São Paulo quer usar Paulista para chegar embalado na Libertadores

Após golear o Mirassol por 4 a 1 na estreia do Campeonato Paulista, o São Paulo tem mais quatro testes antes do jogo de ida contra o Talleres, da Argentina, pela Copa Libertadores. Até lá, o elenco terá a missão de consolidar a identidade que vem sendo implementada pelo técnico André Jardine.

Os quatro adversários seguintes do Tricolor são: Novorizontino (24/01, fora), Santos (27/01, fora), Guarani (31/01, casa) e São Bento (03/02, casa). Todos os quatro duelos serão válidos pelo Estadual.

Capitão na ausência de Hernanes, Hudson falou sobre a importância de o time conquistar uma série de vitórias para chegar confiante nos confrontos com os argentinos. A ideia é utilizar o segundo tempo contra o Mirassol como exemplo de atuação para as próximas partidas.

“São dois jogos eliminatórios, de extrema importância para a temporada da equipe. Quanto mais o time tiver essa identidade que mostrou no segundo tempo, mais perto estaremos das vitórias, e chegar mais perto disso no jogo da Libertadores vai ser muito importante, porque vai aumentar bastante a confiança da equipe”, analisou Hudson.

O jogo de ida está marcado para 6 de fevereiro, em Córdoba. A volta acontece no dia 13, no Morumbi. Um dos líderes do elenco, o lateral esquerdo Reinaldo endossou o discurso de Hudson e destacou a necessidade de a equipe se entrosar durante o Paulistão.

“É muito importante começar a temporada vencendo, sabendo que tem outros jogos do Paulista até chegar os jogos da Libertadores. Tenho certeza que vamos pegando confiança e adquirindo ritmo de jogo para a gente sobressair quando chegar a Libertadores”, projetou o camisa 6.

O técnico André Jardine, por sua vez, já definiu o 4-3-3 como sistema tático e, dentro dele, buscará encontrar a melhor formação possível. O treinador, por exemplo, não descarta usar Diego Souza e Pablo juntos no ataque, e tratou a boa atuação de Nenê diante do Mirassol como uma “dor de cabeça boa”, já que ainda tem Hernanes para colocar no time.

“Cabe a mim encontrar um momento de tornar o São Paulo competitivo e encaixar os melhores jogadores. Não é tão fácil, mas é este o trabalho que vou ter a partir de agora: pensar jogo a jogo e premiar quem está no melhor momento. Ao mesmo tempo ter um nível de organização e identidade sem trocar de sistema tático”, declarou o treinador.

Gazeta Esportiva

Anúncios

11 comentários

  1. Assistindo ao jogo treino do time reserva contra o São Caetano, uma verdadeira pelada, os reservas parecem não querer mostrar serviço.

    Éverton Felipe, se falar que é fraco, tá sendo generoso.
    Carneiro, sem vontade alguma, perde todas as divididas e não tenta recuperar.
    Diego Souza, um tanque de gordo.
    Araruna, é fraco demais.
    Lucas Kal, é brincadeira de mal gosto só pode.

    Ahhhhhh, teve novidade reforço na área, Jonathan Alves, voltou das Arábias e tá de volta.

  2. De outro Post:

    JAC_Tricolor
    Liziero deveria ser mais inteligente: ficaria pelo menos mais uma temporada no SP, teria muito a ganhar profissionalmente, ainda mais tendo um ótimo exemplo e referência ao seu lado, não só na profissão como na vida, que é o Hernanes.
    Em 20, talvez, e com possivelmente 1 título na bagagem ao menos, poderia pensar em zarpar para a Europa.
    E tenho dito!!

    MassaTricolor
    Havia um acordo na renovação que liberaria jogador este ano.
    A não ser que o staff do jogador mude, ele deve sair.
    Mas ele tem defeitos e não é completo. Pode chegar na Europa e sair para um time B, não evoluir e em dois anos querer voltar.
    ———————–
    Exato, Massa.
    Por essas e outras que falei que ele deveria usar a
    cabeça e dar uma segurada esse ano, pelo menos!!
    Mas tem aquilo… Empresário faz a cabeça do moleque, ou dos pais do moleque… Ou os pais é que são desesperados mesmo e força o filho a aceitar uma transferência fora de hora…

    Vamos ver…

  3. Libertadores é outra coisa… Lembra do time de treino? É esse time que ganha esse tipo de jogo… Surprendendo o adversário… É como num ataque samurai… Ninguém sabe de onde saiu seres tão fortes e evoluídos…
    Welbert R. Lopes.:

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!