Planejamento bem feito, reconstrução acelerada, repetição de erros, frustração, o que esperar do São Paulo?

É difícil como torcedor controlar o sentimento com relação ao São Paulo e o time. Se olhamos para 2017, 2016, ficamos com a sensação de alívio.

Se olhamos para 2015 que terminamos o ano em 4o lugar, chegamos em semifinal de Copa do Brasil e tínhamos um time, é frustrante. Se olharmos o vice de 2014 com o esquadrão que montamos tendo Kaká, Ganso, Pato, Kardec, Luis Fabiano, ainda mais.

2013 foi vergonhoso, 2012 foi nosso último bom ano após um 2011 sofrível, um 2010 horrendo apesar das semifinais da Libertadores. 2009 disputamos a taça até o final mas vínhamos de 4 anos incríveis em 2008, 2007, 2006 e principalmente 2005. Confiávamos no time, na direção etc.

Quando encerramos o ano passado, quando eu imaginava ter Pinotti para 2018, a sensação era de medo. Leco começou a delegar, trouxe Raí, se afastou mais e deu mais espaço para as decisões do ídolo.

Com Raí, voltei a ter esperanças e mesmo com um início de ano meio complicado, era sabido que com Lugano e Ricardo Rocha fariam um trabalho superior ao amador de 2017 e 2016. Mesmo não engrenando com Dorival, rapidamente com Aguirre voltamos a ter cara e a trágica eliminação nas semifinais do Paulistão nos penaltis doeu mas mostrou um time com outra cara.

A expectativa de Raí era de resgatar o São Paulo e fazer um projeto sólido e duradouro. Mas, no Brasil, nada se pensa com prazo no futebol, só se olha resultados. E desta vez, o olhar foi exagerado em termos otimistas.

O que vimos no 1o turno do Brasileiro, até sua metade, também não foi nada espetacular. A eliminação para o Atlético PR 2 semanas depois da eliminação no Paulista, deu a sensação de que 2018 seria como 2017. Mas, quem via mais que apenas o resultado, entendia que a forma que foi também foram as eliminações, apesar de doloridas e complicadas, o time mostrava novo ânimo e outro espírito. O embalo antes da Copa animou, o time manteve a base titular e contratou Rojas, Bruno Peres e Gonzalo entrou em forma. Parecia que tudo ia bem e voltamos com tudo. A perda de Militão foi uma notícia horrível em meio a quase 60 dias bons no Tricolor mas a boa fase em campo deu uma apagada nessa ausência. Durou até o início do returno quando tivemos uma queda vertiginosa.

A gordura durou um pouco e com ela a esperança. O elenco foi enxugado, muitos foram emprestados como Lucas Fernandes, Paulinho Boia, Kal etc. Outros foram vendidos. O elenco menor e fechado era a pretensão de Raí e cia. Parecia que estava dando certo mas o castigo foi grande quando o time que tanto precisa de intensidade começou a sofrer com problemas no gol, lesões e suspensões. O futebol e a euforia diminuíram. A torcida acreditou até o limite e infelizmente, a apresentação contra o Palmeiras em pleno Morumbi e a derrota, foi um duro golpe. Aguirre questionado, pressão voltou, o time sentiu.

O planejamento de Raí era reconstruir o time em 2018, resgatar o orgulho, tornar o São Paulo atrativo de novo e montar um projeto para 2019 sim disputar de forma sólida os títulos. Isso é o que ele vendeu aos jogadores que contratou e era o que dizia a todos. Só que o inesperado aconteceu e tudo veio rápido demais, tudo aconteceu de forma muito rápida.

O resultado veio antes, surpreendeu, a euforia e o clima de que estávamos com tudo parecia ser a fórmula do sucesso junto com a carente torcida. A política menos inflamada e as coisas se direcionando, menos problemas e escândalos, mais profissionalismo e mais conhecimento do futebol davam a estrutura. E da mesma forma surpreendente que apareceu, um futebol envolvente, rápido, estável e consistente,, o futebol sumiu. A confiança também se esvaiu.

