Após saída do São Paulo, Cueva encontra dificuldades para engrenar no futebol russo

O feriado de 15 de novembro completa quatro meses do anuncio do São Paulo sobre a venda de Christian Cueva ao Krasnodar, da Rússia. O que será que deu na vida do peruano após saída turbulenta do Tricolor? a frase ‘saudade do Morumbi’ pode cair bem.

Vendido por oito milhões de euros (cerca de R$ 36 milhões na época), o meio-campista, segundo reportagem da ESPN, luta para emplacar uma sequência na equipe titular russa.

Depois da saída oficial em 15 de julho, Cueva retornou à Rússia após disputar a Copa do Mundo e estreou 14 dias depois na derrota do Krasnodar por 2 a 1 para o Rubin Kazan. Ele atuou por apenas 27 minutos.

Cueva atuou em 17 dos 20 jogos do Krasnodar na temporada 2018, mas entrou no decorrer das partidas. A reportagem levantou que o peruano somou apenas 527 minutos em campo dos 1.930 minutos que o time russo. Ou seja, participou de 27% dos compromissos.

Com ele em campo, os russos venceram 62% dos pontos disputados (dez vitórias, dois empates e cinco derrotas). Já sem o meia, o aproveitamento da equipe sobe para 68,3%.

O último gol marcado pelo meio-campista aconteceu há 167 dias. No dia 29 de maio, em jogo amistoso da seleção do Peru com a Escócia, ele balançou as redes de pênalti. Se for levar em conta por clubes, o último tento pelo São Paulo foi em 21 de fevereiro.

Contratado pelo São Paulo em 2016, Cueva disputou 89 partidas (foram 38 vitórias, 26 empates e 25 derrotas), fez 20 gols e deu 19 assistências. Será que o meio-campista peruano faz falta no Tricolor?

Torcedores.com

21 comentários

  1. A atuação de gala dele contra os gambás em 2016 estará pra sempre em minha memória. Um dos dias mais felizes nos últimos dez anos futebolisticamente pra mim. Pena ter mostrado tanta falta de profissionalismo. Como dizia Muricy, a bola pune, tanto que jogou fora a classificação de sua seleção a segunda fase da copa ao bater um pênalti ridículo contra a Dinamarca. Típico caso de desperdício de talento. Obrigado por algumas alegrias, mas mão deixou saudades pois os vacilos foram muito mais frequentes.

  2. Com a caída do futebol do Nenê, Cueva fez falta. Em um ou outro desses jogos que empatamos em casa, ele teria colocado o Diego Souza na cara do gol. Todo e qualquer talento faz falta, até o do renegado Cuevita.

  3. Curioso que ele está magrinho, hein!?

    Enquanto aqui sempre teve aquela barriga de cadela prenha.

    Bruno Peres e Diego Souza tbm tenho a impressão que estão sempre cheios, dá a impressão que estão jogando imediatamente após aquele almoço de encher o buxo.

    O que acontece com nossos preparadores físicos? Ou a culpa é dos jogadores?

      • A comparaçao é em relaçao a falta de responsabilidade e comprometimento dentro de campo, sao identicos.
        Se quiserem sair todo dia para balada,beberem, etc e no final jogarem bola quando precisa está tudo certo.

  4. Lógico que ele faz falta o São Paulo não tem meio de campo tá sem criatividade apesar dos problemas que ele tinha ele ajudou muito o São Paulo várias assistências segurava a bola no tempo certo jogá muito depois do ganso o cueva foi o melhor meio campista que o sao paulo tevi volta cueva por favor o São Paulo precisa de vc o Diego Sousa precisa das suas assistências

Deixe uma resposta