São Paulo homenageia trio que foi vítima de tragédia da Chape

O São Paulo usou as suas redes sociais nesta quinta-feira para homenagear Mário Sérgio, Cleber Santana e Mateus Caramelo, mortos há exatos dois anos no acidente envolvendo o avião da Chapecoense, na Colômbia.

“O #TBTricolor (throwback Thursday – lembrança de quinta-feira em português) traz essas saudosas imagens de Mário Sérgio, Cleber Santana e Caramelo vestindo nossa camisa. Há exatos dois anos, o trio nos deixou na triste tragédia envolvendo o avião da Chapecoense. Fica aqui a nossa homenagem e sincera solidariedade aos familiares e amigos”, escreveu o clube, em sua conta no Twitter.

Eles defenderam o Tricolor durante suas trajetórias no futebol. Mário Sérgio (meia) atuou entre 1981 e 1982, além de ter treinado o time em 1998. Cleber Santana (volante), por sua vez, jogou pelo São Paulo de 2010 a 2012. Já Caramelo (lateral direito) foi jogador do clube entre 2013 e 2016.

Em 29 de novembro de 2016, o trio não sobreviveu à queda do avião da Lamia, que vitimou outras 68 pessoas, entre jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes da Chapecoense, além de tripulantes da aeronave.

O acidente ocorreu na região de Antióquia, na Colômbia. O elenco catarinense viajava para Medellín, onde enfrentaria o Atlético Nacional pela final da Copa Sul-Americana.

Na rodada de encerramento do Brasileirão daquele ano, o São Paulo goleou o Santa Cruz por 5 a 0 vestindo um uniforme preto que estampava o escudo da Chapecoense no lado direito do peito.

Gazeta Esportiva

24 comentários

  1. Havia me esquecido completamente que Mário Sérgio estava naquele vôo, como comentarista achava ele meio implicado com o R Ceni rsrs
    Descanse em paz

  2. Alguém vendo o jogo do Junior Barranquilla? O tal do Barrera, camisa 10 que o São Paulo supostamente quer, parece ser bom jogador.

    É meio parecido fisicamente com o Cueva, mas muito mais participativo e canhoto. Tá em todo lado, toca rápido. Marca, aperta. Deu um passe muito bom para o Theo Gutierrez sofrer o pênalti. Tapa de meia que manja muito. Bate falta, escanteio.

    Vi pouco – muito pouco – dele, mas parece promissor. Melhor que o Nene não tenho dúvidas que é.

  3. Será que é verdade que foi oferecido 4 anos de contrato com 200 mil de salário pro ilustríssimo Léo Pelé??? Se isso for verdade desisto do SP.

    • Também fiquei sabendo desses valores, e se for verdade é uma loucura. Alguém tem que vir a público explicar ou desmentir essa informação

  4. Concordo com o colega acima sobre o Barrera, camisa 10 do J. Barranquilla, o cara é bom mesmo, e da uma dinâmica legal para o meio, puxa bem o contra ataque, tem facilidade em bater na bola em faltas e escanteios, ótimo passe e boa visão de jogo.
    Não o conhecia, seria um bom nome para o meio engessado e envelhecido do SP, afinal de contas, não da pra contar com Nene e D. Souza armando jogadas.
    Uma pena que o SPFC não tem um Scout bom, nem pude pois é formados por gambás, não indicariam bons nomes.

  5. O Mário Sérgio jogou muito no São Paulo, participou do título Paulista de 1981, o Cléber Santana decepcionou num time limitado e o Caramelo era uma promessa em evolução, mas todos vestiram nossa camisa e merecem toda a lembrança e reverência do clube e da torcida!!!

    • Aquele time de 2010 era muito bom, se não fosse a parada pra Copa, daria pra ganhar aquela Libertadores. Nesse ínterim, o Internacional mudou de técnico e se fortaleceu com algumas contratações, enquanto Juvenal se embriagava.

      • Rogério Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Junior Cesar; Rodrigo Souto (Marcelinho Paraíba), Hernanes e Cleber Santana (Marlos); Fernandão, Dagoberto (Fernandinho) e Ricardo Oliveira.

        Só nesse time tinha uns 4 ou 5 caras que decidiam partidas. Hoje nós nem sabemos o que é isso. E o pior de tudo é que na época muita gente (eu) reclamava e queria mais.

  6. Justa homenagem do São Paulo Futebol Clube. Parabéns pela iniciativa.

    Vamo Vamo chape!! Dois anos de uma tragédia… Ques conforte o coração de todos os familiares e amigos dos falecidos.

    E espero q a chape escape do rebaixamento domingo, não consigo torcer contra os kras.. Além disso se tem um clube que não merece o g4 e o SP do Lecao da massa.

  7. Essa foto do Mário Sérgio é de 1981, final do Paulista contra a Ponte Preta. Jogo em que Serginho deu um lençol no goleiro Carlos e fez um golaço numa tarde-noite de chuva. A saída do Mário em 82 enfraqueceu o ti que poderia ter conquistado o tri, 80,81,82. Mário Sérgio, polêmico se indispôs com um diretor e foi dispensado.

Deixe uma resposta