Aproveitamento ofensivo de laterais atuando no ataque do São Paulo é ruim

Diego Aguirre conta um grande problema para escalar o time que enfrentará o Flamengo, no próximo domingo, no Morumbi. Com três significativos desfalques no ataque, tudo indica que o técnico do São Paulo, mais uma vez, será obrigado a adiantar um lateralpara compor seu setor ofensivo. Nada a que ele já não esteja acostumado. Mas em termos de números, a solução não é nada animadora.

Isso porque, neste Campeonato Brasileiro, dos sete jogos em que o uruguaio optou por improvisar um de seus laterais nas pontas, o Tricolor só saiu com a vitória em dois. De resto, foram três empates e duas derrotas, o equivalente a um aproveitamento de apenas 42,8%.

As duas vitórias, por sinal, aconteceram na primeira e na última vez que Aguirre fez a mudança. A primeira foi contra o Corinthians, ainda na 14ª rodada da competição, quando Reinaldo foi escolhido para compor o ataque são-paulino. E a mudança foi a mesma contra o Vitória, já na última sexta-feira, em duelo válido pela 31ª rodada.

Reinaldo, por sinal, foi o escolhido para atuar improvisado em seis das sete ocasiões. Na outra oportunidade, foi Bruno Peres quem acabou adiantado, justamente na derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, em pleno Morumbi.

Com Everton ainda iniciando a fase de transição para o gramado, após três semanas se recuperando de um estiramento na coxa, Everton Felipe lesionado, com estiramento no ligamento colateral medial, e Rojas fora até 2019, graças a um rompimento do tendão patelar, as chances de Aguirre voltar a improvisar no ataque da equipe são enormes.

Caso o treinador opte por manter a formação das últimas partidas, a tendência é que Reinaldo volte a ocupar a vaga de Everton pela esquerda. Na direita, ainda há dúvidas. Tréllez é uma opção, assim como Nenê. Ambos, porém, não têm a velocidade como principal característica, o que tornaria o time mais pesado.

Ainda que a probabilidade seja pequena, os jovens da base também podem aparecer entre os 11. Brenner não entra como titular há mais de seis meses, enquanto o recém-promovido Anthony ainda aguarda por uma oportunidade na equipe principal. Helinho é o terceiro nome, mas também se recupera de lesão.

São Paulo e Flamengo medem forças neste domingo, pela 32ª rodada do Brasileirão 2018. No Morumbi, em São Paulo (SP), a bola rola a partir das 16h (no horário de Brasília). Para além dos desfalques ofensivos, o Tricolor não poderá contar com o goleiro Jean e o volante Hudson, ambos suspensos.

Gazeta Esportiva

14 comentários

    • A arrancada no 1.o turno começou com a vitória no Rio sobre o Flamengo, que era líder, mas estava muito desfalcado. Agora a maré virou. Se o Aguirre tentar as mesmas soluções, vai ser difícil empatar.

  1. Só os laterais é que tem um déficit ofensivo no time deo SPFC ????????

    Não lembro de volantes chutando ao gol.
    Meias que não chegam á área adversária.
    Atacantes goleadores, cadê ?

    Quem chuta ao gol adversário ?????

  2. Aguirre poderia tentar um 3 – 5 – 2

    Sidão (Perri não está pronto)
    Arboleda – Rodrigo Caio – Bruno Alves
    B. Peres – Luan – Jucilei – Reinaldo
    Nenê
    Carneiro – Diego Souza

      • Também gosto da escalação – até comentei sobre ela num post americorp . Mas iria de jucilei mesmo pela imposição física e altura nos chutões da defesa adiversariacbem como nos escanteios e para cobrir os zagueiros.
        Também iria de Helinho or Brenner no lugar do DS para ter mais velocidade na frente

  3. Volta o cão arrependido…todo mundo sabe q os laterais não agridem…Q os volantes não agridem…atacantes…meias…zagueiros..goleiro…..ropeiro..massagista…médico….jardineiro…..e todos mais do cd da Barra funda ou cotia..

  4. Não precisa começar com a molecada se ele acha que não dão conta mas que use os garotos quando faltar uns 20 min pelo menos. Duro é ver o time travado e as únicas opções exploradas no segundo tempo serem a entrada de volantes ou do Trellez no ataque.

  5. Sidão, Peres, Arboleda, Alves, Reinaldo, Jucilei, Luan, Diego Souza, Helinho, Toro e Trellez ou Carneiro.
    é tão difícil o time jogar com essa escalação?
    Obs: Jucilei como primeiro volante vai dar conta do recado e poe o Helinho e Toro para ajudar os laterais.

    • Aí ele vai falar que não quer colocar os meninos na fogueira. Ele só vai lançar alguém quando estiver ganhando de 3 a 0. Ou seja, nunca.

  6. Faltou na conta o jogo contra o ceara no morumbi em que Bruno Peres foi adiantado no segundo tempo pra jogar na ponta e fez o gol da vitoria. De resto, realmente foram apresentacoes,sem brilho ofensivo dos laterais jogando na ponta. Numero mais assustador foram as vezes em que um zagueiro foi escalado de lateral. Se não me engano, perdemos todas.Alem de perder ofendividade, a zaga se confunde mais quando um zagueiro joga de lateral.

Deixe uma resposta