Para voltar a ser campeão, São Paulo precisa ouvir conselho de Muricy

O São Paulo não conquista um título desde 2012. E falando em Paulista, são 14 anos de “fila”. Isso porque a última conquista foi em pontos corridos. Fazia 16 anos que o clube do Morumbi não disputava uma final do campeonato estadual.

Depois do empate no primeiro de jogo em 0 a 0, o São Paulo precisará vencer na Arena Corinthians para conquistar o título, feito que o tricolor nunca conseguiu no estádio do rival. Mas a receita para isso acontecer pode estar num conselho que o ex-técnico Muricy Ramalho.

“O jogador, o dirigente, o treinador eles têm que sentir o que é jogar no São Paulo. O cara tem que sentir quando perde o jogo igual torcedor, que não sai na rua. Senão fica assim uma coisa muito cômoda. Você perde o jogo, vai pra casa, o torcedor que se dane. Tenho um amigo em São José do Rio Preto. Todo jogo do São Paulo eles têm uma van lá que eles alugam que cabe 15 ou 16 caras. Eles vêm de lá aqui pra ver o São Paulo jogar. Sai de lá, quando o jogo é tarde da noite, vem para São Paulo, acaba o jogo, vai pra Rio Preto de novo chegando lá de manhã e tem que trabalhar, cara. Você tem que respeitar essas coisas”, observou o ex-técnico em entrevista às dibradoras e ao Uol Esporte* .

“Eu ando pra tudo que é lugar e você não tem ideia de como é que é. Você não tem ideia o que que é o torcedor. O torcedor é apaixonado. O cara para na minha frente e começar a chorar do nada. Porque eles são agradecidos. Eu sou um treinador de futebol, mas ao mesmo tempo também gosto desse clube. Eu acho que esse é o segredo, por isso eu sei o que é o torcedor do São Paulo, então, eu passo isso para os jogadores. Eu passo o que é o torcedor do São Paulo para os jogadores porque eles têm que saber quem é o São Paulo. Eles não podem vir só pra fazer um contrato e está tudo certo. Eles têm que saber como é o sofrimento dos caras quando eles perdem, faz dez anos que não ganha”.

Talvez o maior símbolo dessa reconstrução do São Paulo do time que só se classificou na última rodada para surpreender e chegar na final sejam os garotos de Cotia: Antony, Igor Gomes, Luan, Liziero. E o protagonista do time na classificação contra o Ituano foi justamente o camisa 39, que como Cuca definiu neste domingo, é um “torcedor que está disputando o maior jogo da sua vida”.

“O Antony é um dos jogadores mais importantes na nossa criação de jogadas, mas não estava bem, estava com alguma fraqueza. Nos primeiros quinze minutos tentamos dar uma vitamina, uma glicose para ele, e até surgiu a dúvida se era melhor ele sair. Ele jogou debilitado, por isso foi abaixo da expectativa. Ele é um jogador de arquibancada, e hoje jogou com o maior público da vida dele. A gente não sabe se isso às vezes influencia também. Temos que ver”, afirmou Cuca.

Para conseguir superar o maior rival e grande algoz de muitos mata-matas nos últimos anos, o São Paulo precisa de mais do que técnica, precisa de coração. E para isso, é preciso retomar a confiança. Uma coisa que Muricy ressaltou no papo que tivemos ainda era a insegurança que o time mostrava em campo.

“O time do São Paulo não está com confiança nenhuma, eles estão inseguros demais. Tem muita troca, muita mudança no comando. O jogador do São Paulo fica desfocado, perdido. Chega um momento que não é culpa mais do jogador. Ele está sentido, perdido. Não é coisa tática, coisa técnica, é uma coisa mental. Aqui é um gigante e esse gigante está bravo, está uma pressão danada”, pontuou Muricy.

E do outro lado, o que acontece é o oposto. O Corinthians tem mostrado um amadurecimento grande para ganhar – principalmente clássicos – mesmo quando não faz bons jogos. Demonstra em campo a frieza e a segurança de quem conquistou um bicampeonato Paulista até mesmo quando era chamado de “quarta força”. Para vencer um adversário desses na sua casa, será preciso colocar nos pés a cabeça e o coração. Os conselhos de Muricy servem principalmente para a diretoria são-paulina, que o técnico considera ter cometido erros demais recentemente.

“O São Paulo está errando demais em todos os sentidos. Agora, uma coisa que é pior, que não tem o reconhecimento que está errando. Isso é o pior. E aí continua. É um erro atrás do outro. Por quê? Porque o cara fala: ‘não sou eu. Quem é? Ah, tira o técnico’. Faz dez anos que está tirando o técnico e não acontece nada. Mas o pior é isso, você tem que reconhecer essas coisas e não está sendo reconhecido”, alertou o ex-treinador. “Eles têm que, primeiro, reconhecer que está errado, porque senão vai continuar no erro. O São Paulo ganhou muito no passado, ainda estão presos a isso. Isso já acabou. Outros clubes estão passando por cima. Pararam no tempo no São Paulo.”

O resgate dessa grandeza passa com certeza pelo jogo do próximo domingo, diante do Corinthians, na partida que definirá o título do Paulista deste ano. *A entrevista completa com Muricy Ramalho irá ao ar em forma de especial no Uol Esporte ainda neste mês.

