São Paulo fecha preparação contra o Vitória em clima descontraído; Helinho participa

Nesta quinta-feira, o São Paulo fez o último treino no CT da Barra Funda antes do confronto diante do Vitória, partida válida pela 31° rodada do Campeonato Brasileiro. A imprensa teve acesso apenas ao trabalho de aquecimento e o grupo de jogadores presentes na atividade estava praticamente completo, sendo o meia Éverton, que ainda se recupera de um estiramento na coxa esquerda, a única ausência para o técnico Diego Aguirre.

O destaque ficou por conta da presença de Helinho, uma das promessas do clube paulista. O meia-atacante de apenas 18 anos se recuperou de uma torção sofrida no tornozelo esquerdo, sofrida no treinamento da última quarta-feira, e se movimentou normalmente na atividade de hoje. O jogador foi promovido ao time principal em setembro e pode ser uma das opções para o jogo diante da equipe baiana.

No começo do treinamento, alguns jogadores já começaram a entrar no ritmo jogando o animado futmesa, entre eles o volante Jucilei e os meia Shaylon e Everton Felipe. Depois disso, o treinador tricolor chamou todos os atletas para começar o aquecimento, liderado pelo preparador físico Fernando Piñatares.

O confronto diante do Vitória é fundamental para o São Paulo manter as esperanças, mesmo que mínimas, de conquistar o título brasileiro. Além disso, o tricolor precisa pontuar para se manter entre os quatro primeiros do campeonato e garantir uma vaga direta para a Copa Libertadores do ano que vem.

A provável escalação do São Paulo diante do Vitória é: Jean, Bruno Perez, Arboleda, Bruno Alves e Edimar; Hudson, Luan, Rojas, Gonzalo Carneiro e Reinaldo (Liziero); Diego Souza. 

Gazeta Esportiva

18 comentários

  1. Entrar com Reinaldo de ponta é pedir para perder.
    Anula a lateral esquerda com o Edmar e a ponta esquerda com o Reinaldo.
    Por que não usar Everton Felipe, Brenner, shylom?

    Já que quer mudar o esquema por que não fazer 4312:
    Hudson, Luan, Liziero, nenê, Diego e Gonzálo.
    442: Hudson, Luan, Rojas, shylom, Diego, Gonzalo

    Qualquer coisa menos essas invenções

  2. Vi no post anterior que o São Paulo vai com desfalque pro jogo contra o Vitória, na verdade ja fazem pelo menos umas 10 rodadas que o São Paulo esta desfalcado, mas está desfalcado de treinador, está sendo comandado por um burro que não ve que seu esquema de jogo não funciona e continua insistindo. Reinaldo de po ta é pra acabar. Burro, burro e burro. Peço desculpas aos burro animal por comparar esse Aguirre com eles, mas ele é um burro.

  3. O pessoal reclama de estarem rindo, de bom humor… Vocês queriam o quê?! Um ambiente ruim, com jogadores que mal se olham na cara e nem dão bom dia, como era ano passado, antes da chegada do Petros?

    O ambiente tem que estar bom mesmo e os atletas tem que estar contentes de vestir essa camisa. Isso é muito diferente de estar relaxado, satisfeito com o desempenho do time.

    Ver um comentário nos últimos posts chamando Raí de “grande Zé Ruela” doeu em mim. Ninguém tá feliz com o desempenho, mas daí a ofender o cara que é, provavelmente, o maior ídolo do clube, cadê o respeito?

    Torcida bipolar demais…

    • Cara, foi assim no início do campeonato. Eram os “três patetas” na direção e mais um monte de apelido perjorativo, aí veio a sequência boa, a liderança, todo mundo virou deus, mito, lenda e o escambau, Aguirre era o melhor do mundo. Veio a fase ruim de agora e ninguém presta de novo, Aguirre retranqueiro e blá blá blá. Nem tenho mais acessado o blog com tanta frequência por causa disso. Essa mentalidade negativa acaba contaminando, credo.

