Morumbi: Abertura, Seleção e mais um jogo no gigante Tricolor na Copa América 2019

O Morumbi receberá três jogos da Copa América de 2019. Nesta terça-feira (18), a Conmebol e o Comitê Organizador Local do torneio definiram o calendário de jogos, com a distribuição das 26 partidas nos seis estádios da competição, que será realizada no dia 14 de junho e 7 de julho do próximo ano.

Além da abertura, que terá a Seleção Brasileira em campo no dia 14, às 21h30, o Estádio Cícero Pompeu de Toledo sediará mais duas partidas na fase de grupos. Já a grande final, no dia 7 de julho, será no Maracanã, às 17h – ambos os jogos no horário de Brasília.

Vale destacar que além do Brasil, participarão da Copa América de 2019: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Japão e Qatar, estes dois últimos convidados pela organização.

A Arena Fonte Nova (Salvador), Arena do Grêmio (Porto Alegre), o Mineirão (Belo Horizonte) e o Maracanã (Rio de Janeiro) receberão cinco partidas cada durante o campeonato, enquanto o Morumbi e a Arena Corinthians terão três disputas cada.

No dia 24 de janeiro, no Rio de Janeiro, a Conmebol fará o sorteio para definir os confrontos. – o ranking da FIFA do próximo 20 de dezembro servirá como base para a definição das demais cabeças de séries.

Relação de Jogos / Estádios

Belo Horizonte

1. Estádio Mineirão – 5 partidas

Fase de Grupos – 16, 19, 22 e 24 de junho

Semifinal – 2 de julho

Porto Alegre

2. Arena do Grêmio – 5 partidas

Fase de Grupos – 15, 20 e 23 de junho

Quartas de final – 27 de junho

Semifinal – 3 de julho

Rio de Janeiro

3. Estádio Maracanã – 5 partidas

Fase de Grupos – 16, 18 e 24 de junho

Quartas de final – 28 de junho

Final – 7 de julho

Salvador

4. Arena Fonte Nova – 5 partidas

Fase de Grupos – 15, 18, 21 e 23 de junho

Quartas de final – 29 de junho

São Paulo

5. Estádio Morumbi – 3 partidas

Fase de Grupos – 14 (abertura), 17 e 19 de junho

6. Arena Corinthians – 3 partidas

Fase de Grupos – 22 de junho

Quartas de final – 28 de junho

Decisão do terceiro lugar – 6 de julho

Site Oficial 

16 comentários

  1. Peguemos os principais jogos do SP no campeonato e vejamos o desempenho do Gordo Souza:

    1º turno

    santos – 1 gol decisivo e só, contra um time em péssima fase
    parmera – nada
    curintia – nada
    atlético-mg – 1 golzinho sofrido no fim
    atlético-pr – nada
    inter – nada
    flamengo – nada
    grêmio – 1 golzinho que até o Trellez faria, depois mais nada
    cruzeiro – 1 gol decisivo e uma partida, no geral, boa

    2º turno

    santos – nada
    parmera – nada
    curintia – nada
    atletíco-mg – ñ jogou
    atlético-pr – nada
    inter – parecia um tiozão da pelada
    flamengo – 1 golzinho na cara do gol e só
    grêmio – absolutamente nada
    cruzeiro – 1 gol contra um time praticamente de férias

    Se pegarmos ainda camp. paulista e sul-americana, a coisa fica ainda mais feia pra ele… Enfim, é um jogador medíocre, em fim de carreira, caríssimo, gordo, pesado… Um erro tremendo do Raí. Achar que podemos ir longe ano que vem com ele de titular é uma loucura.

    • Irmão, qual a necessidade de rotular pejorativamente um jogador nosso, ativo do clube, atleta que foi importante no ano, goste ou não dele?

      Fora que o cara é pai de família, tem esposa, filhos, honrou o manto enquanto esteve aqui, não deu problema nenhum em campo ou fora dele.

      É natal, pelo menos hoje, tenta dar uma trégua.

  2. Quanto à situação de meio-campo, sou contra trazer o Ganso.

    Ganso é o PSDB do futebol: muito marketing, custa muito caro, sempre vem cercado de expectativas, não tem efetividade e não entrega o que era esperado.

