Mancini vê injustiça em derrota do São Paulo e culpa falta de confiança

Vagner Mancini viu um São Paulo sem confiança na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, neste sábado, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Em entrevista coletiva, o técnico interino elogiou a atuação no primeiro tempo, mas disse que o time reagiu mal após a saída de Hernanes e o gol do rival.

“O São Paulo foi muito bem no primeiro tempo, marcou de perto, não deu espaços ao Palmeiras, finalizou mais. Na segunda etapa, quando o Palmeiras volta com uma substituição, o jogo ficou equilibrado até a saída do Hernanes. Nosso time acaba caindo de produção e, após a marcação do gol, perde a confiança totalmente”, avaliou.

Hernanes foi substituído por Brenner aos 25 minutos do segundo tempo por dores na perna esquerda. Aos 34, em uma pancada disparada de fora da área, Carlos Eduardo não deu chances de defesa ao goleiro Tiago Volpi e marcou o único gol do clássico.

“Até quando teve força para marcar de perto, o time foi bem. Quando caiu nesse quesito, a gente viu o Palmeiras equilibrar a partida e fazer um gol de extrema felicidade. Sinceramente, o São Paulo não merecia perder a partida, embora a gente reconheça o poderio do adversário. O São Paulo teve uma postura digna de uma equipe que queria vencer”, declarou.Por fim, Mancini deu razão às vaias do torcedor e disse que espera fazer o time evoluir até quarta-feira, quando enfrenta o São Caetano pela última rodada da primeira fase. No momento, o São Paulo ocupa o segundo lugar do Grupo D, com 14 pontos, três a menos que o Ituano e dois a mais que o Oeste.

“O torcedor fica chateado com razão. Na quarta-feira temos uma partida contra uma equipe que briga contra o rebaixamento, temos de provar que somos capazes de classificar e mostrar evolução. O São Paulo vem evoluindo em alguns aspectos e peca em outros. Isso gera falta de confiança”, concluiu.

Gazeta Esportiva

25 comentários

  1. Uma folha salarial de R$ 12 milhões, e não ter um time pra torcer. Edimar ganhando 350, Jucilei 750 e Trellez 400, emprestado. Planejamento zero, time inexistente e com várias carências.

  2. Com todo o respeito aos gênios do marketing do SPFC mas quando tivermos patrocínio da AOC vamos colocar uma televisão ao lado do microfone pra divulgar? Se tivermos patrocínio da Emirates vamos colocar um avião? Entao tira esses sacos de arroz e feijão da Urbano pq está ridículo.

    • Há torcedores que dizem que é melhor pouca grana entrando do que nada. A questão que o SP tem condições de ter patrocinadores muito melhores com todo respeito a esse arroz, feijão, refrigerante e demais utensílios de mercearia. O SP atual aceita esses patrocinadores porque os grandes patrocinadores não tem interesse em se envolver ou investir em um clube bagunçado e sem nenhum projeto sério.

      • Mitsuo, tem que aceitar mesmo pq estamos em época de falta de credibilidade por incompetência de gestão. Todo dinheiro que aparecer tem que agarrar. A questão é só fazer um contrato decente sem se submeter a esse tipo de exposição ridícula.

        É só um grãozinho de areia mas a falta de cuidado com os pequenos detalhes mostram a falta de carinho com a qual as pessoas pensam o Sao Paulo Futebol Clube.

  3. Super planejamento de 2019 e ontem a nossa torcida estava no Antony, da base, desequilibrar num drible, chute ou passe pq o Hernanes não se aguentava nas pernas e não tinha mais ninguém pra fazer algo diferente.

  4. Kkkk esse é outro coitado O time melhorou muito taticamente mas esbarra agora na limitação técnica que o RAI deu no elenco.Não deu meia e nem segundo volante.O umilhaozinho mensais estourou ontem e agora quem vai pór na méis???o RAI vai vestir chuteira? ???vai projetar mal um elenco e com dinheiro e cheio de oportunidades que apareceram la em Biberão Preto….

  5. A falta de confiança vem muito por ocasião de não ter ninguém que realmente dá essa confiança aos jogadores. Com uma diretoria covarde que foge da imprensa e do torcedor não há como o jogador confiar no clube.

  6. Quanto ao time/elenco: no mínimo, precisa contratar lateral direito, segundo volante e meia armador. Se nao contratar o sufoco contra o rebaixamento será grande.

    Como instituição: precisamos pressionar e ameaçar esses conselheiros! O sistema de eleição do clube precisa mudar urgente. Gostei de ver a torcida xingando esses vermes … mas é preciso mais. Precisa pegar esses caras na rua , no trabalho….

