WO? Fuga das Galinhas – Parte II: Presidente do TJD responde ofício e avisa que rival será punido se não entrar em campo no Morumbi

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo, Antonio Olim, afirmou que o Corinthians perderá por W.O. se não entrar em campo na decisão do Campeonato Paulista. A declaração foi feita após o departamento jurídico do clube enviar ofício à Federação Paulista e à Polícia Militar avisando que não jogará a final caso seu ônibus seja apedrejado a caminho do Morumbi.

“É uma guerrinha entre times”, afirmou Olim ao Estado. “O Corinthians tem de entrar (em campo). Se não entrar, vai com derrota para o outro jogo. Vamos cumprir a lei. É W.O.. A não ser que aconteça um baita desastre, se machuque gente… Mas duvido que o Corinthians não conseguirá chegar ao estádio”, declarou.

Olim disse que a responsabilidade pela segurança nos arredores do estádio é da Polícia Militar. “O Tribunal não vai se pronunciar sobre eventuais incidentes fora. Se for dentro, se houver briga entre torcedores dentro do estádio, aí tomaremos providências.” 

A Polícia Militar se reunirá com a Federação Paulista de Futebol nesta sexta-feira para informar o número de policiais que fará a segurança e a estratégia que será adotada para evitar qualquer problema na chegada do Corinthians.

“Acredito que não haverá problema. A segurança será reforçada. E o torcedor o São Paulo não vai querer fazer nada, porque tem a volta, o time dele vai ter de jogar em Itaquera depois”, comentou Olim.

O presidente do TJD também acredita que o Corinthians entrará em campo. “Não é perfil do clube nem do presidente fazer isso (não jogar). Não vai acontecer isso. O Corinthians não vai querer essa dor de cabeça.”

“Repito, acho que é uma guerrinha de clubes para dar audiência. Vamos para o sério. O torcedor sabe que se for pego vai ter de tomar conta de bombeiro, ficar na porta de pronto socorro, porque essas têm sido as penas”, declarou Olim.

O Corinthians enviou ofício porque seu ônibus foi apedrejado na chegada ao Morumbi nos dois últimos anos. Também foi alvejado em 2013 e em 2009. Na quarta-feira, torcedores do Palmeiras apedrejaram o ônibus do próprio clube. Ao ser questionado sobre esses episódios, Olim contemporizou.

“O Tribunal não pode fazer nada sobre isso. Nosso compromisso com segurança dentro do estádio. Se acontecer (de ser apedrejado), cada um cumpra sua palavra. Não tenho nada a ver com isso. A Polícia vai dar toda segurança. Acho que também o presidente do São Paulo vai pedir para seus torcedores respeitarem.”

Estadão


Anúncios

34 comentários

  1. Showzinho do Sanchez. Vai fazer de tudo pra criar clima de guerra. Ano passado com o Morumbi lotado ganhamos os dois jogos que tivemos. Ele sabe que não vai ser fácil.

    A melhor resposta do torcedor é não cair na pilha. Joguem milho! Penas! No futebol, sou mais o tricolor. Precisamos de um bom resultado e no Morumbi, a gente consegue!

  2. Não joguem nada, esse clube bem como seu presidente, devem ser ignorados, como se fossem qualquer clube que vai ao Morumbi. A intenção desse bandido é desestabilizar o SP, torcida e jogadores, mas o Cuca e o Mancini devem estar fazendo um bom trabalho para blindar o elenco.
    E no jogo em Itaquera, insisto que deveriam processar as galinhas caso haja (e vai haver), gritos e cantos homofóbicos por parte da torcida em relação aos jogadores do SPFC.
    Passou a hora da diretoria representar judicialmente contra esse tipo de baixaria, promovida por um clube baixo com uma torcida nojenta.

    • “insisto que deveriam processar as galinhas caso haja (e vai haver), gritos e cantos homofóbicos”

      Você reparou que seu comentário foi homofóbico também?

      Aliás, pessoal do blog, será que a escolha do termo “galinhas” é ideal pra tratar de um assunto sobre violência no futebol?

      Acho que evitar certas coisas não é “andar pisando em ovos”, mas sim respeito. Não creio que seja uma boa descer ao nível desse pessoal que se diz “torcedor” mas não dá a mínima pro esporte, só pra porrada e pra ver quem é mais macho que o outro (me refiro aos apedrejadores em geral, caso não tenha ficado claro).

      Ontem mesmo vi algum comentário por aqui sobre uma brincadeira do Paulo Scala envolvendo algo sobre doença ou coisa do tipo, acho que foi removida porque não vi o que foi. A meu ver é por aí: se rolasse mais respeito, bom senso e foco no esporte não existiria esse tipo de manchete sobre time não querer entrar em campo se levar pedrada. Dá pra zoar sem ser preconceituoso.

      Mas eu posso estar errado.

  3. Caraca quanta inocência de boa parte dos amigos que comentam aqui, me perdoem…
    Ninguém disse q tem q apedrejar o busão dos caras, ninguém disse q tem q agredir…o q houve foi duas constatações: 1 – quem cuida da segurança fora do estádio eh a PM; 2 – esse lixo do cara mijada fez isso na má intenção, pra tumultuar…ai acontece o q? Vem gente aqui apoiar o areia mijada…a q ponto chegamos…
    Entendam…os caras e a mídia estão finalmente COM MEDO…Não caiam nessa…vai pipocar mais um monte de m…. ainda…Não caiam nessa.