    • São os mesmos que a 2 semanas atrás estavam falando que o São Paulo não pode ter o estilo de jogo covarde do Aguirre e ficavam mamando o Palmeiras e o Felipão. Agora os caras sentaram na trolha lá na argentina dando 3 chutes a gol e os comentaristas e nossos “torcedores” não usam mais esse timinho de segunda como parâmetro.

      Tem gente que só fala que torce pelo São Paulo, parece que tem um certo prazer mórbido em ver perder pra dizer que estavam certos e que o certo era copiar o rival X ou Y por que lá sim as coisas dão certo…

      Eu não vou nem adjetivar esse pessoal que ofende Raí, Muricy, Rogério Ceni, Lugano & Cia. Pra mim esses caras são meros seguidores do time, não torcedores. E digo mais, graças à Deus que o Telê não é mais vivo, por que eu imagino o que a gente leria por ai sobre as escalações dele na internet.

      • É isso!! Ótimo comentário!! Muricy ganhou 3 brasileiros e era chamado de Burricy por “torcedores”. Cansei de me estressar com essa galera.

      • Cara, não sei vocês, mas eu sinto essas ofensas como se fosse algo pessoal.

        Dos rivais a gente já espera isso, mas de um Blog de são-paulinos, espera-se o mínimo de respeito por parte dos que frequentam.

        Um amigo meu corintiano me disse há poucos dias, depois de ler alguns comentários pejorativos numa página tricolor que lhe mostrei: “nossa torcida não tem um ídolo do tamanho do Raí, mas, se tivesse, jamais vc os veria sendo desrespeitados desta forma nas mídias sociais”.

        • Cara o Corinthians tem o Marcelinho Carioca como maior ídolo, quem é o Marcelinho perto do Raí? Seja como jogador ou como pessoa, um cara que sempre pipocou em momentos difíceis como a semifinal da libertadores de 99, criava caso em vestiário, saiu do clube pra jogar em rival e mesmo assim os caras idolatram, respeitam que chega a ser uma cegueira! O Marcos sempre foi um cara que jogou os jogadores contra a torcida quando perdia os jogos, falhou na final do mundial, caiu pra segunda divisão, mas vai falar pro palmeirense que o Rogério foi melhor, mesmo com todos os números, evidências e opiniões o cara não aceita, fica maluco por que o cara é ídolo pra eles!

          E o Rogério Ceni é tão absurdo que eu fui pra Inglaterra e contei as coisas que ele fez e o pessoal achava que era mentira, riam de mim. Aí eu comecei a mostrar os vídeos e explicar a história, mostrei a falta que ele pegou do Gerrard, contei sobre o contexto do jogo, a lesão no joelho e eles ficaram boquiabertos, descrentes de como pode um jogador desses não ter sido mundialmente famoso ou isso não estar nos jornais diariamente. Ai tu chega aqui onde é um reduto de são paulinos e via cara comemorando a aposentadoria dele, outros dizendo que não era tudo isso… Eu imagino se na final do mundial o Rogério não tivesse feito tudo aquilo o que falariam hoje!

          Você discordar das escolhas do Raí ou do Rogério e do Muricy escalando, tudo bem, eu entendo, eles são humanos como qualquer um. Muitas vezes eu mesmo discordei do Muricy e fiquei puto nos jogos até entender por que ele deixava o jogador A ou B no banco mesmo parecendo óbvio pra mim na época, mas o cara foi tricampeão brasileiro, nasceu e respirou São Paulo durante toda a vida, voltou a treinar o time na última passagem sem ter condições de saúde por amor, pra não deixar o time cair e mesmo assim tem “torcedor” que desrespeita o trabalho e a história deles, isso é inadmissível!

          Vou te falar mais, quando você ofende um Raí, um Muricy, um Rogério, um Lugano, um Pintado como pessoa, dando a entender que eles não deveriam estar ali, sendo que esses caras que viveram ali dentro, já tem dinheiro, fama e não precisam mais estar ali, mas estão por amor e por vontade de fazer esse clube cada vez maior, é muito pior do que me ofender, por que eu escrevo, torço, grito, choro mas eu nunca fiz nada de concreto pro nosso time cara. Agora o que esses caras construíram é parte da minha história, da história da minha família, da cidade que eu vivi muitos anos, é o motivo de 1 da manhã eu estar trabalhando, receber um e-mail e parar e vir comentar aqui com amigos que eu nem conheço.

