De indispensável a substituível: Nenê não vive bom momento no São Paulo

Nenê não vive boa fase no São Paulo. Principal líder do elenco no primeiro turno, que o Tricolor terminou na liderança do Campeonato Brasileiro, o meia caiu de produção e não tem mais conseguido ser decisivo. Longe disso, tem tido atuações discretas.

O camisa 10 do São Paulo foi substituído por Aguirre nos últimos três jogos do time no Brasileirão: empate por 2 a 2 com o Botafogo e derrotas para Palmeiras e Internacional.

Vice-artilheiro do Tricolor na temporada, com 12 gols, Nenê não balança as redes desde o primeiro jogo deste segundo turno, o empate por 1 a 1 com o Paraná.

Aos 37 anos, Nenê se tornou a principal fonte de criação daquele São Paulo que surpreendeu no primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Só que neste segundo turno, em especial nas últimas rodadas, Nenê não tem feito mais a diferença. Na derrota por 3 a 1 para o Inter, no domingo, o meia teve dois bons momentos apenas: uma falta que passou perto do gol de Marcelo Lomba e um chute de fora da área com perigo.

O mau momento não é exclusividade de Nenê. O elenco todo do São Paulo não vive uma boa fase. Aguirre quer encontrar novamente o caminho das vitórias para ainda sonhar com o título, mas a distância de sete pontos para o líder ficou pesada.

A próxima chance de voltar a vencer no Brasileirão será no sábado, às 19h (de Brasília), contra o Atlético-PR, no Morumbi, pela 30ª rodada da competição.

37 comentários

  1. Esse é um safado, foi só receber aumento e parou de jogar ! Mas uma coisa temos que concordar, com um meio campo porco desse, que nao consegue segurar uma bola, 2 volantes inuteis que nao ajudam na criação , fica difícil mesmo!

  2. Não dá para um jogador de 37 anos ser o responsável pela armação do time. Esperavam o que, que ele aguentasse todo o brasileirão? Perderam o Cueva, aliás, todos nós comemoramos a saída do peruano desclassificado, mas Raí deveria ter ido buscar um substituto, nene não era esse cara. Raí tentou Scarpa, mas o jogador preferiu a Crefisa e depois Raí desistiu de procurar outro meia.Raí vai ter que gastar e bem para arrumar um meia de qualidade. E não adianta trazer jogadores medíocres como Everton felipe, é mais dinheiro jogado fora como foi com Carnero, Trellez, jean. Raí precisa repensar o nível dos jogadores contratados. Se o SPFC não tem dinheiro, que se use Cotia, s eos jogadores de Cotia não derem conta, então não resta outra alternativa que transformar logo o SPFC em clube -empresa para que possa atrair investidores e aí sim poder concorrer com a Crefisa. Sem isso , título será uma raridade por aqui e por outras bandas, a crefisa vai dominar amplamente

    • Clube-empresa …, dos amigos, parceiros, aliados, cúmplices, comparsas ou sócios do #OutLeco ?

      Esse roteiro já é amplamente conhecido …, e atualmente em execução permanente.

      #OutLeco é meramente um detalhe, pois casualmente ocupa a cadeira.

      • Sem leco , paulo, uma empresa japonesa, chinesa, coreana, americana, algo assim, não do grupo do leco. Falo em empresas como a Fiat , dona da Juventus, é desse tipo de negócio a que me referi. Sem isso, o SPFC e demais clubes virarão meros coadjuvantes para os títulos da Crefisa. é só aguardar e verás ao vivo o que estou dizendo. Até agora eles ganharam pouco, é verdade, mas estão se organizando, e já podem ganhar só neste ano o brasileirão e a Libertadores. É motivo de alarme para todos nós.

        • Venho “batendo” nesta velha tecla há tempos (quase remotos), pois a disputa pelo controle do futebol tricolor passa pela “separação” entre clube e futebol …, e a “tal” empresa, objetivo quase exclusivo deste grupo que sequestrou o SPFC e vem, sistematicamente destruindo nosso futebol.

          Nossa legislação não permite, mas vem mudanças …, como os “investidores”.

          Preste muita atenção no que ocorre com o Figueirense e os envolvidos, muitos já passaram por aqui.

    • Colocam a culpa em nenê e Diego Souza sendo que Jucilei e Hudson jogando juntos todo mundo vê que não da certo. Aí na hora de substituir ele não tira nenhum dos dois e ainda me coloca Carneiro que não sei como é jogador de futebol

  3. Primeiro, Nene nunca foi armador. Sempre foi mais um ponta de lança, aquele jogador entre e 8 e o 10… Segundo, o time do Aguirre não lhe ajuda. Nene fica encaixotado na marcação adversaria, sempre 2 em sua cola. Falta ajuda dos volantes, do DS e principalmente do ponta, que com a lesão do Everton dificultou mto seu rendimento. Cabe ao treinador ajudar seus melhores jogadores, porém Aguirre vem colocando cada vez mais volantes e zagueiros, dificultando a vida do meio pra frente. Aí qdo Aguirre decide colocar o time pra frente, tira o Nene e coloca 02 torres no ataque pra ficar disputando a bola de cabeça… pobreza técnica e tática sem fim…

    Fora Aguirre!!!