UOL
Para sair da fila, São Paulo precisa ouvir conselho de Muricy… – Veja mais em https://dibradoras.blogosfera.uol.com.br/2019/04/15/para-sair-da-fila-sao-paulo-precisa-ouvir-conselho-de-muricy/?cmpid=copiaecola

Anúncios

24 comentários

  1. Para ser campeão precisa jogar com sangue no zóio, coração na ponta da chuteira, mas na verdade a molecada tem que jogar com alegria e com certeza vamos ser campeão

  2. Precisa ouvir Muricy ? Ok, ele tem história.

    Mas, Muricy jamais escalaria Luan, Liziero, Igor Gomes e Liziero.

    Porque não gostava de garotos da base, exceto Breno.

    Quando usava no time, colocavs aos 40 min do segundo tempo.

    Mas, tem cancha para dizer algo , sem dúvida.

  3. Não sei porque, mas estou muito tranquilo com esse jogo de domingo. Não sei se é confiança demais ou é a desilusão que esse clube tem nos causado nos últimos anos….

    • Não se esqueça que ele também é “o unico técnico tricampeão brasileiro com pelo mesmo clube”….clube este que você supostamente torce……ou não sei lá…..pra mim são paulino de verdade respeita seus ídolos……

  4. Grande Muricy…
    É isso aí!
    Torcedor é o que mais sofre…

    Lembro de um episódio que ocorreu em 2008.
    Após o empate com o Flu no Morumbi, que adiou a chance do título em casa, o SP dependeria de vencer o Goiás, no Gama, na última rodada.
    Marco Aurélio Cunha estava no saguão do estádio, próximo aos vestiários, atendendo alguns torcedores e a imprensa.
    Em dado momento, aproximou-se um senhor bem avançado em anos (mais de 80, com certeza), e chamoy por ele….
    – Preciso falar com o senhor – disse o torcedor…
    MAC viu que era um senhorzinho vestido até de forma simples, mas muito distinto e elegante. E falou de forma educada, voz baixa, tranquila, mas seu olhar revelava uma inquietação…
    – Pois não, senhor, o que vc quer me falar?
    – Eu quero lhe fazer um pedido – disse.
    – Pedido?
    – Sim. Quero lhe pedir que não deixem escapar esse tricampeonato mais uma vez. Eu estou esperando por isso há muito tempo… Desde Leônidas da Silva… Desde o rolo compressor dos anos 40… Por favor, não nos decepcionem…

    MAC contou essa história e disse ter ficado impressionado e sensibilizado com o olhar de
    súplica mas também de esperança daquele senhor… Logicamente falou internamente sobre o episódio… E eu entendo que uma parte daquela conquista se deve a fala desse torcedor.
    Claro, havia um Muricy no comando, um Ceni no gol, um Miranda na zaga, um Hernanes no meio de campo e um Borges no ataque… Houve a palestra final de Ceni antes de entrarem em campo… Houve a postura de Hernanes ouvindo o capitão falar… Havia um grupo fechado em torno de um objetivo… E havia o torcedor lotando o estadio no Gama….
    Domingo, eles não terão torcida, mas tomara estejam unidos, preparados e focados.
    Nosso coração de torcedor baterá por vocês, incansavelmente!!

    Vamos São Paulo !!!

  5. Eu acho que é hora de colocar o Brenner.

    Não há nada a perder, pois o Carneiro e o Everton Felipe são horríveis no ataque.

    O Brenner ainda é uma promessa. E se ele começar a se destacar agora?

    Acho que agora é a hora de dar uma chance. Esse Carneiro aí ou o Everton Felipe, desse mato não sai cachorro.

  6. Esse é o jogo que não haverá necessidade de um centroavante de referência, mas sim de movimentação e de boa finalização, talvez o jogo para o Brenner; também acho que quem pode decidir para o SPFC, será o Igor Gomes, pois talvez seja o elemento surpresa, que conseguirá entrar na área adversária, já que os pontas serão bem marcados.

  7. Tenho muito a agradecer o Muricy, especialmente pelo tri campeonato. Também por ter ajudado o time a sair de uma baita crise, em sua segunda passagem.
    Em muito, ele tem razão. Precisa sair da comodidade. E essa comodidade e a cultura vigente dos dirigentes. Isso é o grande problema interno do clube.
    O Muricy poe responsabilidade nos jogadores, o que é bom. Mas esquece de fazer o time jogar com alegria, o que e ate mais importante. Parecia sempre jogar com jogar com freio de mão puxado, e nunca com aquela alegria e criatividade dos tempos do Tele e do Cilinho.
    Taticamente, no início, ele era muito bom. Pos o Souza e o J Wagner para fazer as alas. Depois recuou o Hernanez pra segundo volante, onde se tornou o melhor jogador do campeonato. Depois o Muricy ficou um pouco refém de seus proprios esquemas, e não aproveitou os meninos da base como deveria. E a coisa ficou meio chata, meio o que acontece com o Abelao e o Felipão hoje em dia.
    Acho o Cuca o técnico ideal para o momento. Nunca se pode esquecer a alegria de jogar, o esquema tático ofensivo e inovador, a importancia da base, que foram características que fizeram nosso futebol marcante e vencedor, bem antes do Muricy, com Cilinho e Tele.

  8. E qdo o muricy sequer ganhou do corinthians??? Muricy eh idolo, tem seu valor com certeza. Mas em questao de mata mata pelo sao paulo foi soh decepcao. Em 2006 com o time q tinha era obrigacao no minimo mais um titulo. 2007 e 2008 nem tanto.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!