Falar de Libertadores agora é uma derrota? Claro que é. Para um clube como o nosso é.

Em termos de expectativa e recomeço após o time ter perdido Hernanes e Pratto, os problemas com Cueva, desfizeram a espinha dorsal de 2017 que quase venceu o 2o turno do Brasileiro. Foram nomes pesados que saíram e mesmo com novos nomes, o time precisou se reencontrar. Montou-se um time, mas longe de se ter um plantel, fato que são vantagens enormes em Palmeiras, Cruzeiro e Flamengo, por exemplo. Os times possuem farto elenco e nós sofremos quando perdemos 1 mísera peça. Os resultados dos times ao longo do ano não são coincidência. Um time como o Cruzeiro tem só para centroavante nomes como Fred, Barcos, Raniel e Sassá. 2 goleiros de bom nível, o Inter tem 3 bons goleiros, atacantes e peças em profusão. O Palmeiras e o Flamengo, nem se fala.

É conformista e de se lamentar o time ter perdido o gás tendo apenas o Brasileiro? Óbvio. Poderíamos ter investido ao ver que o time estava encaminhado para a taça? Mais óbvio ainda.

Alguém poderia supor um descenso como esse? Seria uma mentira se alguém dissesse isso ao final do 1o turno.

O que podemos ficar como lição é que o projeto tem de continuar e uma espinha não ser desfeita e sim aperfeiçoada para 2019. Não podemos todo começo de ano recomeçar tudo. O projeto de disputar títulos era 2019 e deu certo antes? Ficamos 8 rodadas na liderança e resgatamos muito do velho São Paulo? Então, sigamos em frente e lutemos pelo melhor final de ano e que se pense em 2019 para disputar de vez e conquistarmos títulos pois precisamos muito. Agora, que não se apaguem os acertos e se finja ser apenas erros por conta de quem só pensa em interesses próprios. O São Paulo de Raí e cia é muito melhor e promete muito mais que o São Paulo de mentira que se desfez de seu principal ídolo por um contrato mal feito, titular com acordo de boca, que perdeu jovens por erros de condução de negociação e contratou muito pé de rato caro que teve de sair logo depois.

Hoje, temos jovens com contrato renovado, Jardine na comissão, quem entende fora do campo e que chama a responsabilidade, que não se esconde. Que terminemos esses 8 jogos da melhor forma, que deixemos essa espinha e renovemos com jovens e jogadores certeiros. Que se traga um goleiro titular de vez, que se retorne Hernanes e se tenha reposição à Everton, Nenê, reserva para direita, alternativas de jogo no plantel. Que os jovens tenham mais espaço com Luan e Liziero.

Que se mantenha o trabalho e se evolua mantendo o São Paulo disputando no topo que sempre chegando é que se pode almejar conquistas. Não se pode minguar disputar sempre nas cabeças e isso voltou com nossos diretores. Ainda é pouco? Talvez. Mas é um recomeçar de ruínas e não de uma fundação sólida.

Que nosso 2019 comece agora e que o planejamento seja efetivo e bem sucedido, sem medidas populistas e demagogas.

Que o trabalho continue e focando no São Paulo e não em agradar X ou Y. Não joguetes de empresários e contratações cala boca.

Só com trabalho sério, é que poderemos pensar em vencer. E interromper ou cobrar resultados agora, é agir igual e pensar em ter algum resultado diferente.

Isso se chama insanidade.

Alexandre Zanquetta

35 comentários

  1. Que se comece a planejar agora e que se tenha a decência de analisar bem antes de contratar,pois contratar apenas por contratar como esse goleiro jean,caro e nao rendeu o esperado ,trellez,enfim..E que se traga um verdadeiro centroavante pois esse diego Souza já fez sua vida,não está é nem aí com o SP

  2. Leco,um treinador que nunca deixou saudades por onde passou, um trio de ex jogadores fazendo estágio em diretoria de futebol só poderia dar nisso.Gastaram quase 50 milhões se é que não foi mais,e não conseguiram trazer um goleiro descente,um meia reserva e um atacante de velocidade de Campo pra reserva.Pela inocência do cargo acharam que só “garra” e ” comprometimento” sem ter qualudade tecnica bastaria..Enquanto teve o pique inicial foi tudo bem e a sorte é que a qualidade técnica desse campeonato é horrível pois se a gente ver a qualidade que se pratica o futebol do SPFC nunca é de quarta posição.,Meu medo é o “resultado” camuflar a mediocridade e acharem que tá tudo bem e pela falta de experiência e competência comprometerem o ano de 2019 e essa história a gente conhece bem.

