Jardine perto de assumir a Seleção Sub-20

André Jardine, técnico do São Paulo FC, antes de partida contra o Grêmio, válida pela trigésima quarta rodada do Campeonato Brasileiro 2018.

André Jardine negocia para assumir o comando da seleção brasileira sub-20. Ele deixou o cargo de técnico do São Paulo em 14 de fevereiro, mas seguiu como funcionário do clube. Nesta semana, ele foi até a sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro e as conversas prosseguiram.

Além dele, a CBF pensava em Osmar Loss como substituto de Carlos Amadeu, demitido após o fraco Sul-Americano da categoria no início desta temporada. O nome de Jardine ganhou força nos últimos dias e até o São Paulo já sabe que pode vê-lo deixar o clube para dirigir a seleção sub-20.

Essa possibilidade, aliás, alivia o Tricolor, que vê como merecido o contado da CBF. Afinal, a diretoria apostou alto ao efetivar Jardine no fim da temporada passada e elegê-lo para liderar o time na volta à Copa Libertadores da América. O trabalho do técnico, no entanto, não agradou e foi encerrado após a eliminação precoce para o Talleres, da Argentina.

No dia seguinte à queda, Jardine deixou de ser treinador e foi trocado por Cuca. O São Paulo deu a ele um período para descansar e se reorganizar. Essa espera já se aproxima dos 50 dias e nenhum outro cargo foi oficialmente oferecido a Jardine no Tricolor. Ele prefere seguir como técnico do que ter uma função administrativa em Cotia.

Apesar do fracasso no profissional, Jardine tem trajetória de muito sucesso na base. Somente no sub-20 são-paulino, entre 2015 e 2018, foram cinco títulos importantes: dois da Copa do Brasil, dois do Campeonato Paulista e um da Libertadores. Seus times eram muito elogiados pelo jogo bonito, mas também pela competitividade.

UOL

Anúncios

30 comentários

  1. Que lá ele possa exercer o que pensa de futebol e não seja a marionete que foi no SP.

    Toda sorte para você, Jardine.

  2. Infelizmente, sucumbiu perante os medalhões que fizeram um 2º turno digno de time rebaixado…

    Nene, D. Souza, B. Peres, Jucilei (na forma em que estava), Hudson (de 2º volante) e W. Farias são jogadores de 3ª divisão.

    Hoje, nenhum deles seria titular nos 10 principais times do país, e só Hudson e Jucilei talvez fossem reservas decentes… Este último, estando fisicamente bem, é bom jogador, o problema é seu salário faraônico. Hudson pode ser um bom coringa, mas na reserva. Um time como o SP ñ pode depender dele como titular.

  3. Que o Jardine tenha boa sorte na CBF, pois capacidade de comandar as divisões de base ele já mostrou que tem bastante, se deixarem ele trabalhar…

  4. Grande profissional e descobridor de talentos perdemos muito com a saída dele da base e não ganhamos um grande treinador no profissional.

    Faltou experiencia e bagagem faz parte …desejo toda sorte a ele com os garotos da seleção.

    Isso é natural na formação do treinador foi com rogerio ceni , jardine e miccale( o único técnico brasileiro ganhador de olimpíadas da historia).

  5. Liga SPFC

    @LigaSPFC
    13m13 minutes ago
    More
    Em entrevista ao programa Liga na TV (TV UP – Paraná), Simone Tavares confirmou que Cuca solicitou o retorno de Junior Tavares no meio do ano.
    Contrato com Sampdoria poderia ser estendido até o próximo ano, mas o interesse do técnico irá antecipar a volta do lateral esquerdo.

  6. Absurdo terem mandado o Aguirre embora faltando 5 jogos, e colocado um novato pra administrar a panela, perdemos um excelente profissional da base, não sei se não teve coragem ou não deixaram ele escalar os meninos que tão bem conhecia, foi engolido pelos medalhões, e prejudicado por dirigentes omissos e presidente covarde, uma pena, poderíamos estar na LA ainda.

