Majestoso pode ser a oportunidade de ouro para Jean se firmar no Tricolor

Contratado pelo São Paulo no início desta temporada para ser o titular absoluto da posição, o goleiro Jean não conseguiu corresponder as expectativas em seu primeiro ano no Tricolor. Reserva durante a maior parte do ano, o camisa 1 ganhou uma nova chance nesta reta final do Brasileirão para mostrar seu valor. Neste sábado, às 17h, o goleiro será o titular no clássico com o Corinthians, em Itaquera. O objetivo é afastar a desconfiança.

Destaque no Bahia na última edição do Campeonato Brasileiro, Jean chegou ao clube do Morumbi com o status de jovem revelação do futebol brasileiro. Assim que chegou, o goleiro ficou no banco de reservas e viu Sidão, mesmo contestado assumir a posição com Dorival Júnior. Depois da chegada de Diego Aguirre, Jean ganhou algumas oportunidades, mas seguidas falhas o mandaram de volta para a condição de suplente.

A má fase de Sidão permaneceu e, no meio da temporada, a comissão técnica optou por criar um rodízio. Desta forma, Jean ganhou duas oportunidades na Copa Sul-Americana. Na Argentina, contra o Colón, o goleiro deixou o campo do Cemitério de Elefantes – estádio do clube argentino – sem tomar nem um gol sequer,mas não conseguiu evitar a eliminação tricolor na cobrança das penalidades. No retorno ao Brasil deu a entender que era o substituto de Rogério Ceni e a fala não foi bem vista no clube.

– Obrigado pela força e obrigado pelas críticas também! Sei que substituir o Mito é uma tarefa difícil, mas podem ter certeza que sempre darei meu máximo para conquistarmos muitos títulos e dar muita alegria pra vocês torcedores – publicou, na época, o jogador em seu Instagram.

Agora, depois de muitos mais baixos do que altos no São Paulo, Jean tenta, mais uma vez, provar seu valor perante seus companheiros de trabalho e, principalmente, à diretoria. O goleiro está ciente de que o Tricolor está atrás de um novo nome para a posição em 2019. Por isto e também pela situação da equipe na tabela do Campeonato Brasileiro, uma boa atuação contra o Corinthians, neste sábado, teria um peso de ouro para o camisa 1 se firmar nesta reta final de temporada.

Na visão de Zetti, um dos maiores goleiros da história do São Paulo, assumir a posição na meta tricolor continuará sendo uma tarefa complicada para quem quer quer seja. A receita, segundo o campeão mundial em 1992 e 1993, é manter a calma e trabalhar duro para conquistar títulos com a camisa tricolor.

– Qualquer goleiro que entre na meta do São Paulo hoje vai ter dificuldade, vai ter pressão porque vai substituir um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro, que é o Rogério Ceni, e isso sem falar nas outras gerações. Com certeza, vai ter que trabalhar muito. Os goleiros vão construir suas próprias histórias. Tem que fazer boas defesas e conquistar títulos – explicou o campeão mundial.

L!

13 comentários

    • Também acho.
      Mas considero bom goleiro e uma boa compra. Outra revelação boa é o Everson do Ceará.

      Agora
      pra chega e ser dono da posicao:
      Walter gamba
      Jailson palmeiras
      Danilo Fernandes

      Os nomes mais badalados acho que não chegam.

  1. Tem características de goleiro igual ao Jean pai, goleiro mediano, de defesas plásticas e espalhafatosas e muitas oscilações! Espero que um dia seja superior, mais as características são bem semelhantes; quem assistia jogos na década de 90, sabe do que estou falando.

  2. Pode até dar certo, é futebol. Mas até agora, o resultando desse 352:
    * faz os zagueiros baterem cabeça ;
    * Anula o Reinaldo;
    * faz o Bruno Perez ficar sem função, mais perdido ainda;
    * faz o time tomar pressão o jogo inteiro;
    * gera um grande desgaste e cartões nos marcadores, pois o time tem uma posse de bola ridícula;
    * faz o Dsouza jogar sempre isolado e bem marcado;
    * Time fica muito lento;
    * coloca a armacao do time aos cuidados do Anderson Martins, Hudson ou Jucilei;
    * nesse esquema o adversário marca nosso melhor volante, Liziero, e deixa os outros com a bola. O passe perde a qualidade.

    Respeito e torço para dar certo, mas toda vez que Aguirre vem com este esquema, é isto que percebo no jogo.

  3. Essa escalação prevista com 3 zagueiros, 3 volantes, 2 laterais, sem meias e 2 atacantes pesados mostra a mediocridade e covardia desse técnico. Deus queira q funcione, mas é absolutamente medíocre.

  4. Temos goleiro para os próximos anos,Lucas Perri e Jean,bora reforçar meio e ataque e teremos condições de brigar por títulos em 2019…

  5. não temos goleiro geam e cidão ,são fracos não temos zagueiros so arboleda e rasoavel.Andersson Martins e fraco bruno peres e fraco bruno alves e fraco, jucilei e hudison duas bosta . liziero te se achando não ta jogando nada diego souza e morto. Reinaldo voltou a ser um jogador mediocre do passado. e esse tecnico Aguirri não presta e fraco

Deixe uma resposta