Cuca quer arrancada no início do Brasileirão

Cuca, técnico do São Paulo, partida contra o Palmeiras, válida pela semifinal do Campeonato Paulista 2019, na capital paulista. estádio Allianz Parque, 07/04/2019, Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

O técnico Cuca, do São Paulo, já tem em mente o planejamento para o Campeonato Brasileiro. O treinador quer repetir a estratégia que deu certo no Palmeiras de 2016 para arrancar com o Tricolor na edição 2019 do principal torneio nacional.

A ideia é somar o maior número possível de pontos nas nove rodadas que antecedem a parada para a Copa América, que será disputada no Brasil, entre os dias 14 de junho e 7 de julho.

Os nove primeiros compromissos do Tricolor no Brasileirão serão os seguintes: Botafogo (casa), Goiás (fora), Flamengo (casa), Fortaleza (fora), Bahia (casa), Corinthians (fora), Cruzeiro (casa), Avaí (fora) e Atlético-MG (fora).

“Vamos ter nove rodadas no Brasileiro, mas depois tem uma parada de 30 dias para a Copa América. Temos que arrancar bem para depois dar uma equilibrada geral no elenco e fazer um grande campeonato”, disse Cuca, no último domingo, logo depois da derrota para o Corinthians na final do Campeonato Paulista.

Em 2016, o Palmeiras assumiu a liderança do Brasileiro justamente na nona rodada da competição, atingindo 19 pontos com seis vitórias, um empate e duas derrotas. A equipe ainda perderia o primeiro posto por um breve momento, mas o recuperou ainda no fim do primeiro turno e confirmou o título na penúltima jornada do torneio.

Diferentemente daquele ano, quando teve cerca de 15 dias para preparar o Palmeiras após a eliminação nas semifinais do Paulista, Cuca tem agora apenas uma semana de treinos antes do duelo com o Botafogo, neste sábado, às 16 horas (de Brasília), no Morumbi.“De agora em diante entra um trabalho solo meu, com coisas de acordo com o que imagino mais. De jogar com jogadores que atuem em duas ou três posições, ter variações táticas. Tudo isso requer tempo, você não faz isso em três, quatro semanas”, completou Cuca.

Para o primeiro compromisso no Nacional, o Tricolor conta com os reforços de Alexandre Pato, Tchê Tchê e Vitor Bueno. Destes, apenas os dois primeiros deverão iniciar a partida, enquanto o último ficará como opção no banco de reservas. Lesionados, Luan, Liziero e Pablo são desfalques, assim como Gonzalo Carneiro, suspenso preventivamente por doping.

Gazeta Esportiva

Anúncios

24 comentários

    • Tensão? Vamos pegar o Botafogo em casa. Se você visse o time deles não teria preocupação alguma. Vão lutar para não cair.

      Depois, no meio de semana vamos pegar o Goiás, time sem técnico que voltou pra série A este ano. E o goleiro deles é o Sidão!

      O jogo teoricamente mais difícil será somente contra o Flamengo no outro fds. Mas jogaremos em casa e pode ser que o peguemos em crise caso sejam eliminados da Libertadores. Abel não está mandando bem lá não.

  1. Tem que pensar assim mesmo, essas 9 rodadas vão mostrar para o que podemos brigar, eu acho que tem que jogar todos os jogos sério, pq depois quando começar a Copa do Brasil teremos que mesclar mais já que é importante avançar até as finais e se possível ser campeão, seria legal ganhar um título inédito, meus palpites são esses: Botafogo (V), Goiás (V), Flamengo (V), Fortaleza (E), Bahia (V), Corinthians (V), Cruzeiro (V), Avaí (V) e Atlético-MG (E). Tô apostando alto, se somar 23 pontos até a parada da Copa América provavelmente seremos líder.

  2. Na minha visão se o São Paulo fizer algo em torno de 20 de 27 pontos possíveis contra Botafogo (C), Goiás (F), Flamengo(C), Fortaleza (F), Bahia (C), Corinthians (F), Cruzeiro (C), Avaí (F) e Atlético MG (F) iremos pra parada da Copa América na liderança ou próximos dela e recuperando os jogadores para o meio do BR as chances de terminar numa boa colocação são ótimas.

  3. Nas minhas contas faz entre 19 e 21 pontos. Dependendo de como vem o Fortaleza. Conto com derrota para as gaivotas e para o Patético MG. O importante no começo é não desgarrar. Como diz o Guardiola, pontos corridos se ganham nas 8 últimas rodadas, mas se perde nas 8 primeiras.

  4. Botafogo (casa): 3 pontos. Goiás (fora): 3 pontos. Flamengo (casa): 1 ponto. Fortaleza (fora): 1 ponto. Bahia (casa): 3 pontos. Corinthians (fora): 1 ponto. Cruzeiro (casa): 1 ponto, acho que esse ano não nos daremos bem contra as Marias. Avaí (fora): 3 pontos. Atlético-MG (fora): 0 ponto.

    16 pontos. Ainda acredito que venceremos no Itravecão, chegando a 18.

    • Não adianta prever pontuação muito alta. Ainda não sabemos o que essa equipe pode mostrar, mesmo com os reforços.

      • 16 pontos dá 59%, acho um número plausível. 18 seriam 66,6%, algo também que pode ser alcançado. Realmente não acredito em algo acima disso, seria sensacional, mas ainda não creio. A não ser que Pato e Tchê Tchê joguem muita bola e o SP vire uma máquina logo no início.

      • Em mata-matas eles já nos desclassificaram, fazendo o melhor resultado em casa. A lição de casa tem que ser bem feita. A perda da Copa Brasil 2000 contra eles foi muito traumática. O SP sempre sendo castigado no apagar das luzes.

  5. É uma equipe que se contunde muito, não dá pra conseguir padrão de jogo, é um entra e sai de jogadores. Ás vezes, o que entra, está bem, mas acaba cedendo lugar pro titular, o que mais ocorre, é o reserva não corresponder. O que mata, é deixar de pontuar em casa; empates e o que é pior, derrotas.

  6. Edimar já foi. Até quando ficarão Jonathan Gomes, Nenê e Jucilei?
    Biro Biro será que algum dia vai jogar? E o Toró e o Brenner, será que vão conseguir se profissionalizar? Ainda temos o Helinho para recuperar.

  7. Acho totalmente viável fazer pontos em todas as partidas, tirando a contra os gambás, que não dá pra sentir firmeza nenhuma no nosso time jogando na casa deles.
    Esse parece ser daqueles tabus que vão levar anos pra cair, infelizmente.

Deixe uma resposta para Fernando Oliveira Cancelar resposta