Estaria Leco praticando uma “gestão temerária”?

Retirado do site Torcedores.com

Explicarei aqui porque o caso Diego Souza serve de alerta para a POSSIBILIDADE de GESTÃO TEMERÁRIA e quais os caminhos possíveis para o SPFC diante da legislação vigente, SE de fato houver interesse em apurar:
O presidente Leco afirmou na reunião do Conselho Deliberativo que a liberação de Diego Souza ao Botafogo se deu em razão do jogador não estar nos planos do técnico Cuca, o que justificaria a negociação do atleta com o clube carioca.
Ocorre que, ainda que o jogador estivesse de fato fora dos planos, nada justifica os termos da negociação trazidos a conhecimento da torcida pela imprensa: empréstimo gratuito (comodato) do atleta ao Botafogo, até o final do contrato, com prioridade de renovação ao SPFC.
Isso porque a partir do momento em foram adquiridos pelo SPFC, os direitos federativos do atleta passaram a integrar o patrimônio variável do clube. O investimento foi considerável: sabe-se, hoje, que custaram, incluindo comissões, mais de Treze Milhões de Reais.
Os Direitos Federativos são considerados patrimônio variável pois estão sujeitos a variações (valorização ou desvalorização).
Pelo negócio entabulado o SPFC, que tão alta despesa teve para adquirir os direitos federativos do atleta, corre sério risco de perdê-los por ZERO reais.
Se o SPFC, ao final do contrato, não exercer a prioridade na renovação (o que ensejaria ainda mais despesas) tal risco converter-se-á, automaticamente, num prejuízo de mais de Treze Milhões de Reais, correspondente ao valor desembolsado para aquisição dos direitos, fora salários.
Aí reside o X da questão: mesmo estando o jogador fora dos planos de Cuca, NADA justifica tamanha depreciação.
Uma negociação até poderia ocorrer, porém em moldes mais probos: empréstimo oneroso do atleta, troca por outro ou venda, ainda que por valor menor que o de compra.
Os direitos de preferência para aquisição do jovem atleta do Botafogo também não servem de escusas.
Para exercer a preferência precisaria o SPFC desembolsar nova quantia, ou seja, realizar novos investimentos e ainda cobrir ofertas de outras equipes.
E esse é só o negócio com o Botafogo por DS. Muitas outras contratações desastrosas foram efetuadas na gestão do presidente Leco.
É prudente APURAR o quanto contribuiram para o endividamento do clube ou mesmo para que o clube não tenha conseguido atingir superávit considerável.
Então quais os caminhos, conforme a legislação?
A Lei 13.155/2015, que estabelece princípios e práticas de responsabilidade fiscal e financeira e gestão transparente e democrática das entidades desportivas profissionais de futebol e também dispõe sobre gestão temerária, traz respostas:
No artigo 25 estabelece que consideram-se atos de gestão irregular ou temerária praticados pelos dirigentes aqueles que revelem desvio de finalidade na gestão da entidade (não é o caso) OU QUE GEREM RISCO EXCESSIVO E IRRESPONSÁVEL AO SEU PATRIMÔNIO (eis o que enseja a apuração).
Em seguida o artigo 25 traz rol exemplificativo de condutas, muitas que a princípio não parecem ser o caso, mas chama atenção a prevista no inciso VIII:
NÃO DIVULGAR DE FORMA TRANSPARENTE INFORMAÇÕES DE. GESTÃO AOS ASSOCIADOS E TORCEDORES.
Quanto ao trâmite de apuração, o artigo 26 da mesma lei dispõe que os dirigentes poderão eventualmente serem responsabilizados por meio de mecanismos de controle social internos da entidade e, no parágrafo primeiro, traz regra geral para o caso de ausência de disposição específica:
“Na ausência de disposição específica, caberá à Assembléia Geral da entidade deliberar sobre a instauração de procedimentos de apuração de responsabilidade”.
Já o parágrafo segundo dispõe: “a Assembléia Geral poderá ser convocada por 15% dos associados com direito a voto, sob condições:
Caso após três meses da ciência do ato tido como de gestão irregular ou temerária:
I – não tenha sido instaurado procedimento, ou
II – caso não tenha sido convocada assembléia geral para deliberar sobre os procedimentos internos de instauração da responsabilidade.
Claro que convocada a Assembléia Geral e após esclarecimentos, esta poderá entender que não é o caso de instaurar procedimento de apuração ou mesmo poderá entender que é o caso, porém mais adiante, após ampla defesa, entender que não houve ato de gestão irregular ou temerária.
Então, a todos que perguntam se hipotética má administração no SPFC passaria incólume, eis respostas e alternativas trazidas pela legislação.
A legitimidade para apurar os fatos, se assim desejarem, é dos sócios do clube.

SEM PRÉ JULGAMENTOS, eis a esfera do possível. Valeu.
Adendo: o art. 45 do Estatuto do SPFC dispõe que convocação de Assembléia Geral Extraordinária poderá ser efetuada por 1/5 dos associados com direito a voto, ou seja 20% dos sócios (5% a mais do que dispõe a regra geral para o caso de inexistência de disposição específica).

