Hernanes tira o foco de Jardine e cobra: “Somos nós jogadores que entramos em campo”

A semana do São Paulo não está sendo nada fácil. Após sofrer revés no jogo de ida da pré-Libertadores, o Tricolor tropeçou para a Ponte Preta no sábado, por 1 a 0, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, no Moisés Lucarelli. Com a pressão sob o técnico André Jardine, o meia Hernanes, um dos líderes do elenco, em entrevista ao SPORTV, chamou a responsabilidade para os jogadores.

“Somos nós que entramos em campo, somos nós que temos que executar o que ele tem nos passado. Tem sido muito claro, a gente não está na nossa melhor forma, é um mês de preparação. Não tem desespero. Estamos tristes com o resultado mais uma vez, mas vamos seguir em frente”, disse o meia.

Hernanes também falou sobre o confronto de quarta-feira, no Morumbi, contra o Talleres, da Argentina, pelo jogo de volta da pré-Libertadores. Tricolor precisa reverter o placar de 2 a 0 que aconteceu no primeiro jogo. “A gente tem que ser realista. Hoje (sábado) o resultado não veio, mas, no meu ponto de vista, o time evoluiu defensivamente. Iremos usar o jogo de hoje (sábado) como treino para quarta. É não ter desespero. Cabeça no lugar e vamos com tudo”, disse o meia.

Torcedores.com

39 comentários

  1. Apoiar?
    É o que mais fazemos a muito tempo.

    Mas seria mais fácil apoiar se fossemos ouvidos e não feito de bobos.
    Seria mais fácil apoiar com a contratação de :
    ➡ Um lateral direito para ser titular;
    ➡ Um ponta direito experiente e fazedor de gols;
    ➡ Um segundo volante que saiba sair para o jogo;

  2. O foco não é só nele, mas principalmente nele por manter certos jogadores, por não conseguir fazer com que o time jogue algo descente, e por aí vai. To doido para ver a possível formação de 4º, e repito, precisa fazer um excelente primeiro tempo, e sair com no mínimo 2×0 se quiser algo.

  3. Concordo com o Hernanes, sendo assim, não da pra confiar que veremos uma virada, pois se o Jardine escalar os pseudos jogadores Jucieli, D. Souza, Nene, Everton, B Peres aí podemos esquecer qualquer tipo de reação. Elenco desequilibrado, fraco, e o treinador inexperiente e medroso.

  4. Grande líder, tirou o peso do Jardine, mas todos sabemos que essa parcela é bem dividida entre Jardine e o time, que é muito espaçado, sem compactação, sem jogada ensaiada, defesa vulnerável, ataque improdutivo. Tem muito, mas muito trabalho pela frente.

    • Entendo que ele não tirou do treinador a responsabilidade, mas trouxe para os jogadores a responsabilidade de fazer um algum a mais em campo e não descarregar a culpa dos resultados no treinador.

      A maioria dos brasileiros se acham treinadores e conhecedores de tudo, mas o spfc virou balcão de negócios, infelizmente e algo precisa ser feito, se quiserem que ainda exista socio torcedor.

  5. Esse Hernanes ja apeendeu o “duscurso padrao” agora que tal entrar em forma….esperando a queda da dupla dinamica Rai e Jardine…Apesar que acho que vamos nos classificar nos penaltys smanha.

  6. Eu acho que a culpa não so do jardine e sim dos jogadores porque todos foram contratados para jogar certo entra dentro campo e joga da o meljmede si mesmo forca vamos ganhar

  7. o nome do professor Osório está forte no Morumbi:

    Por incrível que pareça, o técnico colombiano Juan Carlos Osorio fez apenas uma partida a frente da seleção do Paraguai (amistoso em Durban frente a África do Sul em 20 de novembro que terminou em 1 a 1), mas balança no cargo ao ponto de, no final de semana, informações sobre sua renúncia terem sido ventiladas na imprensa guaraní.

    O clima está tão “nebuloso” nesse sentido que, de acordo com o que apurou o periódico ABC, uma reunião está prevista nos próximos dias entre o comandante e a cúpula da Associação Paraguaia de Futebol (APF).
    Contudo, uma informação vinda também da terra natal do técnico voltou a trazer dúvidas sobre a real convicção dos paraguaios em Osório.