  7. Merece ser feliz.
    Merece o respeito do torcedor tricolor.

    Não deu certo por N motivos e, na verdade, ainda não era hora, mas deve ser respeitado.

    Tem a minha torcida para que dê certo

  8. Foi covarde quando precisava mostrar personalidade e colocar a molecada. Tirando isto fez excelente trabalho na base e nada mais é que merecida a honra de comandar o sub-20 da seleção ja que se mostrou um dos melhores profissionais desta categoria. Seja muito Feliz Jardine!

    • Marcos, pq vc acha que ele foi covarde? Que moleque você acha que ele tinha que ter colocado? Igor Gomes, Luan, Walce e Toró estavam na seleção sub-20 liberados pela diretoria. Antony estava na Copinha. Helinho era titular com ele. Liziero machucou quando ia assumir a titularidade.

      • Hugo no começo do ano sim, no inicio de fevereiro ja dava para usar alguns. Final do ano passado ja dava para usar alguns, ele foi covarde e pagou pelo erro.

        No entanto é um bom profissional e deve ter aprendido com o erro pois é novo e tem muitos anos pela frente ainda além de uma ótima filosofia

        • No torneio da Florida, Liziero era reserva do Hudson, enfim… mas de fato, Igor Gomes, Toró e Walce ñ se esperava que fossem titulares para já, ainda mais tendo jogo importante de Libertadores pela frente. Mas a cessão do Luan ao sub-20 foi inexplicável, todo mundo comentou isso, e aí voltamos ao planejamento ridículo da diretoria. Some-se a isso a oscilação do Helinho, a forma física precária do Hernanes e nós temos a receita para o fracasso. Aliás, antes da Copinha ninguém esperava que o Antony viesse a ser titular absoluto, e é um erro dizer que tenham errado em liberá-lo para jogar essa competição de base… São coisas imprevisíveis do futebol. Sabia-se do seu potencial, mas a ascensão dele, tão rápida, surpreendeu muita gente.

          Os erros maiores foram do Raí: o único atacante q ele trouxe foi o Biro Biro, ou seja, ele jogou tudo nas costas do Helinho; ñ trouxe substituto para o Liziero, q se machucou e o Jardine ficou de mãos atadas; o LD que ele trouxe é novo e nunca jogou em time grande, sentiu a pressão e viu-se que para já ñ podia ser titular. Tudo isso além de ter cedido o Luan ao sub-20, que vinha sendo titular ano passado.

        • Só o Antony que ele podia ter usado, mas não vamos esquecer que ele vinha de um período sem férias e precisava de um descanso depois de 20 dias de copinha com jogo a cada 2 dias debaixo de sol.

          O quarteto da seleção ficou disponível no dia do segundo jogo da libertadores.

          Enfim, também acho que ele foi mal, mas essa história de que ele foi covarde na hora de colocar a molecada não existe. Quem estava disponível ele usou.

          • Como disse, desde o final do ano passado ele poderia ter usado alguns E diferentemente do Mancini, ele conhecia todos os moleques desde os seus 12 anos, em media.

            Respeito a opinião dos colegas, mas mantenho o covarde! Não soube barrar os mais velhos quando precisava.

    • Marcos gosto dos seus comentários e concordo na maioria das vezes, inclusive neste, mas acho que covarde é exagero…

      Nunca vamos saber o porque dele não ter colocado em prática suas ideias, surgiram, surge e surgirão várias suposições e ficaremos nisso… A verdade é que todo mundo errou nessa, precipitação pura de toda parte o que só confirmou que nossa diretoria de futebol estava perdidinha…

      Mas enfim, bola pra frente e que ele faça um bom serviço ao país e que volte um dia mais pronto assim como R Ceni…

      • Obrigado Nelson,

        Minha critica a ele é que diferente do Mancine e do Cuca, Jardine ja conhecia os garotos desde que iniciou seus trabalhos no SPFC. Ele foi colocado no cargo para dar chance aos meninos que só vieram aos holofortes após a copinha, mas o mesmo ja os conhecia a anos.

