Como sempre acontece nos √ļltimos anos em fim de temporada, Rodrigo Caio √© um dos jogadores mais cotados do¬†S√£o Paulo¬†para entrar no¬†mercado da bola. Desta vez, por√©m, tanto os dirigentes do Morumbi quanto as pessoas pr√≥ximas ao zagueiro acham dif√≠cil a perman√™ncia dele no clube em 2019. Segundo apurou o¬†UOL Esporte, o empres√°rio Nick Arcuri j√° conversou com os integrantes do departamento de futebol do Tricolor e est√° na Europa para discutir ofertas.

Até agora, o defensor foi sondado pelos italianos do Milan e da Roma. No entanto, não há ainda uma proposta formal na mesa. A meta é conseguir um clube de primeira linha no mercado europeu. O São Paulo também precisa reforçar o seu caixa e, por isso, espera receber uma boa oferta para a compra em definitivo.

Como o desejo do jogador, de 25 anos, é de respirar outros ares, também não está descartada pelo estafe do zagueiro a possibilidade de um empréstimo. Também por conta dessa disposição de viver uma nova experiência, podem ser avaliadas propostas de clubes brasileiros caso não apareça algo mais interessante no exterior.

Pelo lado do S√£o Paulo, ainda h√° a possibilidade de barganhar o valor da rescis√£o contratual. Em 2017, o Zenit chegou a fazer uma proposta para o defensor, mas o clube bateu o p√© para receber 18 milh√Ķes de euros, e Rodrigo Caio, na √©poca mais valorizado e com status de jogador de¬†sele√ß√£o brasileira, ficou no Morumbi.

A diretoria do Tricolor se mostrou disposta a ajudar na negociação. O executivo de futebol, Raí, mantém bom relacionamento com o ex-jogador e hoje também dirigente do Milan, Leonardo, e conversou sobre as qualidades do zagueiro. O clube italiano precisa de um jogador para o setor, e o brasileiro tem o passaporte europeu, o que facilitaria a transferência.

No Brasil, o Flamengo é o clube mais interessado no momento a contar com o zagueiro.

UOL