GELSENKIRCHEN, GERMANY – NOVEMBER 6: Mariano (L) of Galatasaray in action during UEFA Champions League Group D match between Schalke 04 and Galatasaray at AufSchalke Arena in Gelsenkirchen, Germany on November 6, 2018. (Photo by Abdulhamid Hosbas/Anadolu Agency/Getty Images)

O pagamento de aproximadamente 5 milhões de euros (cerca de R$ 21,19 milhões) para o Galatasaray, da Turquia, e de salários semelhantes ao que o jogador recebe hoje dificultam a contratação de Mariano pelo São Paulo.

Uma consulta ao estafe do lateral-direito foi feita pela direção tricolor para saber os valores que seriam envolvidos numa eventual negociação. A resposta foi de que na melhor das hipóteses os turcos aceitariam receber pouco menos do que os 5 milhões de euros que pagaram para tirar o brasileiro do Sevilla em julho de 2017.

A diretoria são-paulina ouviu também que o jogador não tem interesse em ganhar menos do que recebe atualmente. Em seguida, o São Paulo respondeu que os números são altos e que dificilmente o clube teria condições de fechar negócio, mas que mesmo assim seria feita uma avaliação, ficando aberta a possibilidade de uma contraproposta. Nesse cenário, no entorno do lateral a transferência é considerada muito difícil.

O blog não teve acesso aos valores que Mariano recebe na Turquia, porém, eles estão longe da realidade do futebol brasileiro. Na última temporada, o brasileiro foi eleito melhor lateral-direito do Campeonato Turco. Isso faz com que o Galatasaray não tenha motivos para querer se livrar dele com empréstimo gratuito ou o vendendo por muito menos do que pagou.

O ex-jogador do Fluminense está sob contrato até junho de 2020. Neste momento, a maioria das equipes turcas passa por dificuldades financeiras, mas isso, inicialmente, não ajuda o São Paulo.

A sinalização de gente próxima ao lateral é de que ele não considera a situação insuportável a ponto de querer voltar ao Brasil a custo de uma redução drástica em seu salário.

O entendimento é de que de que a diretoria do Galatasaray tem administrado a situação cumprindo prazos dados para pagar os vencimentos que atrasam. Além disso, Mariano se considera adaptado ao país e gosta da qualidade de vida que tem em Istambul.

Ao ser consultado pelo São Paulo, o estafe do atleta tinha os números frescos na cabeça porque recentemente o Flamengo fez uma sondagem que não evoluiu.

Blog do Perrone – UOL

Anúncios