Gonzalo Carneiro agrada e deve seguir como titular do São Paulo

Enfim, Gonzalo Carneiro começa a ganhar espaço no São Paulo. Contratado no início de abril, por R$ 2,8 milhões, o jovem uruguaio de 23 anos demorou para ficar à disposição da comissão técnica por causa de uma pubalgia. Enfim, recuperado, o atacante recebeu nesse sábado sua segunda oportunidade de iniciar uma partida pelo Tricolor. E agradou.

Carneiro foi escalado na vaga de Nenê, destaque do time até pouco tempo, mas que vem caindo de rendimento nos últimos jogos, contra o Atlético-PR. Na etapa final, depois da saída de Digo Souza justamente para a entrada de Nenê, o uruguaio ainda atuou como centroavante, até ser substituído por Tréllez.

No geral, Carneiro foi o destaque do São Paulo no melancólico empate por 0 a 0 deste sábado. Se movimentou, distribuiu dribles, fez a jogada que culminou com a cabeçada de Diego Souza na trave, ajudou o meio-campo na marcação, enfim, conseguiu passar uma boa impressão.

“Para mim, jogou bem. A história do Carneiro, vocês têm de lembrar que ele veio machucado, passou muito tempo fora, sem ritmo de jogo, por todo histórico de sua lesão. Por sorte, hoje ele não tem problema, está cada vez melhor, fez um bom jogo, e tem muito para dar. Penso que pode virar um jogador importante, que a torcida ficará feliz com ele”, comentou o técnico Diego Aguirre.

Antes da oportunidade recebida contra o Furacão, Gonzalo Carneiro só havia sido titular contra o Colón, na Argentina, pela Copa Sul-Americana. Ao todo, o jogador participou de 12 jogos pelo São Paulo, com uma média de apenas 26.8 minutos de atuação por partida.

Apesar do jejum de vitórias não ter se encerrado nessa 30ª rodada, a tendência é que Gonzalo Carneiro siga no time contra o Vitória, sexta-feira, no Barradão. Aguirre gostou não só do conterrâneo, como também da postura mostrada pela equipe como um todo frente aos paranaenses.

GE

34 comentários

  1. Eu gostei da atuação dele, buscou o jogo, teve disposição, marcou. Bem diferente do Diego Souza, espero que continue tendo chances.

  2. Só o time do mestre Aguirre pra perder pontos pro Paraná. Acho que é falta de elenco mesmo, temos que qualificar… quem sabe se tivéssemos Messi ou Cristiano Ronaldo teríamos condições de vencer rs.

  3. Existe uma grande diferença entre ter elenco bom e ter elenco inchado de porcaria. Se o planejamento for contratar jogador meia boca pra 2019 só pra dizer que tem 2 ou 3 jogadores por posição é melhor já preparar a torcida com as frases de “a dívida está diminuindo e até 2035 ela será de 97 milhões” e “com saúde financeira ok podemos investir em um elenco pra ser campeão em 2036 já que até lá estaremos em reconstrução preparando uma base”.

    Sobre o Carneiro agradar é só reflexo do que virou o SPFC. É tanto jogador nível C junto que qualquer um que não tropece na bola e chute reto já vira destaque.

  4. Infelizmente a tendencia é que o Guarani da capital seja campeão de tudo nos próximos anos, nem Cruzeiro, Flamengo e Gremio vão conseguir parar o dinheiro ( sujo, é claro) da Crefisa. O SPFC está afastado já há 10 anos da disputa do brasileirão, já são 13 anos sem Libertadores e, francamente, com esse elenco , mesmo reforçado , não seremos páreos para a Crefisa. Só existe uma saída. Transformar o clube numa empresa, que seria vendida a algum grupo econômico poderoso, como o Milan pertence à Fiat, por exemplo. Só com muito investimento, planejamento e gerenciamento honesto ( isso descarta leco) o SPFC poderá novamente ganhar títulos e fazer frente à Crefisa. Quanto tempo vai levar para os conselheiros do clube e parte da torcida reconhecer isso eu não sei, mas enquanto isso não acontecer podem esquecer títulos. Não temos condição alguma de enfrentar a Crefisa. Vejam o nosso time. Só Arboleda seria titular na Crefisa. Os outros nem reservas seriam. E olha, que nem acho a Crefisa um grande time, mas a tendencia é eles evoluírem mais ainda. Estou num estado de profundo desânimo.

  5. Não adianta pensar em Helinho e não colocar o garoto. Só aumentou o clube VIP de torcedores que assiste o jogo do banco de reservas.
    Agora já são Antony, Helinho, Igor Gomes, Brenner..
    Com Aguirre se conseguir vaga para a pré libertadores já estamos no lucro.
    “O medo de perder tira a chance de ganhar.”

  6. São Paulo precisa virar time empresa urgentemente.
    Licencia a marca são Paulo a uma empresa para gerir o futebol e deixa o leco e sua turma que está aí há 02 décadas só na parte social.
    Falo isso há mais de uma década fui sempre criticada.
    Foi isso que ergueu o Milan na década de 80 ( o magnata Silvio Berlusconi levou o Milan a 04 copas dos campeões da Europa )
    O mesmo ocorreu com o Chelsea e com o Manchester city.
    Ai me cobrem se o São Paulo não se tornar o primeiro das Américas.
    Temos que afastar do futebol esta turma que há décadas se apropriou do clube e está transformando o sp numa portuguesa.
    O projeto tem que ser profissional sem idolatria, independentemente dos nomes serem ex ídolos do sp.
    Mas fiquem atentos. Não pode ser o projeto do leco pelo amor de de Deus.

  7. O moderador deste blog poderia propor uma discussão sobre a viabilidade do São Paulo virar, no setor de futebol profissional, um clube empresa.

    Que tal este tema, hein, moderador ?

      • Esse time é limitado já fomos além do que poderíamos jogador acima do peso ,casos de Diego Souza,jucilei ,Bruno Peres e Anderson Martins e jogadores com idades avançadas não tem pique para jogar os dois tempos , vamos torcer para ficar pelo menos na libertadores do ano que vem, espero que diretoria contrate bem e jogadores de nomes principalmente um meia ,dois laterais um zagueiro um atacante,e goleiro pois jogamos Brasileirão sem goleiro e se classificar para libertadores tá de bom tamanho .

    • Fantasioso por que?

      Os maiores clubes da Europa são empresas. Veja onde está a Europa em termos futebolísticos e financeiros em relação aos times brasileiros. Anos luz.

      Pense a respeito e depois conversamos.

      O moderador deste blog poderia propor uma discussão sobre a viabilidade do São Paulo virar, no setor de futebol profissional, um clube empresa.

      Que tal este tema, hein, moderador ?

      • Cara não sou um expert em direito esportivo, mas sei dizer que já li algo relativo aos clubes do Brasil por estatuto serem sem fins lucrativos e isso por si só já impediria algum clube de se tornar empresa sem trocar todo o estatuto.

        Imagina um clube como o São Paulo que é um feudo de velhos carcomidos, eu duvido que algum dia antes da morte eles queiram largar o osso. Nem digo por dinheiro, falo por questão de vaidade mesmo, de se dizerem cardeais e por ai vai.

        Não me entenda mal, eu sou um apreciador de boa gestão, quando aparece algum incauto falando “clube de futebol não é banco” eu tenho vontade de pular de um prédio. Agora daí achar que isso algum dia vai sair do papel aqui em Pindorama, ai já é sonho….

Deixe uma resposta