Cuca no BID e pronto para estrear!

Cuca teve seu nome publicado no BID da CBF nesta sexta-feira e está apto a dirigir o São Paulo no jogo de volta contra o Palmeiras, às 16h de domingo, no Allianz Parque, pela semifinal do Paulistão. Será a primeira vez dele à beira do gramado desde o retorno ao clube.

Vagner Mancini, coordenador-técnico que dirigiu o Tricolor interinamente enquanto Cuca finalizava um tratamento de saúde, estará ao lado dele no banco de reservas e tem chances até de assinar a súmula como treinador – o que seria uma mera formalidade, já que o comando efetivo será de Cuca.

Desde 2017, a CBF registra também os treinadores no BID. Isso garante a eles a comprovação de direitos básicos, como a previdência, além de conter o seguro de vida e de acidentes pessoais da CBF, nos mesmos moldes dos atletas.

Cuca foi registrado mesmo sem ter feito curso para Licença Honorária, Licença A ou Licença Pro, exigência da CBF para os treinadores trabalharem no Brasil nesta temporada. Por causa do problema cardíaco, o técnico ganhou uma “anistia” da entidade e pode exercer sua profissão sem nenhuma dessas licenças até o fim do ano, quando ele vai tirar a Licença Pro.

Lance!

Anúncios

8 comentários

  1. Ainda a questão do Tchê tchê (e outros):

    Eu me recordo de alguns bons momentos em
    que o time possuía 2 ou até 3 boas opções para
    uma mesma posição. Aquele tipo de “problema bom”, que todo Técnico deseja, no fundo, ter.

    Pois bem!
    Cilinho, Telê ou Muricy são alguns técnicos os
    quais eu lembro, que passaram por esse “apuro” em algum momento no SP. O resultado? Eram equipes que estavam sempre brigando na parte de cima da tabela, algumas vezes ganhando competição, algumas outras perdendo… Mas sempre estando lá, na disputa do objetivo máximo.

    Mas parece que hoje em dia ter mais opções é,
    na maioria das vezes, ruim.
    “Ah, mas usar fulano vai prejudicar beltrano!”
    Ora, qual é o objetivo máximo de um clube de futebol?

    Eu sempre vou achar ótimo que o técnico do meu time tenha mais opções do que de menos, ao ter que montar o time que enfrentará o próximo adversário, e depois um outro, e outro, e assim sucessivamente!

    O primordial é manter o time vencendo, tendo opções no elenco, tendo substitutos para desempenharem às vezes mais de um papel, conforme o adversário e conforme as circunstâncias, às vezes de um jogo para outro,
    às vezes dentro de um mesmo jogo.

    Digo isso para alguns que acham catastrófico o técnico “mudar” algum jogador.
    Cada jogo é uma história, e vc precisa às vezes mudar uma estratégia ou um jogador.
    Eu apoio e sempre apoiarei o uso da Base, por exemplo. Mas também entendo que um técnico, ainda mais um técnico capacitado (ou tido como tal) pode querer agir estrategicamente diferente em uma determinada circunstância.

    Por que não?

    Ainda mais quando se mostra acertada a sua decisão. Lembro de um jogo… SP x Botafogo pela semifinal do Brasileirão de 81… Jogo complicado, que era necessário ganhar para chegar a final… 20 minutos de jogo e o SP perdendo de 2 a zero!!!
    Ou seja, tendo que correr atrás de 3 gols.

    Quem era o titular na meia armação? Um jovem chamado Heriberto, bom jogador, advindo da Base do clube. Com 20 minutos de 1o tempo, o finado e saudoso Carlos Alberto Silva saca do time o seu meia titular e coloca um outro rapaz, vindo do PR, chamado Everton.

    O restante da história a maioria aqui creio que viveu e lembra…
    Como é bom ter mais de uma opção e saber (e poder) usá-la!!

    Vai São Paulo!!
    Estamos na torcida!!

  2. CBF podia parar com essa cena e unificar ao curso europeu.

    Pagar para aprender algo para ter aula com Parreira de como o Romário colocou o nome dele na lista de técnico campeões é muito “honra sonolência”.

  3. Minha opinião em terra de cego caolho é rei !
    No Brasil não tem LD. então Hudson na lateral é rei já que no Brasil não temos LD.
    Pato tem que jogar vindo de trás pois não sabe jogar enfiado. Será burrice utiliza-lo desta forma. Pablo tem que fazer o pivô e não voltar com vem fazendo. Liziero é meio/volante jogando Pato mais adiantado.
    Se vai entrar Everton ou não cabe ao Cuca arrumar posição, pois ele joga como excelente contra-ataque.
    Temos bons jogadores para ganhar campeonatos, basta jogar os melhores no momento e não deixar se levar pelo oba-oba ou panelinhas.
    Na minha opinião dá para ganhar Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Paulistinha e calar a boca de muita gente.

  4. Eu não sei porque, mas quando vejo esse cara com o escudo do São Paulo atrás, tenho impressão que esse é o técnico certo pra nós. É como olhar o Hernanes ou o Kaká vestindo a camisa do São Paulo

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!