  3. Tem gente que só enxerga defeitos, pessoas amarguradas…otima análise, acho que contratando 3 a 4 pontuais mas uns da base 2019 será muito melhor… esquecem que começamos do – 10, abaixo do ponto zero…Aposto que esses amargurados nem nessa fase boa que tivemos colocaram o pé no estadio para apoiar….

    • Boa coluan Zanca.
      Bem de encontro aos meus pensamentos. Parece que leu meus comentários. kkk
      Nossa dupla de volante tem que ser Luan e Lizieiro com Hernanes na armação. Ou recuar Hernanes e colocar Nene na armação.
      Aproveitanto, quem você acha que poderia ser esse nosso goleiro para chegar e tomar conta? E a lateral direita? E, principalmente, um meia estilo Thiago Neves – decide jogos, bom chute?
      Grande abraço

  4. Penso de forma parecida não dá pra analisar o time atual sem levar em consideração nossa situação na última temporada , que foi da onde partiu o trabalho do Raí. E sendo assim é inegável que houve evolução tanto dentro de campo quanto fora , o time é melhor , o técnico também é melhor e não tivemos fora de campo tantos escândalos e notícias negativas.

    É inegável que houve erros e equívocos, o que no futebol é compreensível e exemplos tem aos montes , em nenhuma contratação por mais cara que seja existe a garantia de dar certo e quando os recursos são escassos esses erros são mais sentidos. Mesmo caso do Aguirre que fez um ótimo trabalho, nos trouxe de volta a confiança, a alegria de voltar a vencer clássicos, algo que antes já entrávamos derrotados , e isso tudo com um time com poucos talentos , poucos jogadores diferenciados daqueles que decidem partidas, bem diferente dos nossos principais concorrentes, Palmeiras, Cruzeiro , Flamengo e Grêmio. Então também penso que devemos confiar no bom trabalho do Raí e torcer para que ele possa acertar ainda mais no planejamento da próxima temporada, com o Aguirre à frente do time, e que possamos ter um time forte e que esteja sempre brigando na parte de cima como time grande que somos.

  5. Aguirre é perda de tempo. ..deve cair na arena cor onde o sp é freguês.. continuar com ele será pouco tempo para conseguir uma vaguinha na libertadores e terminar o campeonato de forma digna.
    Jean, Bruno Peres, Arboleda, Alves, Reinaldo, Jucilei ou Hudson, Luan, Nenê, Everton Felipe, Rojas e Diego Souza.

    • Tenho sérias dúvidas se o elenco do sp é tão ruim assim. ..a incompetência dos técnicos que passaram pelo sp é gigante. Improvisações, leitura de jogo, extrair o melhor de casa jogador e achar soluções dentro da base.

  6. Entendo que se deve manter o trabalho do dpto de futebol, do distribuidor de coletes não. O time desabou no returno, e com mts semanas pra treinar pra encontrar soluções e fazer o time voltar a jogar bem. Aguirre dobrou a aposta e vemos um time que só consegue jogar de forma reativa e com bola longa. E mto pouco para as nossas pretensões. Falta coragem em lançar jovens, especialmente os atacantes de lado e vive improvisando o q não dá certo. Por essas e outras, acho que o Aguirre já deveria ser dispensado e ir com Jardine até o final ou então, não renovar com Aguirre.