        “Ao meu ver” (sublinha-se) ele não teve coragem de retirar Nene, Jucilei e cia quando era preciso no final do brasileirão e pecou sim na ultima partida da libertadores.

        É um excelente profissional, mas foi covarde quando precisava-se de coragem e “ousadia” (sublinha-se isto tb)

        • É verdade, confesso que isso (a falta de coragem)me deixou muito incomodado também, mas vamos relevar, ele terá a segunda chance e se aprendeu mesmo, terá um futuro brilhante…

          • Da capacidade dele eu não tenho a menor duvida e acredito que são nos revez que conquistamos nossas maiores vitórias.

            Minha critica é exclusiva para aquele momento apenas no mais pra mim é um profissional que não abriria mão.

  9. Outro Post:

    Max Trimundial

    Jac,
    Nenê não é e nunca foi armador, nem no tempo em que ele tinha pernas e interesse em correr. A única utilidade que ele tem hoje é pro adversário.
    Sobre o Cuca aproveitar ele, pelo que vi na entrevista após o paulista ele vaza, já que não poderia ser inscrito no campeonato carioca. E convenhamos que o estilo de jogo do Cuca não combina em nada com a lentidão do Nenê.
    Vi sua resposta por acaso. Se vc responde no próprio post eu recebo o aviso e aí não tem risco de deixar vc no vácuo.
    abraço.
    ________________________________________________
    Max, meu caro…
    Quem era o armador no Brasileiro de 18?
    Não havia!!
    DS jogando de CA, e Nenê, fazendo a vez de, pois
    de fato ele atua como o que a gente poderia chamar antigamente de ponta de lança (ou o 8… Rsss). Realmente vc está certo, mas eu também estou ciente disso. O que eu digo hoje é que, como profissional, ele como qualquer outro jogador tem por obrigação cuidar do físico e estar a disposição para atuar, com dedicação e profissionalismo!!
    E a isto que me refiro.
    Quanto a ele vazar após o Paulista, ok, estão todos praticamente cientes disso. Mas, como eu disse, enquanto o torneio estadual estiver em andamento e com o clube disputando, ele tem obrigação de estar em forma e a disposição.
    Depois, e depois.
    Rsss… Tem gente como o Cairê que acha que eu estou defendendo ele!! Estou defendendo é que ele cumpra com a obrigação dele, é diferente!
    E vc mesmo disse que o Cuca conta com ele, mas só até o final do Paulista. Então, gente, se alguém não concorda dele estar no grupo ainda, tem que ligar e reclamar com o Cuca.
    Ou esperem o final da participação no clube no estadual…

    ABS e obrigado por responder, Max!!

    • Jac,

      acho que aquele primeiro turno mágico do SP se deu pq além do fato dos principais concorrentes estarem envolvidos em outros campeonatos, o Aguirre ter conseguido montar um time bem postado defensivamente e pra ser reativo, e os nossos dois pontas na época estarem voando (Everton e Rojas).
      a “chapada do Nenê” foi mais empolgação do que contribuição efetiva. O cara era o dono das bolas paradas e isso inflou os números dele.
      A nossa derrocada no segundo turno se deu justamente pq quando os adversários manjaram nosso jeito de jogar e congesrionaram os corredores laterais, o SP não tinha uma outra alternativa e sentia demais justamente quando precisava propor o jogo e pra isso contava justamente com o Nenê, que não é meia.

      abraço

  10. Jardine multicampeão na base tricolor !! Ótimo trabalho !!! Seja feliz na CBF, vc sempre terá o carinho e respeito de toda coletividade tricolor !!!!!!!

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!