Dificuldade em recuperar pontos perdidos atrapalha reação do São Paulo

A diferença de cinco pontos entre a campanha do primeiro e a do segundo turno do São Paulo é o que basicamente tirou o Tricolor da liderança do Brasileirão. Atualmente em quarto lugar, com 52 pontos, quatro atrás do líder Palmeiras, o time do Morumbi corre atrás da recuperação.

Neste domingo, contra o Inter, às 16h, no Beira-Rio, em Porto Alegre, o São Paulo não só tem um confronto direto pela frente (os gaúchos estão na vice-liderança, com um ponto a mais) como a chance de recuperar os pontos perdidos no empate por 0 a 0 com o rival no primeiro turno.

Um dos fatores que têm atrapalhado o São Paulo neste segundo turno é justamente a dificuldade em recuperar os pontos perdidos no primeiro turno. Seja dentro ou fora de casa. Até agora, o time do Morumbi não fez 100% de aproveitamento contra nenhum dos adversários. Veja abaixo:

Nas nove primeiras rodadas do Brasileirão, o São Paulo conquistou 16 pontos, com quatro vitórias, quatro empates e uma derrota, 59,2% de aproveitamento. No segundo turno, no mesmo período, foram só 11 pontos, com duas vitórias, cinco empates e duas derrotas, 40,7% de rendimento.

Diretoria, comissão técnica e jogadores concordam que é preciso melhorar, mas ressaltam que o time tem condições de ainda brigar pelo título. Veja o que eles disseram:

– Temos que fazer uma autocrítica e reagir, reagir rápido. O São Paulo ainda está a quatro pontos do líder, o que a gente fez até aqui tem muito mérito, mas tem que saber o momento de fazer uma análise – falou o diretor-executivo Raí.

– Ainda temos muitos jogos pela frente e não vamos desistir de tentar fazer a maior quantidade de pontos para ver o que acontece – comentou o técnico Diego Aguirre.

GE

3 comentários

  1. O que atrapalha o SPFC e manter Sidão no gol, manter Anderson Martins na zaga ,técnico que só tem um esquema de jogo e um presidente totalmente incapaz

  2. Tivesse o SP ganho do saco de pancada do Paraná e do América-MG em casa (sem contar o empate com o Flu em casa graças a inconsequência do Sr Diego Souza e da dupla de trapalhões Sidão e Anderson Martins) a classificação hoje seria completamente diferente.
    Estamos falando em 6 pontos que hoje faria uma grande diferença para o restante do campeonato.
    O elenco é limitado, pois não temos laterais, atacantes de lado de campo e meia de criação que possam suprir a ausência do chamados titulares.

Deixe uma resposta