  7. Eu quero títulos. Tá difícil ver os rivais ganhando e nós, faz tempo, nada. Nunca ganhamos nas arenas, e na verde praticamente só goleada.
    Chega de improvisações medíocres, Reinaldo é lateral, não ponta. Anderson Martins não pode ser titular no lugar do Arboleda. Sidão e Jean são fracos. Rodrigo Caio é a cara da derrota, não pode ser lateral direito como foi esses dias. Deixasse o Militão até encerrar o contrato, dane-se a grana. Cadê a base de Cotia? Pq Helinho, Toró e outros não jogam?
    Paulista ano que vem já sabemos o resultado, chega nas semi finais como o pior dos 4 grandes e já sabemos.
    Abre o cofre senhor presidente, SP não é banco pra pensar apenas em dívidas, é um clube de futebol que vive também de títulos.

  8. Eu concordo com a analise, pensando em reconstrução o projeto do Rai foi bom e teve méritos junto com a diretoria de futebol, e devemos pensar dessa maneira a meta poderia ser melhor, mas foi alcançada.
    Mas deve ter uma analise fria dos méritos e dos pontos a se melhorar de todos, diretoria comissão técnica
    Ficou claro que se faz necessário ter um elenco se queremos brigar por títulos.

  9. Planejamento é a longo prazo, nos iludimos ao pensar q seriamos campeões já, mas se corrigirmos algumas coisas e contratações boas, temos condições de sermos campeões ano q vem.

    • O que é uma contratação boa? Sinceramente, você acha que Carnero, Trellez, jean, Rojas, Jucilei, são contratações boas? Podem até ser para um time menor,sem tradição. Mas isso aqui é SPFC, aqui precisamos de jogador de verdade, jogador que saiba fazer gol , volante que saiba sair jogando e chutar a gol, goleiro que desequilibre, que pegue bolas difíceis. E esse tipo de jogador custa caro, não é com miséria de 6 milhões num Trellez que você terá esse craque. O SPFC não pode mais trazer jogador meia boca , que não resolva.

  10. Zanquetta, sem dinheiro não dá para fazer nada. o SPFC vendeu mais de 200 milhões em jogadores no ano passado, gastou uns 35 milhões em contratações, isso é ridículo. Em dois anos a Crefisa gastou uns 200 Milhões em contratações. Temos que arrumar dinheiro. O SPFC não pode continuar como mero figurante. Jogador bom, que decide, é caro. Pés de rato como Rojas, Carnero, Trellez, Bruno perez, não levarão o SPFC a título. o SPFC precisa de jogadores como Pato, Calleri, Diego Tardelli, Souza, Miranda, um goleiro do nível do casillas. Sem esse tipo de jogador só vamos desperdiçar grana e não ganharemos nada. Ah , e , por fim, precisamos de um treinador de verdade, não um covarde. Poderiam trazer o André Vilas Boas.

    • O São Paulo vendeu para pagar dívidas. É incômodo mas é isso aí a realidade.

      Erramos em compras também. Agora, é valorizar o que temos de bom e complementar para tentar equalizar aos times com melhores elencos.

      “Temos que arrumar dinheiro” não é uma alternativa que me pareça razoável. Como faríamos isso sem arrombar o clube?

  11. Que bela passada de pano para mais um ano de fracasso e de apequenamento do SPFC eim? Vamos aos pontos que não foram citados aqui na sua analize passa pano: Raí e Lugano já estavam no SPFC a tempos e sabiam muito bem onde estavam os problemas da equipe e desta forma se não as mudaram foi por qual motivo? Exemplo é o goleiro titular, eles acertaram em escolher o Jean?
    Exemplo do técnico, dorival não acertou o time nem elevou a pontuação do time, foi demitido, onde e em que requizito o Aguirre é melhor que o dorival ou melhor que o Ceni?Nas laterais do time que solução o Raí ou o Lugano ou o Rocha trouxeram Mesmo com o milagre do eder militao ? Quando e onde o diego souza e carneiro foram melhores de o Prato ou que calleri? Quando e onde o nenê jogou mais que hernanes? Quando e onde o rojas jogou mais que o marcos guilherme? Minha ideia aqui é bem simples, adoro o Raí, o Lugano e Ricardo Rocha, mas eles são inexperientes para um clube deste tamanho e foram contratados para esconder a pessima admistração do leco que vem apequenado o SPFC a tempos, se Ceni era inexperiente estes ai são ainda mais, perante a torcida precisamos de alguém vencedor e que tenha experiencia para nos levar a titulos, nossos concorrentes hoje no brasil e na america do sul estão muito a frente de nós também neste quisito, o SPFC se acostumou em ser mediano e esta coluna é o exemplo disso, passar pano para mediocridade do SPFC é concordar com o leco e o SPFC não é para amadores e perdedores, se para você não basta este apequenamento para mim já somos um clube e time de divisões inferiores na america do sul, hoje tememos o defesa e justicia, atletico do parana …. um dia vencemos de lavada o Milan e o barcelona, e tudo isso por mediocridade.