  7. Um grupo de funcionários trabalhando por um salário baixíssimo ou até sem receber há alguns meses consegue um fôlego quando percebe que a gestão que assumiu a bomba é séria e está comprometida em resolver o problema. É um ânimo que vem de cima pra baixo, uma credibilidade passada por quem tem know-how pra gerenciar o negócio.

    Um clube de futebol com um presidente incompetente, com um diretor de futebol covarde e dezenas de conselheiros que passeiam pela barra-funda por status só passa a imagem de fracasso pros seus comandados. Estamos cansados de falar que não há visão vitoriosa no planejamento, não há perspectiva, não há trabalho voltado pra isso. Estamos presos a uma mesmice de atitudes feitas por assalariados amadores que claramente esperam que o treinador resolva todos os problemas pra que eles possam sair do buraco de onde se escondem.

    Por seleção natural, num ambiente fadado ao fracasso a chance de um bom nome não render o esperado é enorme.

  8. Eu duvido que se tivéssemos um meio de Jucilei (ele mesmo mas com físico)Júnior Urso,Hernâni e Ganso,Éverton e Pablo na frente .Estaríamos nessa draga que estamos hoje e seria um time com perspectivas de evolução e um time totalmente viável financeiramente mas o RAI……”não tem o perfil….o perfil é toque esta agora.

  9. Tá difícil demais, cara. Estamos disputando somente o paulista e sem sequer conseguir a classificação para a fase seguinte sem torcer contra outros times pequenos ou a favor de certos gambás…
    Até quando irá durar esta fase? Estamos virando o que o Botafogo é no RJ, aquele time chamado de grande apenas pelo passado distante.
    Aliás, estamos virando eles, mas em uma fase pior que a deles, que ao menos ganham um ou outro clássico e pelo menos foram campeões estaduais ano passado ( salvo engano)…

  10. Que bagunça que tá esse clube !
    Os maiores investimentos do clube no ano passado foram afastados e estão sendo doados ou estão em processo de doação . Outros estão contundidos ou simplesmente mal servem para o banco de reservas como jucilei e Bruno Peres.
    O que mais esses gestores tem que aprontar para serem expurgados do clube ?

  11. Nunca esperei nada de bom de Leco. Mas tinha esperanca em Rai. Estava com a faca e o queijo na mao no fim do ano. Era dispensar diego souza e nene na epoca, trazer pablo, hernanes, volpi, um segundo volante top e o lateral direito de nivel, alem e claro de treinador. Rai fez tudo diferente, apostou na panela, cai do cavalo com Jardine e agora convive com uma reformulacao totalmente fora de hora e resultados terriveis. Acho que, talvez ele ate teve boa intencao, mas apesar do grande jogador que foi, pare ce nao entender muito de futebol ou se entregou ao atual status do sp. A verdade e o sp e uma zona administrativa representada por Leco. Mas dentro do campo e do vestiario, rai se perdeu totalmente! Se ele tem autonomia pra fazer o que deseja, e melhor pedir o bone, pois sua imagem esta cada vez mais arranhada e ja confundem o mau diretor com o jogador espetacular que foi, o mais decisivo que vi com nossa camisa.

  12. Um time espaçado, sem aproximação alguma. Teve alguma criação no primeiro tempo porque Hernanes é MUITO diferenciado, especialmente nesse futebol tosco jogado no Brasil.
    Mancini, você nem pra gandula serve no São Paulo Futebol Clube.
    O São Paulo não acabou, como muitos dizem, mas a situação atualmente é desesperadora.
    Nos reergueremos pois somos milhões e o amor pelo São Paulo enorme. Daremos a volta por cima!
    Estes senhores de hoje precisam ser extirpados do Morumbi, não as pessoas, mas as ideias que elas representam!

  13. Bom dia.
    Vi muitas críticas quando disse que nesse time cabia tranquilo o Ganso.
    “Ah, mas ele é lento!”
    Sério?
    E quem é rápido nesse time?
    Será que Ganso não daria mais inteligência nesse meio acéfalo?
    Jogando com Hernanes, não ficaria mais criativo?
    Já disse antes e repito:
    Ganso com uma perna joga mais que esse time todo.
    (E onde está Nenê?)

