Saiba como foi a negociação de Tchê Tchê e Vitor Bueno, contada por ex companheiro de Dinamo Kiev

Ex-companheiro de Tchê Tchê e Vitor Bueno no Dinamo de Kiev, Sidcley detalhou a negociação da dupla com o São Paulo. Após ambos retornarem ao Brasil para defender o Tricolor, o lateral-esquerdo que se destacou com a camisa do Corinthians se disse impressionado com a velocidade com a qual as tratativas aconteceram.

“Nem sabia, pegou do nada, muito rápido. Eu só sabia que tinha interesse, a gente não fica falando muito sobre essas coisas, porque é coisa do cara, particular, mas foi muito rápido“, disse Sidcley sobre a transferência de Tchê Tchê em contato com a Gazeta Esportiva.

“Até eles acharam [muito rápido]. Teve interesse, Cuca estava querendo o Tchê Tchê lá, estava difícil, mas eles estavam treinando no sábado e no domingo aconteceu isso. No sábado teve até um almoço do time no clube, aniversário de um parceiro nosso do time, aí ele teve que ir embora do nada, falou que ia resolver uns negócios. De noite fiquei sabendo e domingo ele foi embora”, comentou o lateral-esquerdo ainda sobre o jogador ex-Palmeiras.

Se a negociação entre São Paulo e o volante surpreendeu Sidcley, a do clube do Morumbi com Vitor Bueno foi ainda mais notável. Antes considerada bastante difícil, a vinda do meia para o Tricolor acabou sendo viabilizada no apagar das luzes. O próprio diretor de futebol são-paulino, Raí, havia admitido que as chances de contratação do ex-santista eram pequenas. Porém, no final, mais um acordo foi selado.“Piorou. Foi relâmpago. Até ele já estava meio assim, falando ‘está difícil’. Aconteceu no sábado também, mas o Bueno ficou ainda no almoço. Do nada, quando chegou em casa, tocou o celular e já era”, contou.

Para a partida do próximo domingo, em Itaquera, contra o Corinthians, tanto Tchê Tchê como Vitor Bueno não poderão atuar, uma vez que não chegaram a tempo e serem inscritos no Campeonato Paulista. Caso contrário, pelo menos Tchê Tchê teria grandes possibilidades de iniciar como titular, já que Liziero provavelmente não reunirá condições de jogo.

Gazeta Esportiva

Anúncios

19 comentários

    • (2)

      SPFC na alma, no sangue, nas veias,
      no coração e mente.

      Paixão que pulsa e vibra, vive em 3 cores.

      Com o clube da fé, nossa fé tricolor que ilumina nossa existência.

      Muito além de futebol.

      Abraços, irmão Marciovirgilio.

  1. Vendo o jogo contra a chape vi o tanto jr urso faz falta pras galinhas se ele nao jogar e so marcamos as jogadas de linha de fundo deles com o clayson e o que eles tem
    Ganharemos o jogo no meio Igor gomes e profeta

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!