      • Zanquetta, já são 10 anos sem um brasileiro, 13 anos sem libertadores. Sinceramente, voce acha que com Aguirre e esse monte de perebas ( Edimar, Araruna, Bruno perez, Anderson martins, Jucilei, Trellez, Carnero, Jean, Sidão, Shaylon) o SPFC tem chance de ganhar alguma coisa em 2019, especialmente agora que o Guarani da capital encontrou um treinador e deslanchou? Para mim , 2019 recomeça do zero, porque acho que é melhor do que continuar com essas amebas , perebas e pernas de pau. Não aguento mais!

      • São Paulo precisa virar time empresa urgentemente.
        Licencia a marca são Paulo a uma empresa para gerir o futebol e deixa o leco e sua turma que está aí há 02 décadas só na parte social.
        Falo isso há mais de uma década fui sempre criticada.
        Foi isso que ergueu o Milan na década de 80 ( o magnata Silvio Berlusconi levou o Milan a 04 copas dos campeões da Europa )
        O mesmo ocorreu com o Chelsea e com o Manchester city.
        Ai me cobrem se o São Paulo não se tornar o primeiro das Américas.
        Temos que afastar do futebol esta turma que há décadas se apropriou do clube e está transformando o sp numa portuguesa.
        O projeto tem que ser profissional sem idolatria, independentemente dos nomes serem ex ídolos do sp.
        Mas fiquem atentos. Não pode ser o projeto do leco pelo amor de de Deus.
        O moderador deste blog poderia propor uma discussão sobre a viabilidade do São Paulo virar, no setor de futebol profissional, um clube empresa.
        Que tal este tema, hein, moderador ?

    • Sem duvidas que sim , do presidente ao porteiro , quem esta lá já mostrou qual é o maximo de capacidade e o infinito comprometimento com o fracasso.Este é um passo importante que leco e quem esta no poder no SPFC não darão e sabe por que? Porque eles , leco e todos da sua diretoria adoram e amam o poder antes de amarem o SPFC, e o fim disso será com o reibaxamento do SPFC de divisão de forma legalista, pois moralmente já conseguiram.Ou a torcida endurece as ações contra eles ou será conivente com isso, já não existem mais desculpas para tudo que nos aconteceu nestes anos.Chega de passar pano meu velho.

  12. Nas entrelinhas…não mandem o Aguirre embora…é a insistência em manter um técnico sem padrão de jogo e que nunca deixou saudade onde passou…

  13. Falemos de história então
    Historicamente os nossos elencos vencedores sempre tiverem craques do futuro
    Crias da base

    Único motivo q me faz parar de acreditar no Aguirre
    Ele nao inova
    Ele nao tenta
    Nao procura novos valores

    E me desculpe. Não tiveram chances
    Assim como Toro por exemplo
    Ele nao eh melhor q Reinaldo no ataque? Que trellez?
    Sorry. Mas ate o Brenner eh melhor q trellez
    Esse alias q foi queimado por Aguirre

  14. Não é a primeira e nem será a ultima vez que teremos escassez de Títulos, de 1957 a 1969, de 1972 a 1974, de 1976 a 1979, de 1982 a 1984, o SPFC não ganhou nada, de 1994 a 1997 também, e agora de 2012 a 2018 e então porque tanto alarde, pior seria ficar 23 anos ou 16 anos como outros por ai.

Deixe uma resposta