    • Rapaz… essa do Ganso foi a segunda pior bobagem que o Rai fez nos últimos tempos… só perdeu pra efetivação do Jardine…. mas tem os entendidos de futebol que acham que armador bom é o que corre maratona…

  14. A maioria dos jogadores que foram negociados para o exterior tem de razoável para bom nível técnico. Alguns se adaptam e permanecem por várias temporadas em um ou dois clubes. Os que não se adaptam, os empresários insistem e os caras jogam num time diferente cada temporada.
    Do Até que surgem propostas para voltar ao Brasil e o empresário quer que o jogador ganhe um salário próximo ao que recebia na europa/Asia. Os clubes não tem alternativa porque dependem dos empresarios e acabam pagando o que pedem. Enquanto isso, os novos jogadores que surgem, nem jogam mais no Brasil, saem diretamente para Europa/Asia. O futebol brasileiro está falido. Os poucos clubes que ainda se mantém o fazem de forma artificial. Se a crefisa sai, quem garante que o clube mantem esse nível de investimento? E a cbf não faz nada para resolver o problema.

  15. Bom dia…

    Embora seja radicalmente contra violência ou qualquer outro tipo de agressão (graças a Deus mais rateados), vejo que os comentários já estão menos radicais em relação ao clube e mais concentrados (a meu ver, corretamente) nos gestores.

    Alguém falou que a incompetência do profissional é mascarada pela competência na base (acredito que foi o Wagner). Isso e verdade, só não sei até quando teremos esse respaldo, explico;

    A base foi restruturada por Aidar (ele teve uma excelente visão). Leco deu sequência e melhorou. Mas, com a saída de Jardine e a fraqueza de seu substituto, tenho receio de uma grande queda coletiva (e era o coletivo forte que permitia o crescimento individual).

    Ou seja, a efetivação do Jardine no profissional não apenas destruiu o nosso primeiro semestre do profissional como expôs o nosso suporte, a base. E Raí, responsável por isso, nem resolveu a base (sequer há indicação de que o fará) e nem deu nenhuma resposta no profissional.

    Não nego que, na teoria, ele e bem preparado, tem formação adequada, identificação com o clube e sempre transpareceu ser honesto. Mas, aparentemente, seu perfil europeu não se encaixa na realidade brasileira e sul-americana.

    Sua gestão, ao menos até aqui, foi extremamente incompetente. Não o acuso por falcatruas pois não tenho nenhuma prova sobre isso e até acho natural que, pela maior proximidade com ex sócio, tenha preferência em negociações por ele encaminhadas (prefiro acreditar na relação mais próxima a pensar em desvios).

    No entanto, me preocupa essa falta de atenção ao torcedor e a demora em responder a situações crise.

    Já se passou mais de um mês da eliminação vergonhosa, o time vem mal (de fato melhorou com a saída de Jardine) e não se vê reforços nenhum. Só saídas (Jardine, Diego Souza, Araruna..). O que está ruim não se resolve apenas tirando, e preciso reforço.

    Abrir mão do ganso (de graça) para manter Nenê foi ridículo. Mas, era obrigação ter anunciado o pato assim que este rescindiu com a China. Era uma resposta necessária a saída de Diego Souza. Se não há interesse no jogador, que fosse destacado isso desde o início e pronto.

    O torcedor (e torcedora) vêem o time mal e o que mais frustra é a falta de perspectiva de mudança. Entendo que, do seu jeito, todos querem acreditar em melhora, mas é preciso que a diretoria de sinais neste sentido.

    Tchê-tchê, Roger Guedes, Mariano, Keno, Pato, Miranda. Esses são nomes ou perfis que o torcedor espera. Não e possível todos, então traga ao menos dois (Roger Guedes e Mariano) e esperem oportunidades por outros. Mas anunciem ao menos dois e tragam de volta a esperança do torcedor.

    Raí, seu papel é de liderança, se não tem coragem e foge, entregue o cargo. Do contrário, dê a cara para bater e lidere. Já disse antes que vejo perspectiva de futuro e dei voto de confiança ao Raí. Mas, a cada dia inútil essa confiança vai diminuindo.

    Em termos de gestão, eu idealizo (faz tempo) algo assim:
    Diretor: Juninho Paulista
    Coordenador técnico: Muricy Ramalho
    Técnico: Cuca
    Preparador físico: Carlinhos Neves
    Técnico e coordenador da base: Jardine.

    Destes, já temos dois, um terceiro (Jardine) tínhamos mas não sei mais. Muricy e viável e Juninho Paulista talvez seja o mais difícil, mas é um cara que entende tudo de gestão de futebol e um desafio num time gigante eo que falta para ele mudar de patamar.

    Lembrando que Juninho participou da reconstrução vitoriosa do início dos anos 90, sendo destaque na base e no profissional. Seria interessante propor o projeto para agora.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!