a única função que eu tenho é ser um coordenador, mas um coordenador que tenha autoridade. Ou seja, na hora de contratar um treinador, pesquisar realmente o que o São Paulo precisa. Na hora de contratar um jogador, discutir com o treinador porque ele é o cara. Se o cara não está jogando bem, chamar o treinador: ‘treinador, seguinte, não está jogando bem. Vamos discutir por que não tá jogando bem’. E o treinador com certeza vai me respeitar porque eu tenho história para discutir com treinador.

Torcedores.com

32 comentários

  1. eu ja disse esse leco na saber nada de gestao de futebol ele pessimo cartola a mais culpado e a torcida que e frouxa la no flamengo expulsaram o bandeira e olhar que ele fez uma boa gestao financeira

  2. Tivemos os erros no final do ano passado e neste início de ano que nos custaram a eliminação precoce na Libertadores. Mas corrigiram a rota e hoje temos um bom treinador, um bom time e bom elenco para o Brasileirão e copa do Brasil.
    Importante aprender com os erros passados, mas o Muricy relembrar isso agora não leva a nada.

    • TS com todo respeito, amigo, a quantos anos o SPFC vem sofrendo com erros desta gestão? Se o problema fosse só o recordado pelo amigo a direção teria um sinal verde da torcida.

      Mas concordo com vc sobre o Muricy, até pq chutar cachorro morto nem digno é. E o próprio Muricy sempre foi um cara que deixava a base de lado, quando tinha boa vontade subia um garoto.

  3. Quem acompanho leco como diretor de futebol
    duvido que um dia imaginaria ver esse cara como Presidente
    Fraco demais sem condições nenhuma!

  4. Sobre o Antony ir para a seleção, eu permitiria. Mesmo com um sabor amargo o menino fez por merecer e não tem como questionar o amor dele pelo clube. Isso pode ser uma nova chance para o Helinho se recuperar, lembrando que voltando o Pablo Pato e Toró jogam em lados opostos e tb teremos o Rojas

      • É o seguinte, Muricy vira e mexe dá pitacos.

        Ele teve seu momento no São Paulo.

        Parabéns, ótimo, vida que segue.

        Ele acaba de fazer um Bola da Vez na ESPN onde falou uma bobagem do tamanho do Morumbi.

        Disse que um técnico tem 30% de responsabilidade na formação do time.

        Ou seja, falou algo contra ele !.

        Um dia irão descobrir outra “ faceta “ do Muricy.

          • Zanchetta,

            Muricy amava aquele que destruiu o São Paulo.

            Seu nome ?

            Juvenal Juvêncio!

            Pergunte a ele sobre Juju.

            Só que na época, Muricy ganhava, caso não saiba, R$ 600.000 por mês!

            A administração de Juvenal foi boa ?

            Se está como está foi porque rasgaram o estatuto nessa época com a ajuda de Carlos Miguel Aidar.

            Não é de hoje que isso acontece e já era assim com Muricy.

            Só que ele ganhava muito e não batia de frente com Juvenal.

            Muito cara de pau.

  5. Nossa sorte foi o Mancini mostrar pra essa gestão, que nossos melhores jogadores estão em Cotia, senão estaríamos buscando empréstimos de empresários para reformular o elenco com novos: Biro Biros, Trellez, Diego Souzas, Everton Felipes…! Murici falou tudo, no momento errado, nosso diretor Mancini corrigiu.

  6. Tem 60 dias que a direcao esta se postando bem. Fala-se em segurar os garotos ate dezembro, o que será digno de aplauso. Trabalho absurdamente bom na base. Otima escolha de um tecnico, na minha opinião. Depois do Biro Biro e daquele volante doido la vieram contatações pontuais, muito bem pensadas. Essa janela do meio do ano mostrará se esses caras deram uma melhoradinha.

  7. Pode ser uma reportagem de 2000, 2005 ou 2019.
    Ela ainda é ATUAL!
    E por isso o Muricy é tão amado pela torcida, porque ama o SPFC e defende! Não tem medo de criticar!
    Já escrevi aqui e reforço: Muricy para presidente !!!!

  8. Tá aí um cara que eu adoraria ver de novo no tricolor.
    Com a função que foi por muitos anos do Milton Cruz, de analisar contratação de técnicos e jogadores, de observar jogadores, de observar categoria de base e de ter voz ativa na formação do elenco.
    Um cara que independente do técnico, consiga ajudar para que o elenco seja equilibrado e não permita contratações esdrúxulas.
    Acho que ninguém faria isso melhor que o Muricy, que ajudou na remontagem do SP em 2006, 2007, 2008 e 2014 e sempre fomos bem…

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!