    Segundo informou o jornalista Carlos Antonio Vélez, o contrato entre Osorio e o selecionado paraguaio ainda é apenas verbal e que, ao será firmado burocraticamente essa semana, teria duração somente até a Copa América e não até o Mundial do Catar em 2022.

    Fonte:revista lance

  8. “apoiar”
    Apoiar é o caramba.
    Cansado desse papo. Querem apoio?
    Façam por merecer. Chega de apoio cego por quem nao ta nem aí. Cambada de irresponsáveis.
    Por mim, teria 0 pessoas no Morumbi quarta feira. Todo mundo fora do Morumbi vaiando antes, durante e após o jogo.
    Chega de ser feito de palhaço!

    • perfeito o seu comentário, e pode se preparar a semana será melancólica…..eliminação na quarta e dom derrota certa, cor não vai nem ai se o sp vai estar juntando os cacos.

    • Cuidado hein cara, se alguém da Dependente ver o que você falou vão te chamar de Nutella, porque só eles são torcedores… Queria eu ser remunerado pra torcer.

  9. Eu gostaria de sugerir aos jogadores e treinador que primeiro mostrassem dentro de campo pra depois falar nos microfones. É só uma sugestão, longe de mim querer mudar o padrão de como as coisas acontecem no morumbi mas creio que seria mais bem visto pela torcida.

  10. Marcelo Hazan @Marcelo_Hazan 58 minutes ago

    – Adversário político de Leco assume cargo social no SPFC.
    – Informação publicada 1º pelo @BlogdoPerrone
    – Dedé diz que não há política na nomeação e que sócios queriam sua volta
    – Dedé era da gestão Aidar e foi tirado da diretoria em 2015, por Leco

    Olha só como as pessoas no SPFC estão preocupadas e engajadas.

  11. Ninguém está feliz isso é fato:

    Ainda não estamos eliminados na libertadores…futebol muita coisa pode acontecer.

    Somos líder no nosso grupo no paulista.

    Calma !!!!!!! ainda o caldo não entornou totalmente

  12. Sinceramente tão queimando demais o Raí, está sendo o melhor dirigente dos últimos tempos. Fez contratações pontuais e no papel temos sim grandes nomes. É culpa dele que os caras chegam no São Paulo e param de jogar bola??? Pra mim o erro dele foi justamente cair no papo da torcida do São Paulo, chata e dona de uma verdade inexistente, e ter demitido o Aguirre. Era o técnico cascudo pra disputar a Libertadores. Mas em questão de contratação, temos que ser realistas, temos um bom elenco com a realidade financeira do time.

  13. “Somos nós que entramos em campo, somos nós que temos que executar”.
    – E por que não jogam? Por que não executam? Por que não ganham os jogos? Quem são os incompetentes? Fale então! O São Paulo tem que limpar do plantel os incompetentes.

  14. Por mim continuava com o Jardine se ele não tivesse se mostrado um amador tentando virar profissional, exalando dúvidas no jogo e nas coletivas, com uma visão de jogo totalmente diferente do que se vê em campo, mantendo jogadores improdutivos mesmo com uma sequencias de péssimas partidas.

    Se ele tivesse se mostrado um pouco mais flexível, mais “realista” e fosse realmente aquele cara estudioso que sabe aproveitar o grupo eu não estaria mto focado em resultados pq ainda assim teríamos a esperança de que as coisas encaixariam.

  15. Campanha desse elenco em 2019: 9 jogos, 6 derrotas, 3 vitórias; 33% de aproveitamento.

    Será que o clube já teve elenco e técnico tão perdedor? Em que lugar fica a vergonha atual na história do clube? Tem que ter mudança e não será com conversa fiada de jogador, de comissão técnica ou de dirigente. Precisa ação. Precisa de pulso.

  16. o problema está o Jardine passa….na boa, Hernanes, vc tem muito respeito de todos nós, mas é preciso muito mais que garra e suor. Precisam de inteligência e vergonha na cara.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!