    Temos o Nenê, que é o PT do futebol: também custa caro, pode desencaminhar os mais jovens, causa rachas na coletividade e não aceita perder o lugar.

    Diego Souza está mais para PSD: fisicamente, inclusive, já começa a lembrar o Kassab.

    Tivemos o Cueva, que fazia o estilo Jânio Quadros: “Bebo porque é líquido…”.

    Há quem queira o Diego Ribas (Flamengo) por aqui, mas esse está mais para Aécio Neves: já se acostumou a ficar só no cheirinho…

    Prefiro o Hernanes, que ainda tem futebol para mais uns cinco anos e pode ser o nosso JK: fará do Morumbi a capital do futebol brasileiro e ganhará tantos títulos que será lembrado como “50 anos em 5”…

    • Diego Ribas, Thiago Neves, Ganso, Jadson… Jogadores velhos e em franca decadência técnica e física… O SP precisa ou repatriar o Hernanes, que apesar da idade está bem fisicamente e sempre foi muito mais jogador do que esses citados, ou então trazer um cara no auge da carreira ou em franca ascensão que posso tomar conta da posição.

      Depender de Nene e D. Souza numa posição tão crucial é suicídio.

    • Necessidade 0 de comparar jogadores com partidos políticos em um blog tão de boa como esse, da pra adjetivar os profissionais sem mencionar corruptos, o que pode gerar discussões sem sentido em um ambiente que se abstém disso.

  3. É impossível justificar um quimérico “bom desempenho” do Gordo Souza citando golzinhos medíocres na pequena área contra timecos como américa-mg, botafogo, sport, bahia etc.

    Os dados mostram que, nos jogos grandes, o desempenho dele foi pavoroso…

    Comparem a intensidade desse bonde velho com a do ótimo Borré do River, atacante em franca ascensão técnica e física, ou então com o excelente Benedetto, e aí perceberão a loucura que é achar que esse cara pode ser titular numa Libertadores da América.

  4. Sacrossanto Império Morumbistico !

    Neste coliseu só vendemos derrotas com a vida!

    Espero que a seleção brasileira se encha do mesmo espírito e nos faça chegar ao Maracanã!

  5. Outro detalhe, só para não deixar passar batido:

    Entre cartolas, conselheiros, etc, do SPFC, não te absolutamente NINGUÉM ali que conheça de futebol.
    É só uma porção de Pinottis, Ataídes e Adalbertos da vida.

    Por isso, é bom a torcida resolver ter imensa boa vontade com o Raí, Lugano, etc.
    Somente caras como esses para salvar o SPFC.

    Se Raí fracassar, o futebol do clube voltará para as mãos dos dos playboys de sempre, e aí não adianta chorar. Vai ser ladeira abaixo, muito pior do que tinha sido antes, pois os velhotes terão o argumento de que “tentaram” trazer gente do futebol e não deu certo…

    É bom que Raí & Cia. saibam o que estão fazendo e sejam apoiados pela torcida.
    É a última chance que temos.

    Não teremos outro Henry Aidar, não teremos outro Leme Galvão, não teremos outro Laudo Natel ou outro MPG.

    E tenho dito.

  6. O São Paulo têm qui contratar mais 6 reforsos para o São Paulo fechar o elenco para 2019 eo São Paulo ser um time competitivo e o São Paulo voltar a ganhar muitos títulos em 2019 eo São Paulo fechar mais patrocinadores para o São Paulo ter mais dinheiro em caixa eo São Paulo fechar um grupo de investidores para ajudar o São Paulo.

  7. Acredito que o principal jogador do São Paulo em um ciclo vitorioso e que deve ser mantido para uma super valorização, e venda futura não inferior a 20 milhões de euros é o Liziero. Jogador que sem uma pre temporada, tomou conta do meio de campo, polivalente, sabe criar jogadas e chutar de fora da área, acho que em 2020 será o principal jogador do elenco.

  8. Depois a relação de comentários chego a conclusão que estes torcedores merecem ficar na fila de títulos. O São Paulo que eles querem não existe. Nem a Crefisa atenderia o desejo deles.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!