Se conquistar Paulistão nos penaltis, São Paulo quebrará marca de 30 anos

Neste domingo, na Arena Corinthians, o São Paulo vai em busca de retomar o caminho dos títulos podendo erguer a taça do Campeonato Paulista e, ao mesmo tempo, quebrar um tabu de nunca ter vencido o Corinthians na Arena de Itaquera até então. Mas caso o Tricolor termine como campeão nos pênaltis, empatando no tempo normal, pode repetir um feito alcançado há exatamente 30 anos.

Na edição de 1989, o São Paulo conquistou o 16º título Paulista de sua história vencendo o São José na grande decisão. A curiosidade, no entanto, é que o Tricolor ergueu a taça sem vencer um clássico sequer. Ao todo, foram três embates com rivais e o retrospecto foi de duas derrotas, para Santos (1 a 2) e Corinthians (0 a 2), e um empate contra o Palmeiras (1 a 1), em jogos ainda na primeira fase.

Pelo regulamento, a competição foi disputada em quatro fases. Na primeira, os 22 clubes foram divididos em dois grupos, com os quatro melhores de cada chave se classificando, além dos outros quatro times com mais pontos, sem levar em consideração a divisão. Posteriormente, foram disputadas semifinal e a decisão. Os clássicos, porém, aconteceram apenas nas duas fases iniciais.

Depois de avançar como um dos quatro melhores colocados sem levar em consideração os primeiros de cada grupo, o São Paulo foi líder de sua chave na segunda fase. Na semifinal, o Tricolor passou pelo Bragantino com duas vitórias. Na decisão, os dois jogos foram disputados no Morumbi e, depois de vencer o primeiro por 1 a 0 e empatar o segundo em 0 a 0, o time são-paulino se sagrou campeão.

A conquista, aliás, conta com outras curiosidades. Isso porque dois titulares do São Paulo na decisão do Paulista de 1989 seguem no clube: Raí e Vizolli. Enquanto o ex-meia e um dos grandes ídolos do Tricolor desempenha a função de executivo de futebol, o ex-volante é o atual treinador da equipe sub-23 do clube do Morumbi.

Na atual edição, o São Paulo pode repetir o feito conquistado há 30 anos. Até agora, o São Paulo disputou seis clássicos na temporada, todos válidos pelo Paulistão. Na fase de grupos, perdeu todos. E obteve três empates sem gols desde então: dois nas semifinais contra o Palmeiras e na primeira partida da decisão, no último domingo, no Morumbi.

Veja os resultados abaixo:

27/01 – Santos 2 x 0 São Paulo (Pacaembu)

17/02 – Corinthians 2 x 1 São Paulo (Arena)

16/03 – São Paulo 0 x 1 Palmeiras (Pacaembu)

30/03 – São Paulo 0 x 0 Palmeiras (Morumbi)

07/04 – Palmeiras 0 (4) x 0 (5) São Paulo (Allianz Parque)

14/04 – São Paulo 0 x 0 Corinthians (Morumbi)

FOX

Anúncios

9 comentários

  1. São José é minha cidade, por sorte o nao tive q escolher entre São Paulo e São José em 89 pq nao era nascido, mas acho q na hora do vamos ver eu nao largaria o tricolor kkkkk

  2. O Luciano já chegou Scalando. Quem inventou o first? Virou verbo. O Vitão era o campeão daquele tempo. Lembro ter lido em outros blogs, que alguns banidos daqui, ressentidos, se burlavam dessa brincadeira.
    Vamos, SPFC!

  3. Bom dia! Saudações Tricolores! Se fosse o técnico, amanhã entraria com Volpi, Hudson, Arbolenda, Bruno Alfa e Kingnaldo; Luan Solan, Jucirei e Vigor Gomes; Antony, o Príncipe Branco, Everton II e Everton I. Deixaria o Profeta, Nenê Chorão e Helinho, o Príncipe Negro, todos para o 2o tempo.

  4. Achei bem legal uma resposta do Cuca. Perguntaram para ele se esse S Paulo parecia com o dele, quando de sua primeira passagem. E ele disse que parecia mais com o de 86, do Cilinho. Legal ter essa referencia historica. Aquele S Paulo praticava um futebol ofensivo, envolvente, técnico, e que revolucionou o Brasil taticamente. Se o Cuca caminhar para essa filosofia de jogo; ten a minha reverencia A decisao do Brasileiro de 86, contra o Guarani, foi um dos jogos mais espetaculares que ja vi. Oxalá esse espírito possa estar entre nós amanhã e logo mais, no campeonato brasileiro.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!