São Paulo reduziu em 20% as lesões de 2017 em 2018

O São Paulo teve, ao todo, 44 lesões de jogadores em 2018. O número parece alto, mas representa uma sensível melhora em relação a 2017 – quando, por 55 vezes, viu seus atletas saírem de combate. As informações fazem parte de um especial do portal Globoesporte.com, chamado de “Balanço do DM“.

Porcentualmente, o São Paulo teve 20% menos lesões em 2018 que em 2017. No ano anterior, o SPFC teve a terceira maior marca de lesões do ano entre os clubes da Série A. Na temporada que se encerrou no mês de dezembro, a queda foi sensível: o Tricolor foi o oitavo. O número, porém, ainda assusta os torcedores. Como o clube fez, ao todo, 64 jogos, o número é de quase uma partida e meia por lesão. Ou seja: a cada dois cotejos, o clube perde um atleta por tempo indeterminado.

Assim como na grande maioria dos clubes, a coxa foi a região com mais lesões no SPFC em 2018: 23 no total. A marca de contusões no local é maior que 50%, ou seja, está acima da média dos times da Série A nacional – que é de 42%.

A coxa foi, também, o motivo dos pesadelos dos são-paulinos no segundo turno no Brasileirão. Com três contusões no local, Everton ficou nove jogos fora e foi determinante para a queda tricolor no segundo turno. Apesar disso, o atleta não foi nem o que mais jogos perdeu e nem o que mais se contundiu. Rodrigo Caio, que não atuou em 22 jogos por estar lesionado, foi o recordista. Já Anderson Martins, com quatro lesões, liderou nesse aspecto.

Confira abaixo o número de lesões no São Paulo por local:

Coxa: 23
Joelho: 09
Tornozelo: 04
Costas: 02
Pé: 02
Lombar: 01
Panturrilha: 01
Não informado: 02

Torcedores.com 

32 comentários

    • Vc podia dar uma pausa até o título aparecer tbm né Paulo ?!

      Vc já foi mais otimista, hoje reclama de tudo.

      Sempre criticamos que o time era apático, que não aguentava correr. Esse ano pelo menos isso melhorou, os números mostram pelo menos.

      Se melhorarmos em varios sentidos o título pode aparecer denovo, legal elogiar coisas boas, bons números, só pra variar

    • Realmente. Mas nos outros anos isso tbm ocorreu, e a gente morreu mais cedo no brasileiro.

      Esse ano pareceu mais uma panela/briga com treinador/falta de elenco/algumas outras coisas do que teoricamente o mal preparo físico.
      Acredito que nesse quesito melhoramos mesmo

  1. O plano de jogo do Jardine é jogar no ataque , ai eu fico pensando quem vai ser o primeiro volante , em muitas situações de jogo só vai ficar ali atrás os 2 zagueiros e o volante , ai você imagina um chutão do adversário para frente , quem vai disputar a bola , a não ser que o Luan seja o primeiro volante e vá bem não boto fé em nenhum dos outros , Hudson e Jucilei não disputam a bola com o adversário , e como já vi varias vezes o adversário domina a bola e faz a jogada , Arboleda na cobertura é meio afobado , em mim causa preocupação nossa defesa jogar no mano a mano , é uma defesa boa , mais não tão boa assim , falo isso baseado no que ja vi jogar , a não ser que joguem mais que jogaram nesse ano , eu vejo a necessidade de um primeiro volante diferenciado de qualidade indiscutivel , olha o palmeiras por exemplo eu não acho a defesa deles forte , o Felipe melo corta 80 por cento dos chutões e mata 80 por cento das jogadas de ataque antes de chegar nos zagueiros , os laterais do palmeiras não marcam bem , Felipe Melo da estrutura para a defesa .
    o Gremio quando ataca joga exposto mais tem 2 baitas zagueiros , se a gente tivesse dois zagueiros nesse nivel não me preocupava , pro time render la na frente tem que ter uma marcação eficiente la atraz .
    Cruzairo Dede , Leo e Henrrique , o inter tem o Dourado que ajuda bastante , os 2 zagueiros do inter eu acho fraco vacilam muito .

    Infelizmente o Rodrigo Caio falou besteira , pois podia ser o volante .

    • Qualquer que seja a escolha, ela implica em perdas e ganhos. Acho que no momento a escolha passa se o Jardine pensa em utilizar bastante o Nenê ou ñ é na característica dos laterais. Se ele for usar lateral interior não vejo tanto a necessidade de um grande marcador.

  2. Confira abaixo o número de lesões no São Paulo por local:

    Coxa: 23
    Joelho: 09
    Tornozelo: 04
    Costas: 02
    Pé: 02
    Lombar: 01
    Panturrilha: 01
    Não informado: 02 ( Diego Souza contra Vasco e Sport)

  3. Acho engraçado …. assistindo jogo aberto aqui… estão falando que o Tricolor vai começar o ano do zero de novo kkkkk reformulação … aonde que eu nao to vendo? Por enquanto o time inteiro foi mantido… só o Sidao saiu …. engraçado a má vontade desses caras com o São Paulo… desliguei a TV na hora.

  4. Quantos jogadores tinha no elenco em 2017 e 2018?? Só após essa análise pode comemorar alguma coisa. Sem contar o fato que o time jogou o segundo semestre apenas o brasileiro. E ainda assim perdeu o Everton machucado. É nitida a Operação limpa barra da fisiologia e preparação fisica.

  5. O Rodrigo joga futebol, mas ele tem risco no joelho direito. Se ele tomar uma porrada no joelho direito ele está … Mas o dono do time comprou a briga. Ele joga muito, mas ninguém contrata. Por que não?

    Alguém lembra dessa declaração do Luizão ?
    Esse Rodrigo Caio nunca será vendido.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!