Campeões

Amigos tricolores,


Infelizmente não deu, mas não podemos detonar tudo o que foi feito nessa reta final de campeonato. Como escrevi recentemente, eu estou enxergando a luz no fim do túnel, principalmente com a nossa base e os reforços. O São Paulo mostrou que tem tudo para se reerguer esse ano. E minha esperança está depositada no que Cuca pode fazer com o elenco que tem nas mãos, principalmente com a base que temos, multicampeã nos anos passados e sem dúvida, uma das mais talentosas da história do clube. Portanto, podemos comemorar sim! Fomos gigantes!


Nós temos que comemorar a reação do São Paulo nessa reta final. Ganhar ou perder é do jogo! E perdemos aos 44 do 2o tempo e na casa do adversário! Caímos? Sim, mas de pé! Com honra e luta! Devemos enaltecer o trabalho de Mancini e aplaudir de pé a luta em campo de todos! A base foi espetacular! Mas o que dizer dos gigantes Volpi, Hudson, Bruno e Arboleda?


Recomeço?
Eu detesto ver o São Paulo eternamente sendo reconstruindo, mas infelizmente essa é a realidade. Novo técnico, nova filosofia, novo esquema. Não acho que, nas finais de um campeonato, Cuca pudesse fazer algum teste ou mudar o esquema de jogo. Ele fez apenas 3 jogos e ainda está conhecendo o elenco, porém há pontos já trabalhados por Mancini que encurtam essa curva de aprendizado e o recomeço. Pato, Vítor e Tchê-Tchê chegaram há pouquíssimo tempo e nunca jogaram com o atual elenco, precisam de alguns jogos para pegar o ritmo de jogo no Brasil e também o entrosamento necessário. E não chegaram para ser reservas, ou seja, em um time de 11 que está começando a se encaixar, haverá mudanças! Isso sem contar em Hernanes que desfalcou o time por muitos jogos e que está voltando. Esse não pode ser banco. Entendi nas finais que sua forma física impedia ele de jogar os 90 minutos, mas voltando ao seu ritmo será fundamental para os títulos que o São Paulo pretende trazer em 2019!!


O ataque sofrerá, ainda bem, uma grande alteração sendo esse o principal setor a ser melhor trabalhado no dia a dia para o entrosamento. Hernanes, Pato, Anthony e Lizieiro/Igor tem talento de sobra para formar um meio/ataque de muita qualidade preparando jogadas para Pablo marcar. Diante a tudo isso, como disse, infelizmente o São Paulo começa uma nova era, o lado bom é que não é do zero como em anos anteriores. Nitidamente não há planejamento, mas há material humano para trabalhar e esse de muita qualidade!


Obrigado base!

Há temos que a base nos dá muito mais alegrias do que o time principal. E agora, no time principal, a molecada tem dado conta do recado. Não tremeram diante as semi e finais contra times rivais e grandes! Molecada está acostumada a decisão!



Sentimos a falta de Lizieiro nos jogos da final. Everton, Jucilei, Carneiro e até Willian Farias, que foram opções de Cuca nos dois jogos, não tem a mesma qualidade do meia tricolor. Uma pena, tão jovem, se machucar tanto! O São Paulo precisa ficar de olho. Temos Carlinhos Neves de volta, acredito que com o tempo ele vá ajudar Lizieiro nesse ponto! Luan não pode sair do time nem com decreto do presidente da república!!! Igor, tem um potencial enorme, ainda oscilando, algo normal para um jogador da sua idade e com a responsabilidade que lhe jogaram nas costas, mas com certeza ao lado de Pato e Hernanes ele vai crescer muito de produção. Muitos dizem que ele parece o Kaká jogando, eu já acho que quando ele abre os braços e parte para cima do zagueiro, vindo da lateral para o meio, me lembra muito mais o Ilsinho, o último bom lateral que tivemos (lembrando que ele veio depois do Cicinho), extremamente habilidoso.

Anthony, precisa de um pouco mais de confiança e também jogadores inteligentes ao seu lado, ele sente a falta de uma camisa 9 como Gabriel Novaes. Mas tenhamos calma, sábado, Pato já estará em campo e isso vai ajudar demais o menino. Dá dó ver ele com a bola jogando de lado. Quando a câmera focaliza seu rosto é perceptível que ele tem a intenção de fazer uma jogada, mas joga a bola para o lado e seu semblante muda para frustração. Esse tipo de jogador que queremos, aquele que deseja fazer o algo a mais, o diferente, o ir para cima e não entrar no modo burocrático que o futebol da escola Gaúcha (a exceção de Renato Gaúcho) trouxe para o futebol brasileiro que está na UTI!


Anthony! Parabéns pelo gol!