          De verdade mesmo, eu fico contente do Telê já estar falecido e descansando em paz cara, por que ele não merecia ter passado o que passou com a galera chamando de pé frio, criticando por não ter ganho 82, por não colocar o ponta e isso quando só alguns insetos como o Jô Soares tinham voz e falavam bobagem na TV, imagina hoje em dia com milhões de “torcedores”. Meu pai tem 67 anos e sempre me falou de como a imprensa falava besteira do Zagallo, do Parreira e do Telê, e eu criança não entendia o motivo, hoje compreendo perfeitamente, tem gente no mundo tão amarga que só se anima em desvalorizar aquilo que temos de melhor por não ser perfeito. Vou te falar, nossa torcida como grupo é absurda, faz coisas que emocionam demais, agora tem cada indivíduo no meio que só por Deus, me desanima demais!

          Mas enfim pessoal, não vamos deixar a peteca cair, se a gente para de comentar e de ir ao jogo, de torcer e de dar energia positiva, mais os insetos vão proliferar. É bom saber que existe mais gente que respeita a nossa história e mais importante, torcendo de verdade! É nois!!! VAMOS SÃO PAULO!!!

          • Tarsio, na moral… tinha que virar post esse seu comentário, irmão.

            Tinha que ser encadernado, colocada uma capa dura e com um título nesses moldes: Manual de Respeito ao Ídolo Tricolor: aprendendo a respeitá-los e honrá-los.

            Sério, cara, dá uma tristeza ver como o torcedor tricolor trata seus ídolos. Vai falar mal do Zico perto de um flamenguista ou do Marcos perto de um peppa… Isso deveria servir de exemplo pra nós. Nenhum outro time no Brasil tem os ídolos que nós temos: Raí, Lugano, Telê Santana, Rogério Ceni, Muricy… Os caras saem do São Paulo mas o SP não sai deles.

            É triste constatar que até quem é de alto nível, vez ou outra despreza um desses caras sob o pretexto de que “a instituição é maior que o jogador”… É triste!

          • Tarsio, parabéns cara. É isso aí. O SPFC é o clube com mais grandes ídolos do Brasil e é onde eles mais são desrespeitados por uma minoria chata. Dá pra contestar escolhas deles sem desrespeitá-los e nem fazer comentários pejorativos. E por falar em história do clube, vai lançar no cinema dia 8/11 um filme com a história do SPFC e estarei la ja na estreia com meu mano. Muitos deveria assistir pra poder ter uma noção da grandeza do clube q torcem. Sei lá, devido a fase ruim recente tenho a sensação que tem gente que acha que torce pra um clube pequeno. Vai lá, assista nossa história, de onde saimos pra onde chegamos, como grandes ídolos construiram tudo oq temos hoj, pq um dia a fase ruim vai passar e as glórias voltarão com toda a certeza.

  4. Claro, claro… Com muito futmesa, risada, gritaria, chapada do Nenê… Fim do ano está logo ali e adivinha o quê? Não seremos campeões. Mas o importante é isso aí, clima leve e descontraído. Afinal, está tudo uma maravilha. Dá muito trabalho ganhar um título realmente.

      • O oposto a isso não é necessariamente mal-humor, mas sim de inconformidade e indignação com a fraca campanha do segundo turno. Risada, gritaria, futmesa animado e PES, tudo isso, infelizmente não é compatível com uma atitude de inconformidade. Leio assim: o elenco já jogou a toalha e o que vier para eles é lucro. Quer descontrair? Beleza. Mas que se tenha pelo menos o pudor de respeitar o desânimo da torcida para com o time. É simplesmente um time acomodado. É um mundo paralelo do qual a torcida e a paixão são-paulina infelizmente não fazem parte. É uma pena para quem já teve Raí, Telê, Ceni, Muricy, Lugano e vários outros bravos ídolos que respiravam SPFC. É diferente quando o time quer ser campeão.

Deixe uma resposta