35 comentários

    • Leco não sabe e nem tenta se explicar. Ta colocando uma comissão para fiscalizar já estando mancomunado ou porque realmente está mais perdido que cego em tiroteio. Ou seja, se não é por corrupção é por incompetência absoluta que vem tomando suas decisões. Mas que há corrupção arraigada dentro do clube todos sabemos. E Pássaro (bacharel em direito) que está envolvido em todos os contratos com certeza é a ponte entre empresários, clubes e o prejuízo da nossa instituição. Se não foi mandado embora até hoje, deve ser porque tem muita gente lá do conselho nas mãos dele.

    • Diria que é as duas coisas. Qualquer outro time renovaria o contrato do atleta por mais um ano antes de emprestá-lo. Assim fazem os europeus, chineses, árabes, etc com atletas caros e fora dos planos.

  1. Temerária, incompetente, safada, suja e por ai vai! demorou pra vazar do SP e levar a máfia com ele, cambada de bandidos! e o “poderoso chefão” administra muita mal para o Clube, mas para ele está ótimo, afinal, são 30 mil por mês.

  2. E o nosso maior rival vem crescendo …ontem passou bem pelo Ceara, pelo visto vao brigar em todos os campeonatos paulistao, brasileiro, sula e copa do Brasil enquanto nós estamos ainda em formação resta paulista, copa do br e brasileiro.

  3. Sim, está
    E sabe quem no Clube liga pra isso? Absolutamente ninguém.
    O foco agora é consertar a churrasqueira pros parasitas fazerem o churrasco de fds enquanto o são paulo é eliminado na fase de grupos do paulista

    Fechem logo as portas do clube.

  4. Eu queria olhar para além de dezembro de 2020 e ver alguma esperança. Mas não consigo, eles não me dão esse direito.
    Ainda bem que, embora o amor exista, seja eterno, as frustrações e decepções com esse amor que outrora me abatia, não me abate mais.

  5. Leco está para o São Paulo, assim como Dualib esteve para o Corinthians, como Mustafá esteve para o Palmeiras e Eurico para o Vasco. A diferença é que os outros aparentemente eram torcedores de seus respectivos clubes e que vez ou outra conquistaram algum titulo em suas gestões.

  6. Gente, tem coisas mto piores do que isso no SP! Tem um CT ultrapassado, um staff ultrapassado, conselheiros que só querem status, presidente incompetente, diretoria fraca, etc. Esse negocio do Diego Souza foi uma contratação ruim, ponto. Qntos negócios ruins já não fizemos? E os outros? O “deus Tite” pagou mais de 15 mi reais pelo Giovanni Augusto, que é emprestado faz 2 anos sempre com salario pago por eles.

    Caramba, 1 semana falando nisso! Houve roubo na negociação? Então apura-se, bem provável q teve, mas é apenas mais um caso de incompetência entre outros. Eu acho mto pior uma reunião de conselheiro com 70 num quorum de 240, diretor andando de graça de BMW, aeroleco, mkt as moscas, ST as moscas. O SPFC tem um faturamento anual perto de 250 mi e faz 1 semana que estão discutindo um caso de prejuízo de 13 mi! Se a gestão do futebol fosse boa, Diego Souza estaria magro, a fim de jogo, titular e estaríamos na Libertadores (ele foi nosso artilheiro ano passado!)

    O diego souza foi sondado por: Sport, Goias, Botafogo. Esse é o nível dele, não seria vendido para outros e ele não quer ir para asia, europa, quer ficar aqui. O custo mensal dele, sem encargos, era de R$600.000. Até dezembro, na pior das hipóteses, ele nos custaria uns 7 milhões de reais no mínimo (13 salario, FGTS, INSS, férias) + a deterioração do ambiente. Ou seja: gastou 13 mi, teve um retorno esportivo ano passado pois ficamos em 5 lugar e se n~]ao tivessem feito a m* de efetuar o Jardine, teríamos passado. Até o Mancini teria classificado (poderia ser melhor, mas ele foi nosso artilheiro no ano). Ou seja: gastamos 13 mi e se ele ficasse até o fim do ano gastaria mais 7, a bucha agora é do Botafogo para pagar 600k por mes para ele. Lembram que ele em 2017 era convocado pelo Tite? Então, ruim não era, mas não souberam gerir o cara. Que falta faz um MAC nessa diretoria, meu deus!

    Vira o disco! Vamos cobrar o fim da dívida, a montagem do elenco, o planejamento, a efetivação do jardine (a maior besteira da história do SPFC). Se Jucilei sair de graça? ótimo! Se Bruno Peres sair de graça? Ótimo! Nene de graça? Ótimo! Refaz o planejamento e vida que segue.

    • O Giovanni Augusto é um mico pago pelos gambás, o Alexandre Mattos traz baciadas de pernas-de-pau com o dinheiro da Dona Leila, o Santos tem um presidente ainda pior do que o nosso e tem menos grana que a gente, o Cruzeiro tem uma máfia na chefia do futebol, o Inter é quase propriedade do Delcir Sonda, o Athletico é comandado pelo ditador Petraglia, mas todos estão com times e momentos melhores do que o nosso dentro de campo, pq será?