Obviamente que eu queria o título, não veio, faz parte do jogo, mas como eu vibrei com o gol do garoto! Nem tanto pelo gol ou por ter nos colocado novamente no jogo, mas por ele! Uma coisa que precisamos valorizar é o caráter! Logo depois do gol, cheguei a postar isso no meu Facebook, com o termo “nunca é só futebol”. Muitos de vocês devem conhecer a pequena Larissa, uma menina que tem uma enorme vontade de viver. Ela tem uma grave doença. Eu a conheci no Morumbi, até lhe dei um exemplar do meu livro em audiobook já que a visão dela já está comprometida pela doença. Diferente daquele lixo chamado Rodrigo Caio, Anthony “adotou” a menina que foi a mascote do título da Copa São Paulo de Futebol Jr. O marketing do São Paulo poderia ter “adotado ” essa menina para os jogos das finais, faria um enorme bem para os jogadores e os motivariam ainda mais. Não vi nada se o fizeram, mas enfim, o fato é que Anthony, merecia esse gol! Além de ser um recado a diretoria, sobre a importância da base. E que ela seja mantida.


Parabéns Corinthians, meus pêsames ao futebol!

Muitos de vocês podem comentar aqui que tivemos dois pênaltis não marcados na final, que o VAR nem foi acionado, bem, se não for assim, não é Corinthians, certo? Então, águas passadas! Nada fará o jogo voltar! Corinthians jogou como sabe, por uma bola, por um erro, por um gol. Até conseguiu 2 com seu burocrático futebol. Se algum torcedor da Lava Jato ler esse trecho vai jogar um “chora mais Bambi” porque é o que sabem fazer de melhor, mas não é choro pelo título perdido, como disse jogamos de igual para igual e perdemos, mas pelo futebol brasileiro que corou um time de futebol feio de resultados. O futebol arte, que Telê tanto pregou, se foi! Se vivo estivesse, ele estaria triste vendo essa escola. O futebol de resultados nos coloca ainda como a seleção que mais venceu a Copa, mas na fila desde 2002!

*Felipe Morais. Publicitário, apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube. Sócio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inovação. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o São Paulo FC da era Telê (Ed Inova) – http://www.livrotelesantana.com.br/  – facebook.com/plannerfelipe e @plannerfelipe

Anúncios

10 comentários

  1. Tô achando, por sinal até sonhei um dia após o jogo do Morumbi, que seremos campeões da copa do Brasil em cima das curicas..na ocasião sonhei que perdiamos o paulista de 2×1 no pinicão e nos vingavamos na final da copa do Brasil… tomara que este sonho se realize integralmente.

  2. Eu sempre falo isto, vou repetir. Estadual só serve para gerar crises e demissão antecipada de treinadores. Até a premiação da final o Morumbi em uma unica arrecadação foi melhor.

    Meu inicio do ano já foi vitorioso, uma vez que colocaram a molecada e eles se firmaram. Para o futuro do futebol tricolor isso foi uma vitoria, para nossas dividas serem quitadas, isso foi uma vitória.

    Paulistinha não da nada! Só dor de cabeça. Preferia uma pré-temporada feita contra times fortes europeus, contra futebol moderno e não aqui gerando receita para uma confederação corrupta que só deseja ver os clubes pela costas.

    • Se o futebol brasileiro fosse Sério, Estadual seria obrigatoriamente Sub-23 privilegiando a unica coisa que da receita para os clubes e mantem nosso futebol vivo, a revelação. Atual sistema só beneficia a Globo…

    • Discordo. Demissão de treinadores se dão até em férias. Matar o Paulistão é exterminar o nascedouro, desenvolvimento de várias promessas que abastecem todos os grandes clubes nacionais. Clubes do interior dão guarita também a medalhões que já não competem em nível de clube grande mas valem pela experiência transmitida aos novatos.
      Pré temporada contra europeus só no dia que os calendários foram sincronizados, inclusive sul americanos. Ajudaria em negociações de compra e venda, os disputantes do Mundial inter clubes teriam condições semelhantes, as datas Fifa teriam equilíbrio no geral. Corrupção é endêmica a nível nacional, futebol é uma das partes mais visíveis, não se esqueça que presidente da CBF é eleito pelos das federações estaduais. E onde corre dinheiro tem corrupção com certeza.

  3. Gostei bastante do texto!
    Isso tem que sempre lembrado.
    Que o São Paulo carrega na alma esse futebol arte da época do Telê!
    Vou acrescer, também da Era Cilinho, já que a base lembra aqueles tempos.
    E eu acredito que, com esses jovens, da pra se fazer muita coisa boa.
    Os meninos gostam de jogar, são alegres e talentosos. E não jogam apenas com o rol de profissional.
    Essa alegria que tínhamos, e que foi reprimida pelo futebol de resultados, pelo futebol mercadológico, essa alegria que a gente pode recuperar com essa geração.
    Parabéns pelo texto!

    • Forcas ocultas, atende por esse nome, juizada da FPF. Em clássicos, bater o pé e exigir juízes de fora. Mas o Leco é e sempre foi um bundão, um punho de seda.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!