    • Concordo, e se for pra ficar tirando o Nenê, que é um oásis de tecnica no nosso meio, que coloque o Everton Felipe que é armador de origem.
      É muita invensão …

  4. Nenê era pra ter sido um “bônus” pro elenco. Um cara experiente, rodagem, boa técnica que pudesse ajudar na criação e participar da rotação dos jogadores. O problema aconteceu quando perceberam definitivamente que o Lucas Fernandes não consegue ser titular e o Shaylon se esconde. Foram atras do Everton Felipe, investiram uma grana e o rapaz não consegue dar 3 passes certos e um chute pro gol.

    Resultado: Lucas Fernandes emprestado, Shaylon e Everton Felipe banco por baixo rendimento e Nenê titular quase todos os jogos. Obvio que o rendimento ia cair e que o time estaria susceptível a um desastre em caso de má fase. Não ter um substituto acomoda o titular, impede novas opções táticas e deixa o time amarrado.

  5. Pessoal critica o Everton Felipe que acabou de se recuperar de lesão, acabou de chegar, não teve sequencia, pegou time já na fogueira e nem jogou na sua posição de origem, que seria justamente a do Nenê, em má fase e sem folego.
    Portanto acho que a cobrança tem que ser em cima do Sr. Aguirre que não testa o garoto de armador, como sempre jogou no Sport ao lado do Diego Souza.

  6. Bipolaridade é uma marca do torcedor tricolor…

    Há pouco o Anderson Martins era craque, hoje um fiasco.

    O Nenê, incontestável… deveria ter vindo antes para o SPFC, mereceu o aumento etc… hoje ele é um velho que veio esperar a aposentadoria no SPFC.

    O Éverton foi a contratação do ano… como é que o Flamengo deixou esse cara sair? É o melhor do time. Hoje ele é um jogador bichado e houveram vários alertas sobre suas contusões. (não vi uma só na ocasião).

    João Rojas foi um achado… parabéns ao Lugano e Aguirre pela indicação. Hoje ele só corre e não faz um cruzamento certo.

    Trio Lugano, Raí e RR eram a trinca de ouro, hoje são comparados a Adalberto Porsche e JPJL. São ídolos dentro de campo mas pífios como dirigentes.

    O Aguirre… pelo amor de Deus, que a seleção uruguaia não precise dele… o cara é um gênio. Hoje ele é um covarde…

    Se acham que eu estou exagerando, voltem nas páginas, voltem no tempo e vejam os comentários…

    Aqui acham fácil os culpados pelos insucessos… é a coisa mais tranquila para fazer, o teclado aceita tudo…

    • Quem é bipolar é o Aguirre e muitos dos nosso jogadores.
      Como conseguem mudar tanto de rendimento e atitude assim ?
      Agora, torcedor, de TODOS os clubes são assim mesmo, e têm muita torcida ainda bem pior que, por muito menos, espancam jogador e quebram tudo no estadio.

      • Quanto aos jogadores há uma coisa chamada “fase”, quando eles alternam suas performances de acordo com determinada época. Outro fato é que podem estar sendo orientados de forma a que não consigam atingir o seu melhor desempenho tanto individual quanto coletivamente.
        Mas não há como dizer que os mesmos desaprenderam… não há craque num dia e pé de rato no outro.

        O trio Lugano, Raí e RR tem erros e acertos, mas uma coisa é certa, eles fazem o que podem com a disponibilidade financeira que tem, fora que estão abaixo do mandatário mór. Não podem prestar num dia e não prestarem no outro.

        Quanto ao Aguirre, evidente que tem seus defeitos e eles são claros, mas é outro que trabalha com o que tem. Se tivesse um elenco, ok, seria merecedor das críticas atuais, mas ele tem um time, apenas. Quando um sai ele tem que improvisar ou colocar outro que não tem o mesmo potencial. No primeiro turno, sem grandes desfalques ele mandou bem. Foi justamente no segundo turno, quando contusões, suspensões, convocações desfalcaram o time e ele teve sim dificuldades para manter o nível. A culpa não é só dele. Então, nem Deus, nem diabo…

