São Paulo terá de lidar com a ‘superlotação’ no ataque no decorrer desta temporada. Com o retorno de Joao Rojas se aproximando – o equatoriano está em fase final de recuperação da cirurgia no joelho direito -, o técnico Cuca precisará “quebrar a cabeça” para definir qual será a formação ofensiva de sua equipe em meio a tantas opções.

Contando com Rojas, o Tricolor dispõe de nada mais, nada menos que oito jogadores que podem atuar como pontas. Além do equatoriano, o São Paulo conta com Everton, Antony, Toró, Biro Biro, Brenner, Everton Felipe e Helinho. Estes dois últimos também fazem a função de meio-campista.

Titular absoluto com Diego Aguirre, Rojas chegou ao São Paulo a pedido do treinador uruguaio e foi peça-chave da equipe que chegou a líder o Campeonato Brasileiro no ano passado. Já na reta final da competição, entretanto, o atacante se lesionou, no duelo com o Vitória, em Salvador, e teve de ser submetido a cirurgia.Rojas foi operado no último dia 1 de novembro para reconstrução ligamentar após romper o tendão patelar do joelho direito. Na próxima quarta-feira, o equatoriano completará seis meses longe dos gramados, prazo mínimo dado pelo departamento médico para que ele voltasse a trabalhar com bola.

Por enquanto, Joao Rojas vem se limitando a trabalhos nas dependências internas do CT da Barra Funda com os fisioterapeutas do São Paulo, porém, nesta semana foi visto à beira do gramado assistindo ao treino de seus companheiros sem exibir qualquer limitação de movimento. Completamente recuperado, será mais um bom reforço para o técnico Cuca no Brasileirão.

Gazeta Esportiva

Anúncios