Jardine promete mais espaço para Lucas Perri no São Paulo

Uma velha reivindicação da torcida do São Paulo será atendida em breve: Lucas Perri terá chance de atuar como titular do gol tricolor. Pelo menos foi o que André Jardine combinou com a diretoria na primeira reunião depois da demissão de Diego Aguirre. Tal conversa acabou sendo confidenciada pelo presidente Leco aos membros do Conselho Deliberativo, na última terça-feira.

Titular absoluto e multicampeão na base tricolor sob o comando do próprio Jardine, Lucas Perri nunca disputou uma partida pela equipe de cima. O garoto, de 20 anos, tem uma série de defensores dentro da diretoria e da torcida por causa da péssima fase de Sidão e do fato de Jean ainda não transmitir confiança, apesar de ter se transformado em titular nas últimas rodadas.

No contato com Raí e Ricardo Rocha, que são diretor-executivo de futebol e coordenador, respectivamente, Jardine afirmou que confia bastante confiança no potencial de Perri, que está no Tricolor desde 2013, quando tinha apenas 15 anos de idade.

Ainda de acordo com o sucessor de Aguirre, colocar o goleiro da seleção brasileira sub-20 como titular na reta final do Brasileirão poderia ser precipitado. O momento ideal para sua estreia e quem sabe uma continuidade, na visão de Jardine, seria o Campeonato Paulista, que deve ocorrer em meio à disputa da Taça Libertadores – se o Tricolor tiver de jogar a fase eliminatória, a estreia ocorrerá já no começo de fevereiro.

São-paulino declarado, influenciado por Rogério Ceni, seu ídolo de infância, Lucas Estella Perri tem 1,97m, 98 quilos e nasceu em Campinas. De 2014 a 2016, mesmo extremamente jovem, ele chegou a integrar eventualmente o elenco principal, no CT da Barra Funda. Desde a disputa do Sul-Americano sub-20, pela seleção, em 2017, Perri foi promovido de vez ao time profissional.

No total, o goleiro disputou 85 jogos pelos juniores e conquistou títulos importantes, como Libertadores da América (2016), Campeonato Paulista (2016), Copa do Brasil (2015 e 2016) e Copa RS (2015).

Jorge Nicola

18 comentários

  1. Esse é um dos mais superestimados da história da nossa base. Acompanho as seleções de base, a grande maioria dos jogos transmitidos no youtube do SPFC e esse rapaz vive frangando, mas torço pra estar erradissimo.

    • Acredito que por termos tido sidao e denis recentemente estão depositando muita confiança no L.Perri mas tbm não o considero tudo isso…pode vir a ser, mas ainda está distante de poder ser titular do SP

    • Concordo contigo mas tbm torço pra estar errado, falando nisso rolando agora a ida da final do aspirantes. Rolando na página da cbf no facebook

  2. Acho que só eu achou Perri bem na sulamericana em que começou reserva e depois virou titular até o ultimo jogo. Bem melhor que o antigo titular.

    Teve momentos de afobação num time com pressão incrivel.

    Tirando o David Neres os jogadores estavam todos querendo resolver sozinhos e faltou coletividade. Richarlison, Pedrinho, Paqueta e outros não jogavam como time. Nesse contexto operdemos jogos ganhos. Perdemos um jogo ganho para a Argentina e esse jogo nos desclassificou para o mundial.

    Jean na libertadores e Perri no Paulista é boa aposta.

    Futebol é mind game, cabeça, lado mental e o gol é dos mais exigidos mentalmente.
    Personalidade. Autoconfiança. Atitude.

Deixe uma resposta