        • Mas desta vez os erros foram demais. Márcio. O que ele está fazendo com Arboleda não é racional nem justo. Por que ele não entende que Jucilei e Hudson juntos tornam o meio-campo lento, sem nenhuma criatividade, quando é evidente ao olhar de todos os que assistem aos jogos do SPFC? Ele mesmo viu , contra o Cruzeiro , um meio-campo leve e rápido, com luan e Liziero. Por que nunca mais tentou esta fórmula? Por que tanta teimosia com algo que não funciona mais a ponto de hoje termos campanha de rebaixado no segundo turno? A contusão do Everton não pode justificar todo esse fracasso, ele não é o pelé

          • Concordo com todos os pontos apontados por vc, especialmente o Arboleda, que chega a ser criminoso… rsrs

            Evidente que ele tem os seus defeitos, alguns graves e outros nem apontados por vc, mas não justifica ser chamado de Deus e noutro dia de diabo… nem um,nem outro…

    • Vc tá certo brother….verdade pura, torcida do SP eh D+++. Eu sou são paulino, moro em Fortaleza-CE e acompanho o rogerRo Aki, tirando leite de pedra, mas fazendo um bom trabalho…se o fortaleza Aki tivesse soh 20% do faturamento do sp vcs iriam v o Rogério c jogadores q ele quer, mas Aki todos do ataque são jogadores emprestados, vão embora e virão outros, mas msm assim consegue achar alguns q vão dar um trabalho bom….imagina se tivesse condições….

  7. Dois volantes que só destroem e a culpa e do nenê? Querem que ele com 37 anos faça o que nunca fez? Ou seja, sair driblando todo mundo? Oha a marcação que sofre do adversário está tranquilo, pois basta marcar ele.

  8. Alguns fatores para justificar a queda de rendimento do time:

    Em termos defensivos:
    1) Saída do Militão!
    2) Péssimo goleiro;
    3) Insistência com Anderson Martins;

    Em termos ofensivos:
    1) utilização de dois volantes de destruição (isolando Nenê);
    2) ausência do Everton (e precipitação com seu retorno, por culpa de Aguirre)
    3) falta de jogadas ensaiadas;

    Em termos estruturais:
    1) postura covarde;
    2) desvalorização da base;
    3) improvisações e substituições lastimáveis.

    Dos nove motivos elencados o Aguirre só não tem culpa do primeiro, embora entenda que já poderia ter portão um substituto.

  9. Técnico é teimoso. ..jogou vários jogos com 2 volantes que no Max são primeiro volante. …Nene nao tem é novo e precisa de mais gente para ajudar. Espero que o Aguirre caia. ..perdeu elenco e vaga na libertadores está por um fio deixa o Jardine que muitos acham que irá resolver. ..pois bem daria oportunidade para ele nessa reta final e ano que vem Abel Braga. Durante anos técnico fraco. ..Dorival, Doriva, Ceni. ..fora os interinos

  10. Se continuar assim ano q vem vai levar uma sapecada do fortaleza de Rogério Ceni, lei do ex … Arriscado o fortaleza fazer campanha melhor q a do SP….

  11. E o São Paulo volta ao normal, jogando como sempre e perdendo como sempre, nossa nem a frase correta não da para escrever. Time sem vergonha.

  12. O time do SPFC nunca foi brilhante nesse campeonato. Jamais foi dominante.
    Chegamos à liderança porque ninguém disparava. Com nossos méritos, claro, mas poucos.
    Penso que nosso melhor momento foi na sequência contra FLA-COR-GRE-CRU.
    Mesmo nesses jogos há ressalvas.
    Contra o Flamengo jogamos por uma bola. Achamos. Mas depois tomamos sufoco. Bola aérea pesada e algumas chances que o adversário desperdiçou.
    Contra o Corinthians jogamos até melhor. Mas aproveitamos muito mais as falhas cedidas do que abafamos os caras.
    Do Grêmio perdemos. De novo jogamos por uma bola. Achamos, mas tomamos a virada de forma muito parecida como contra este jogo contra o Inter, porque nos acovardamos na defesa.
    Contra o Cruzeiro achamos dois gols. Mas quando tava 1×0 os caras até perderam penalti. Saímos no lucro.

    Recordo ainda: quase tomamos o empate do Sport lá no Recife. Ganhamos na marra do Vasco em casa. Maltratamos a bola contra a Chape em casa.
    E por ai vai.

    A questão é os resultados pararam de nos favorecer. A confiança foi embora e o pouco de futebol que tínhamos desapareceu.
    Nossa situação nunca foi confortável. A queda era até previsível.

  13. O que fazer nesse jogo contra o patético Pr? É reconfortante saber que anderson martins e bruno Perez não estarão em campo. Mas , se o meio-campo for de Hudson, Juça e nene, podemos até perder esse jogo. Acho que se uma derrota vier nesse jogo nada segura o Aguirre

    Perry, Hudson (LD), Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo, Rodrigo caio ou Luan ( já voltou da seleção sub-20 ?), Liziero , Nene, Rojas, Diego e Antony

Deixe uma resposta