Brenner marca de novo, e São Paulo está nas semis do Brasileirão Sub-23

Com uma rodada de antecedência, o São Paulo garantiu sua vaga nas semifinais do Campeonato Brasileiro de Aspirantes, disputado pelos atletas da categoria sub-23. Jogando na Arena da Baixada, o Tricolor bateu os mandantes por 2 a 0, com gols do lateral Foguete e do atacante Brenner.

Reforçado por quatro jogadores do elenco profissional (Brenner, Caíque, Antony e Lucas Paes), os comandados do técnico Marcos Vizolli fizeram uma partida disputada na capital paranaense com o Furacão, e acabaram levando a vitória por terem sido mais efetivos no confronto.

O primeiro gol, ainda na etapa inicial do confronto, saiu dos pés de Foguete, aproveitando uma bola má rebatida pela zaga adversária. Depois de sair do banco de reservas, o atacante Brenner, que já havia marcado dois gols contra o América-MG, na rodada passada, deixou sua marca nos minutos finais do duelo e sacramentou o triunfo tricolor no sul do país.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 12 pontos no Grupo C do Brasileirão de Aspirantes e garantiu sua classificação para a semifinal da competição. Na próxima rodada, no dia 18 deste mês, o Tricolor recebe o Vitória para definir quem será o campeão da chave. Os baianos possuem dez pontos.

O time que jogou contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, teve Lucas Paes; Foguete, Caio Ruan, Rodrigo e Caíque; Marcos Jr, Paulo Henrique, Vinicius (Oliveira, 28min/2ºT), Antony (Brenner, no intervalo), Geovane (Cássio, 42min/2ºT) e Murilo (Dip, 22min/2ºT).

L!

12 comentários

  1. Nenhuma novidade. Nossos meninos continuam arrebentando e nos enchendo de orgulho. Pena que o pessoal do time principal não saiba lidar com eles. Talvez o Jardine seja realmente nosso futuro (tomara). Se tiver um pouco de paciencia, acho que ele consegue montar um timaço, mesclando a base com alguns “macacos velhos experientes”. Daria um bom caldo.

  2. Aí o Aguirre me escala dois laterais no ataque para jogar contra o América-MG em pleno Morumbi. Quando irão colocar os garotos então?

    • com Aguirre covardão? nunca.
      Se os experientes ou as improvisações melhorasse o rendimento eu até entenderia, mas não dar oportunidades mesmo vendo o péssimo rendimento de quem joga é inaceitável.

  3. Pois é por quê não joga no time principal? Aguirre fica inventando moda. Põe o moleque pra jogar ao invés de colocar Bruno Peres de ponta direita e Reinaldo de ponta esquerda.

  4. Quero ver ele marcar contra o Paraná.

    Jogar bem nessa categoria e um otimo sinal e só. O que vale mesmo é mostrar serviço com regularidade no profissional, coisa que não aconteceu ainda.

    Mas é um bom sinal.

    • O que acontece é que os subs são estágios de evolução.
      É bom entender que são categorias inferiores.
      Espera-se que se destaquem muito.

      Casemiro com mais idade jogou dois anos em times B. Evoluiu. Cresceu e adquiriu titularidade.

      Aqui depoia de um jogo já querem interromper essa curva de cescimento só obtida jogando.

      Existe uma pegada diferente e escala ascendente de dificuldade entre subs, paulista, copa do vrasil e sulamericana, brasileiro, libertadores e mundial. Alem das divisões A, V, C,D.

      Para mostrar caoacidade de ascender a categoria precisa mostrar algo diferenciado.

      Está mostrando? Então está no caminho certo.

Deixe uma resposta