      • Então vc concorda comigo. Eu disse que os problemas do SP são mto maiores que contratações erradas, bem maiores. O Mattos, por exemplo, formou um staff de futebol super correto, uma estrutura boa e o time vai bem. Guerra, Fabiano, Borja, Freire, etc, etc, etc, tem vários micos lá tb, mas a estrutura do futebol deles é boa, a nossa é péssima. Até ano retrasado não tínhamos nem scouts e analise de desempenho, coisas que Gremio e Curintia tem desde 2008, jogadores saindo da Europa preferem se tratar até no Vasco do que em nosso Reffis. O SPFC é a típica “empresa gerida pelo Avo” que era gloriosa há 20 anos atrás, não evoluiu, ainda acha que é bom e não quer mudar nada.

  7. Quanta tempestade em copo de água! Será que é tão difícil assim entender que o Cuca não queria o Diego Souza no time ? Ou alguém consegue imaginar que o São Paulo se desfez do jogador a revelia do desejo do técnico ? A partir desse entendimento alguém consegue imaginar que se o São Paulo tivesse uma proposta melhor , seja de compra ou troca por outro jogador o clube não faria ? É óbvio que a proposta do Botafogo foi a melhor que apareceu, pois não é só o clube decidir que não quer mais contar com um jogador e sim aparecer clubes interessados nesse jogador que não lhe serve mais. O Cuca também não quer o Nenê e já apareceram Fluminense e Fortaleza interessados e até agora não deu negócio porque o São Paulo não quer se desfazer dele pagando parte do salário e já anunciou que nesses termos ele não sairá do clube e cumprirá seu contrato até o final. O Edimar é outro ótimo exemplo pois ao final da temporada a maioria da torcida se manifestou pelo desligamento dele do time e o São Paulo o afastou e anunciou que ele está a disposição do mercado e mesmo assim ele está lá no clube treinando e recebendo o seus vencimentos. Então não basta o time apenas não querer mais contar com um jogador e disponibiliza lo no mercado e tudo resolvido, é necessário que esse jogador tenha mercado e que apareça algum clube interessado em sua contratação ,pois senão como no caso do Diego Souza, o clube tem que tentar fazer o melhor negócio possível para o clube ou o que menos trará prejuízos.

  8. Creio que “o buraco é mais embaixo”… Anteontem, assisti, no “Linha de Passe”, ao Mario Marra, discorrendo sobre o Atlético MG: “Um clube que perdeu a noção de sua grandeza, cujo maior objetivo, a cada ano, é ‘uma vaga na Libertadores’… Vaga na Libertadores para que?!… Para passar por esses vexames?!… Enquanto o mesmo não retomar o seu caminho, em conformidade com a sua magnitude, e voltar a pensar GRANDE, em títulos, o que veremos é isso aí, o mais do mesmo dos últimos anos”… Em outras palavras, foi mais ou menos isso que ele disse… Mas, se trocássemos o nome do clube, pelo do SPFC, em nada isso alteraria o contexto do que o mesmo expôs… O nosso SP perdeu a noção de sua grandeza… E não há “lanterna” que o faça acha-la…

    SMILE TADEU

    • Mas pro Atlético Mineiro, vaga na Libertadores está bom demais, este é o tamanho real dele, o problema é que somos muito maiores que as galinhas mineiras e nem na Libertadores estamos chegando…

  9. Já tenho dúvidas se o Cuca irá assumir. Ele é a única esperança de permanência na série A. Tirando ele, tudo nos leva de A para B

  10. Vendo a participação do Cicinho no “jogo da memória” (Globo Esporte), e os lances que foram lembrados, bate aquela nostalgia, uma saudade de ver aquele time jogar, que orgulho, ficou na história.
    Hoje é só saudade misturada com decepção, tristeza, frustração.

  11. Tô de saco cheio desse velho!

    Os torcedores que somos nós temos que fazer alguma coisa pra isso mudar. Pra tirar esse inútil do poder

  12. Pra mim já está tudo claro, alguém disse por aqui e faz 100% de sentido e pra mim é a pura verdade.

    Manter o time ruim, carente em várias posições mantém a roda de compra/venda + comissões siga viva no clube, e até que isso seja quebrado nada vai mudar.

    Isso mostra o quanto é sujo esses velhos que mandam no SPFC.

  13. Como sou bacharel e sou impedido de exercer a advocacia, deixo meu nome aqui para auxilio e apoio para quem quiser fazer algo na via judicial contra esta diretoria. Para exemplificar o que acredito pode ser intentado, deixo endereco de sitio na internet de uma interessante tese defendida na USP, por Anna L D Maiello, cuja pag 172 enseja algumas solucoes: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/2/2131/tde-27092012-101632/publico/Anna_Luiza_Duarte_Maiello_tese.pdf

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!