Cuca pede paciência com Pato e teme lesão: “ele já não é um menino”

O técnico Cuca pediu paciência em relação a Alexandre Pato após a reestreia discreta do atacante com a camisa do São Paulo na vitória contra o Botafogo por 2 a 0, no Morumbi, válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Cuca pretende evitar cobranças demasiadas a Pato neste momento e, inclusive, lembrou que o camisa 7 estava sem atuar desde novembro. O treinador teme que o atleta sogra alguma lesão e, por isso, deve repetir a estratégia de hoje, quando sacou o atacante no segundo tempo para a entrada de Toró.

“Ele hoje já não é um menino, é uma referência, um dos jogadores mais experientes. A gente espera dele o que ele vem fazendo, conversar com os meninos, passar a experiência dele fora de campo, dentro de campo também. A gente não pode cobrar dele nesse momento nada mais do que ele está dando, porque ficou muito tempo parado. Temos que tomar cuidado para não deixar ele demasiadamente em campo e expô-lo a uma lesão. Pouco a pouco ele vai se aprumando, melhorando fisicamente e a técnica dele vai aparecendo mais. Ele é importantíssimo para a gente”, afirmou Cuca.

O técnico do São Paulo também explicou o posicionamento de Pato em sua reestreia. Cuca alega que o camisa 7 estreou como um centroavante que não atua fixo, mas que pode se movimentar pelos lados do campo.

“Ele treinou todos esses dias como nosso centroavante. Tem dois tipos de centroavante, o de referência e o que flutua. Ele é um tipo de jogador que flutua, até porque não é um jogador de bola aérea. Mas a referência você pode fazer por baixo, ele é inteligente para isso. Se hoje ele não está em condição ideal para jogar, tem que retomar e vai retomar aos poucos, ali ele iria sofrer menos do que pelo lado do campo. Vamos devagar, conversando com o jogador e a gente vê o que faz com ele”, disse.

Apesar da reestreia discreta, Pato chegou a fazer um gol, de cabeça, corretamente anulado, após cruzamento de Igor Vinicius, no primeiro tempo. O camisa 7 lamentou o gol anulado e justificou a atuação apagada lembrando o longo período que ficou sem jogar.

“Passei praticamente novembro, dezembro e janeiro parado, sem treinar, só academia, é diferente do que treinar em grupo. Pena que anularam um gol, mas faz parte do jogo, é um início de uma caminhada longa. Vamos no nosso caminho”, afirmou Pato.

UOL

Anúncios

16 comentários

  1. Impressionante com as pessoas opinam sem pensar. Até parece que o Cuca está há anos no São Paulo. Não faz um mês. Em pouco tempo teve que se preocupar com as finais do Paulistão, conhecer o elenco, se adaptar ao clube, analisar aproximadamente 30 jogadores mais garotos da base e por ai vai.
    Paciência que ele sabe o que faz e não os especialistas do blog (especialistas em falar bobagens).

  2. Sobre o Toró, lembrem que o Antony era reserva dele. Na final da copinha no ano passado contra o Flamengo, deêm uma olhada no time titular e nos reservas:

    Júnior; Tuta, Walce, Rodrigo e Bruno Dip; Luan, Liziero e Gabriel Sara; Igor, Toró e Helinho

    Banco: Thiago, Cássio, Diego, Antony, Gabriel Novaes, Fabinho e Oliveira

    Temos mais uma geração muito boa, imagino que o Brenner e o Helinho estão um pouco abaixo, e poderiam ser emprestados nesse brasileiro para ganharem mais rodagem.

    • 02 anos + jovem, faz muita diferença na base. O Toró tem seu valor, mas na Copinha deste ano o Antony mostrou que é melhor que o Toró. O Toró é bom jogador e pode ser útil no profissional, mas o Antony é outro nível.

  3. Tem muita gente pronta pra jogar . Pra centroavante tem pato, Pablo e Jonas Toro . Fora o Brenner . Ponta esquerda tem Everton , Everton Felipe , pato e até o toro . Na direita ainda faltam opções . Com todos jogando todos ficam felizes e diminui o risco de lesão.

  4. Uns minutos bons ou ruins não credenciam jogador algum a entrar, permanecer ou sair do time. Do mesmo jeito que duas arrancadas já colocam o Toró como solução pra alguns, duas partidas ruins já transformam ele em refugo ou superestimado, então muita calma pra avaliar o futuro dos moleques.

    O que tem de realidade nisso tudo é o bom cenário que pinta pra gente e cabe a diretoria não destruir tudo com vendas.

  5. Aind acha o que Brenner pode render como um 9 rapido e dinâmico. Helinho é muito bom jogador, esse ano deve render mais.

    Ponta direira : Antony, Rojas, biro Biro?, V. Bueno
    Ponta esqueda: Everton, Helinho, Pato, Toró

    Everton felipe seria um ponta esquerda?

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!