    • Boa tarde, Digão, amigo tricolor… Pior que falaram sim, até de apedrejar depois do jogo. Só checar os comentários.

      E acho que ninguém apoiou o Andrés em si, mas tem muita gente, inclusive eu, que já está de saco cheio dessa violência desmedida por motivos fúteis. Tem gente que enxerga um cubo de gelo e outros a ponta de um iceberg.

      Acho que o buraco é muito mais embaixo.

      Para mim o problema da declaração dele é acabar causando uma certa animosidade pré-jogo. E isso pode ter consequência graves para quem não tem nada a ver com essa palhaçada.

      • Quem falou aqui sobre apedrejar depois do jogo falou claramente em tom de brincadeira, não defendeu na real que vandalizem…Não dá pra usar como argumento…e outra, até curicas podem querer fazer isso pra nos colocar a culpa, então não faz sentido dar atenção pro areia mijada…segurança eh tema para a PM, ponto. E, de novo, temos que repudiar a violência, mas sem bater palma pra louco dançar.

  4. Tudo bem que não podemos aprovar a violencia mas ele criou um clima. Quem pode garantir que depois desta ameaça do Andrés torcedores do Corinthians se infiltrem e atiram pedras no ônibus deles?

  5. Acho que até Domingo vai pipocar notícias do São Paulo na mídia, então já vou adiantando:
    Briga no vestiário
    Venda de Anrony e Liziero de última hora
    Salários atrasados
    Direito imagens atrasados
    Lúcio processando o São Paulo
    Raí demitido
    Cuca sente mal estar
    Cuca e Mancini brigam no treino
    Nenê diz que vai sair de novo
    Escandalos
    Mulher d e jogador critica o técnico Cuca
    Jogador abduzido

    Pronto, agora nada será novidade.

    Essa mídia é podre.

    Me desculpem o excesso de sarcasmo

  6. Foi divulgado o motivo do apedrejamento do ônibus do palmeiras, alguém lá dentro gritou…

    “Quem não tem mundial que atire a primeira pedra”

  7. Isso tá me cheirando armação. Podem muito bem infiltrarem pessoas no meio da torcida do São Paulo, para atirarem pedras no ônibus e depois alegarem que são vítimas e que estão abalados com a violência. Na verdade eles estão com medo de perder o título dentro do galinheiro, pois sabem que será difícil ganhar do São Paulo no Morumbi, e um placar mais elástico no domingo ficará mais difícil reverter no segundo jogo.

  8. Bobagem isso… A PM vai escoltar os malditos e eles chegarão a salvo…

    Fora do estádio é coisa da PM, o resto é conversinha mole.

  9. Infelizmente essa pratica condenavel de apedrejamento dos onibus dos nossos adversarios e corriqueiro no Morumbi. e uma falta de civilidade enorme.. Nao me lembro de situacoes parecidas acontecidas com o onibus do Sao Paulo na Vila Belmiro, No Alians Park ou no Itaquerao. Então e ter a humildade de reconhecer que vandalos travestidos de torcedores do Sao Paulo tem essa pratica abominavel ainda em pleno seculo 21. A PM nao se preocupa muito com isso, visto que estao la meio que a reboque. mesmo vendo esses espetaculos , nao mexem um musculo na direção de acabar com essas manifestacoes, ficam na deles, assistindo de camarote ,

    • É verdade, eles nunca atiram pedras no nosso ônibus, só lançam rojão na cara de torcedor (boliviano Kevin), agridem jogadores do time em treinamento, queimam carro alegórico de outras escolas de samba…. Todos são iguais, só muda a camisa..

  10. Me desculpem tricolores ,porém neste caso estão certos.. ninguém tem que ter sua integridade física ameaçada em nenhum jogo de futebol ,que eles apanhem em campo com a molecada comendo a bola ,fisicamente ,qualquer risco não deve ser passado ,porém que seja igual para ambos ,quando nos formos jogar lá tbm ,atacar pedra em um ônibus e ridículo e antiquado ,seja qual torcida for inclusive a nossa ..

  11. Deveriam molhar o ônibus das galinhas e jogar penas em cima para ficarem grudadas. E fazer uma variação daquela música “po-po-po-po-po” para cantar enquanto o ônibus passava.

  12. acho lamentável o blog tratar com ironia este fato. Deveriam estar incentivando os torcedores a condenar esse tipo de vandalismo. Apedrejar ônibus é coisa de bandido e assim deve ser tratado em todos os lugares. Amo o São Paulo mais que tudo, mas espero de verdade que se vândalos atirarem pedras no ônibus deles ou de qualquer outro time, que o clube seja sim responsabilizado.

    Torcedor deve se limitar a ir ao estádio apoiar o time. E vaiar, se for o caso também. Vandalismo não é ato de torcedor, mas de bandido. O São Paulo é gigante demais pra tripudiar de fatos tão condenáveis.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!